Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
A PROVA CIVIL - Parte Geral – O Conceito Jurídico da Prova - cover

We are sorry! The publisher (or author) gave us the instruction to take down this book from our catalog. But please don't worry, you still have more than 500,000 other books you can enjoy!

A PROVA CIVIL - Parte Geral – O Conceito Jurídico da Prova

Francesco Carnelutti

Publisher: Pillares

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Quando Carnelutti, na idade de trinta e seis anos, publicou em 1915 (ano de sua ascensão à cátedra processualística paduana) a Prova civil, tinha nas costas uma breve experiência como civilista, iniciada em 1903 com os estudos em matéria de infortúnios no trabalho (depois recolhidos nos dois volumes de 1913 e 1914) e continuada, a partir de 1909, com estudos de direito do trabalho e de direito comercial e industrial, que lhe valeram o encargo à Bocconi antes e a cátedra de Catania depois. Podemos pedir, a nós mesmos, portanto, por quais vias Carnelutti tenha atracado num estudo rigorosamente processualístico da prova civil, um tema por ele tocado de leve somente em algumas notas de jurisprudência sobre a forma escrita dos contratos (Riv. dir. comm., 1909, II, 580; 1911, II, 616) e sobre o ônus da prova da novidade da marca (aí, 1914, II, 439). A resposta a dá o próprio Carnelutti no prefácio da primeira edição da Prova civil, onde indica como “um aspecto saliente do progresso da teoria geral do direito o trabalhoso processo de desintegração do fenômeno jurídico substancial das formas de sua realização judiciária”. Enquanto tal evolução – ele afirma – está muito avançada “sobre o ponto da distinção entre ação e direito subjetivo”, diversamente estão as coisas “sobre a linha que separa a existência do direito da sua prova”, e os confirmam institutos como aquele “do ônus da prova ou o outro da forma documental do negócio, cuja teoria apresenta ainda um amálgama tão compacto de elementos substanciais e de elementos processuais que se deve reconhecer que aqui a respectiva autonomia das duas ordens jurídicas não é ainda madura”.
Available since: 07/28/2016.

Other books that might interest you

  • A Poluição - Será que vai existir humanos na Terra em 2050? - cover

    A Poluição - Será que vai...

    Afonso Sequeira

    • 0
    • 0
    • 0
    Este livro é um livro sobre a poluição sonora, poluição térmica, poluição marinha e poluição aérea. Se não sabes o que significa, lê o meu livro e ficarás mais do que esclarecido.
    
    Também falo sobre um tema muito importante, "Carros elétricos ou a Gasolina/Gasóleo?"
    Sobre poluição, acho que é um tema que muita gente não tem muito conhecimento, por exemplo, 'reciclar' - uma palavra simples mas que muita gente não faz ou se faz é mal ou pouco. Lembrem-se: 'Não temos um planeta B'. Espero que vejas o meu livro e aprendas alguma coisa!
    
    
    
    2050 parece muito, mas é só um saltinho!
    
    Com esforço, dedicação tudo se consegue.
    
    
    
    Esta é a 4º edição do livro mas em versão eBook.
    
    ISBN: 9789403652467
    Show book
  • Fábulas volume 3 - cover

    Fábulas volume 3

    Aesop

    • 0
    • 0
    • 0
    Esopo é um lendário autor grego, que teria vivido na Antigüidade, ao qual se atribui a paternidade da fábula como gênero literário.As Fábulas de Esopo serviram como base para recriações de outros escritores ao longo dos séculos, como Fedro e La Fontaine.Fabulista grego do século VI a.C.. O local de seu nascimento é incerto — Trácia, Frígia, Etiópia, Samos, e Sardes todas clamam a honra. Eventualmente morreu em Delfos. Na verdade, todos os dados referentes a Esopo são discutíveis e trata-se mais de um personagem lendário do que histórico.A única certeza é que as fábulas a ele atribuídas foram reunidas pela primeira vez por Demétrio de Falero, em 325 a.C.. 
     
    Esopo teria sido um escravo, que foi libertado pelo seu dono, que ficou encantado com suas fábulas. Ao que tudo indica, viajou pelo mundo antigo e conheceu o Egito, a Babilónia e o Oriente. Concretamente, não há indícios seguros de que tenha escrito qualquer coisa. 
     
    Entretanto, foi-lhe atribuído um conjunto de pequenas histórias, de carácter moral e alegórico, cujos papéis principais eram desenvolvidos por animais. Na Atenas do século V a.C., essas fábulas eram conhecidas e apreciadas. 
     
    As fábulas que lhe são atribuídas sugerem normas de conduta que são exemplificadas pela ação dos animais (mas também de homens, deuses e mesmo coisas inanimadas). Esopo partia da cultura popular para compor seus escritos. Os seus animais falam, cometem erros, são sábios ou tolos, maus ou bons, exatamente como os homens. A intenção de Esopo, em suas fábulas, era mostrar como os seres humanos podiam agir, para bem ou para mal.Assim como Homero, as fábulas de Esopo faziam parte da tradição oral dos gregos, por isso não foram escritas pelo seu suposto autor. Mais de duzentos anos depois da suposta morte de Esopo é que as fábulas foram reunidas e escritas. 
     
