Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Janelas - cover

Janelas

Flávia Apocalipse

Publisher: Outras Letras

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

'Dentro de mim, só mar revolto. Flávia Apocalypse, carioca, formada em Direito eJornalismo, gerente de comunicação interna de uma grande empresa, é discreta, tímida até, e simplifica assim a vida que a fascina: café com leite, vitamina C, mesa de trabalho, cafezinho,almoço, Coca-cola, trânsito, sala de jantar, revistas, travesseiro de fronha branca. Tudo corrimão pra que eu possa me segurar.Em seu livro de estreia, a poeta ausculta em si mesma as noites mais escuras, a vida que não passa de um jogo de sombras, onde ela se perde e se acha e se espanta. Segundo a poeta Thereza Christina Roque da Mota, “Flávia tem a voz de Adélia Prado que fala do dia e da noite, da sofreguidão das almas que se aquietam para uma manhã mais longa, uma noite que não acaba”.Como criança, Flávia experimenta a poesia iniciática do choro do perdão. O indecifrável do armário que ela não abre para ninguém. Tudo que se oculta sob as roupas, a lama, a angústia e o pudor.Com o livro, a poeta, conciliando sua vida de profissional, mãe e mulher, empresta a voz de Adelia, faz emergir a própria voz , abre as janelas e convida seus leitores a fazerem o mesmoÉ o primeiro livro de poesias do autor que já publicou dois romances,  livro de contos, ensaios, e centenas de artigos científicos.  Como o titulo induz, os poemas parecem uma livre associação de ideias e imagens. Mas ao ser lido com um pouco de atenção, mostra um escritor maduro, cosmopolita que escolhe cuidadosamente cada palavra como diz no primeiro poema do livro: Ai da minha poesia se não fosse eu! / Provavelmente morreria à míngua| Combalida, desmilinguida. | Coitada se dela não cuidasse o degas, | Pessoalmente. | Mas, pai zeloso,| Afago-a, terno, | E a curo, | Mertiolate e tudo, | Nunca descuro. | Se dela falam mal, | Desconjuro!'

Other books that might interest you

  • Aos nascidos em 1979 - cover

    Aos nascidos em 1979

    Luiz Belmiro Teixeira

    • 0
    • 0
    • 0
    A poesia de Luiz Belmiro funda-se na mistura de temas que exploram as relações, as sensações, o toque, o contato. O poeta é um guardião das horas, alado, pontual, que pode roubar a substância do abstrato e dialogar com os elementos que trazem vida à sua poesia: o amor, o feminino, a pele, o corpo. Neste belo livro de estreia ‘Aos nascidos em 1979’, seus versos passeiam pela geografia do espaço, sua Curitiba, a cidade surreal. A multiplicidade dessa vida na cidade propõe novas percepções sobre o local, seus silêncios, suas pulsações. Ao construir sua linguagem, o autor ainda nos oferece uma sensível visão sobre a profundidade da existência do ser poeta. E nisso reside sua riqueza: a multiplicidade da vida, poética e real. Distintos tons que, nas palavras do poeta, são um vislumbre de todos os demais.Luiz Belmiro Teixeira é curitibano, graduado em Ciências Sociais pelaUniversidade Federal do Paraná (2004), Mestre em Sociologia pelaUniversidade Federal do Paraná (2006) e é professor de Sociologia no IFPR. A poesia o encontrou cedo,e desde então procura os versos para escrever sobre Curitiba, o amor, política, a vida, o universo e tudo mais. Traz referências da cultura pop (cinema, música e hq’s) para compor seus poemas. Antes da estreia emlivro próprio, publicou em coletâneasde concursos e oficinas literárias.
    Show book
  • Chão de Ouro; Poesias crônicas e pensamentos - cover

    Chão de Ouro; Poesias crônicas e...

    Rafael Conte

    • 0
    • 0
    • 0
    Esta obra é repleta de poemas, pensamentos e crônicas inspiradoras. Aborda temas como: amor, amizade, religiosidade, dedicatórias, fatos do cotidiano, e tantas outras facetas da vida.
    
    Prepare-se para sonhar, afinal, a poesia é essencial à existência humana.
    
    Homenagem póstuma ao autor Rafael Conte.
    Show book
  • Libélulas de ferro - cover

    Libélulas de ferro

    Alex Assunção Rebello

    • 0
    • 1
    • 0
    Das simples lembranças de uma pequena “vila” nos anos 80, até os dramas atuais de nossa sociedade, Libélulas de Ferro nos convida à interioridade humana, à perplexidade perante a passagem do tempo e à ótica crítica e construtiva da poesia.
    Show book
  • Só alguns minutos - cover

    Só alguns minutos

    Douglas Dias Da Silva

    • 0
    • 0
    • 0
    “O cheiro de jardim podado / O ar nos parece leve / Mas só para aqueles que sabem desejar / Aquela velha casa chamada eu.” 
    Uma década de pensamentos sobre amor, tempo, dor e sonhos fazem de Só alguns minutos um belíssimo compilado da arte poética. Douglas tece a angústia e a expansão desse ciclo de vida em versos, onde amar e sonhar é peça fundamental. Seus poemas são agulhas delicadas que constroem peças, que ora cortam, ora remendam. A costura de sua obra, feita de pontos e linhas afiadas e delicadas, formam um grande tecido marcado de sensibilidade e emoção. Digno de um coração abastecido.
    Show book
  • Herói do mar - cover

    Herói do mar

    Ester Vaz

    • 0
    • 0
    • 0
    "O livro 'Herói do Mar' assinala a estreia literária da escritora Ester Vaz. Um poema longo, ao modo épico, evoca o primeiro verso do hino 'A portuguesa', em representação ao país, sua história e sua arte greco-romana: "Heróis do mar, nobre povo / Nação valente, imortal / Levantai hoje de novo / O esplendor de Portugal!". Na escrita de Ester, traça-se um poema que não pede permissão para nos envolver, como um mergulho no mar, onde o leitor baila com as vagas, nas idas e vindas de um relacionamento, que semelha ao baloiço do mar. Por ora é suave, e por vezes mostra sua face cruel. A poeta entrelaça o leitor em seus tentáculos, num texto corrido, único, monolítico, feito o oceano – imenso, inescapável. Neste mergulho do destino, o amor abandonado chega à tona apenas para recuperar o fôlego e voltar a submergir."
    Show book
  • Coleção de Poemas em Português - cover

    Coleção de Poemas em Português

    Various Various

    • 0
    • 0
    • 0
    A collection of 20 poems in Portuguese.
    Show book