    (Adaptado da wikipedia por Vicente)
    Show book
  • Pensamento Positivo na Era Digital: Como Usar os Princípios de Napoleon Hill para Superar os Desafios da Tecnologia - cover

    Pensamento Positivo na Era...

    MAX EDITORIAL

    • 0
    • 0
    • 0
    Se você está em busca de uma nova abordagem para alcançar o sucesso em sua vida, este e-book é para você.Contrapondo o método de Napoleon Hill em seu livro "Mais Esperto Que o Diabo", este guia apresenta "críticas" fundamentadas e alternativas eficazes para alcançar seus Ao finalizar a leitura, você terá em mãos uma visão mais clara e aprofundada sobre como alcançar o sucesso em sua vida, de forma mais eficaz e duradoura. Não perca a oportunidade de adquirir esta obra e iniciar sua jornada rumo ao sucesso de maneira mais consciente!!!
    Show book
  • A Visão do Inferno Segundo os Gregos - cover

    A Visão do Inferno Segundo os...

    Cid Marcus Vasques

    • 0
    • 0
    • 0
    Mas já adiantando, este audiolivro não trata de nada terrível ou assustador como a visão do Inferno Dantesco ou a explicação cristã do mundo inferior.Não, nada disso.Vamos falar do objetivo do Homem neste mundo , de suas dificuldades, de Ades e Perséfone, da visão de muitas vidas dos antigos.De uma maneira magistral, Cid aborda mitos e deuses que encorajavam o Homem a seguir o caminho da Dique, a Justa Medida.Mas claro, uma ou outra historieta de assustar ... não podiamos deixar de colocar. Mas só um pouquinho.
    Show book
  • Predadores - Repensando o Brasil nos seus fundamentos morais - cover

    Predadores - Repensando o Brasil...

    Edgard Leite

    • 0
    • 0
    • 0
    Predadores: repensando o Brasil em seus fundamentos morais' é um livro sobre a história da formação moral brasileira. Edgard Leite discute os problemas morais do Brasil em seus momentos fundadores, a partir da disputa central entre os brasileiros e os jesuítas, nos primeiros dois séculos de colonização. O autor propõe que a resistência a uma autoridade moral objetiva caracteriza o espírito original das relações sociais brasileiras, usualmente inclinadas para práticas morais subjetivistas ou relativistas. Tal realidade exerceu profunda influência sobre os elementos da identidade nacional, estabelecendo práticas e tradições com as quais lidamos ainda hoje. Com o prefácio do professor doutor José Eduardo Franco, esta publicação é mais uma importante contribuição para se pensar acerca dos fundamentos da sociedade brasileira, evitando, dessa forma, a ingênua consideração de que os males da nossa sociedade residiriam apenas em questões do presente, e que bastaria uma apreciação do agora para que soluções pudessem ser encontradas. Como o próprio subtítulo do livro explicita – repensando o Brasil nos seus fundamentos morais –, a atenção, aqui, está voltada para a questão moral. O livro, no entanto, não deve ser visto como um tratado moral, uma obra de moralizador, mas antes um estudo sobre esse aspecto incontornável de qualquer sociedade.
    Show book
  • Quem ama educa! - Formando cidadãos éticos - cover

    Quem ama educa! - Formando...

    Diogo Serrado, Içami Tiba

    • 0
    • 0
    • 0
    Estamos no século XXI: educar não é mais seguir os padrões dos nossos pais, mas quebrar velhos modelos, atualizando-os com novos paradigmas. Pais e educadores precisam absorver o novo ritmo da geração digital de jovens, que, mergulhada em tantos estímulos tecnológicos, muitas vezes, funde-se à identidade dos grupos, permitindo que esta se sobreponha à estrutura  familiar.Nesta nova versão da grande obra Quem Ama, Educa!, livro de cabeceira de inúmeras famílias em todo o Brasil, o renomado educador e Dr. Içami Tiba e sua filha Natércia Tiba, psicóloga e psicoterapeuta de crianças e adolescentes, trazem a pais e educadores a oportunidade de aprender a aplicar uma educação integrada  para fazer dos filhos pessoas felizes, autônomas e competentes.Nesta versão contemporânea, foca-se sobretudo a formação de jovens que serão cidadãos éticos. Pertencer a uma família que a ama faz com que a criança desenvolva sua auto-estima e construa seu bem-estar. "Educar é uma obra-prima, uma obra realmente artesanal,cujo resultado é a futura felicidade dos filhos e de todos à sua volta. Por isso, Quem Ama, Educa! Formando cidadãos éticos."IÇAMI TIBA
    Show book