Today could be the day that you start a whole year of unlimited reading!
Add this book to bookshelf
Grey 902feb64d8b6d481ab8ddda06fbebbba4c95dfa9b7936a7beeb197266cd8b846
Write a new comment Default profile 50px
Grey 902feb64d8b6d481ab8ddda06fbebbba4c95dfa9b7936a7beeb197266cd8b846
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced 7236434c7af12f85357591f712aa5cce47c3d377e8addfc98f989c55a4ef4ca5
A vida cotidiana no movimento das águas pantaneiras - cover

A vida cotidiana no movimento das águas pantaneiras

George Moraes De Luiz

Publisher: Edições Verona

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Este livro foca a convivência dos povos pantaneiros com o ciclo das cheias nos pantanais dos municípios mato-grossenses de Barão de Melgaço, Poconé e Nossa Senhora do Livramento. Desdobramento da tese de doutorado em Psicologia Social, defendida em 2015, esta obra é resultado das experiências vividas pelo pesquisador-morador da região pantaneira de Poconé, da convivência e conversas formais e informais com pessoas ligadas diretamente às atividades nos pantanais, com destaque para os(as) pantaneiros(as) e ribeirinhos(as), e da imersão na literatura cientifica sobre essas regiões.

Other books that might interest you

  • Jogos-narrativos: - ensino de história relatos e possibilidades - cover

    Jogos-narrativos: - ensino de...

    Sérgio Paulo Morais

    • 0
    • 0
    • 0
    O livro “Jogos-Narrativos: ensino de História, relatos e possibilidades” traz relatos de experiências de professores de escola básica e pesquisadores em diálogo com o mundo do Role-playing Game, Cards, Tabuleiro e outros. Os jogos, ao permitirem narrativas, expressões de memórias, posicionamentos sociais e diversas interações verbais e não verbais entre sujeitos, são aqui analisados como recursos de ensino, de aprendizagem, de sociabilidade e de pesquisa em História.
    Show book
  • O Selo De Salomão - cover

    O Selo De Salomão

    Steven Savile

    • 0
    • 0
    • 0
    Com a descoberta do Selo de Salomão, perdido há muito tempo, Konstantin Khavan e Orla Nyren estão em Jerusalém e na Palestina lutando por suas vidas com inimigos por todos os lados. Eles não sabem em quem devem confiar.  Não sabem qual deve ser o próximo caminho a tomar.  Tudo que sabem é que têm de encontrar o Selo, enquanto desviam a detonação de uma bomba suja em um dos locais mais sagrados de Jerusalém. 
    
    
    Isso seria bom, mas Orla já esteve aqui antes, durante os piores dias d sua vida, quando ela foi prisioneira em Jenin, um campo de refugiados na fronteira. Ela foi brutalmente violentada por um sádico, de quem ela só se lembra como A Besta – um homem que ela pensava ter matado durante sua fuga. 
    
    
    Ele não está morto. 
    
    
    É o homem que tem o Selo. 
    
    
    E Orla vai ter de enfrentar A Besta sozinha.   
    Show book
  • Carta a El-Rei Dom Manuel - cover

    Carta a El-Rei Dom Manuel

    Pero Vaz de Caminha

    • 0
    • 0
    • 0
    A Carta de Pero Vaz de Caminha é o documento no qual Pero Vaz de Caminha registrou as suas impressões sobre a terra que posteriormente viria a ser chamada de Brasil. É o primeiro documento escrito da história do Brasil. Costuma ser erroneamente considerado o marco inicial da obra poética escrita no país, porém, para ser obra literária, precisaria ter características irreais, já que a Carta é um documento histórico que descreve a realidade do país vista aos olhos de um escrivão.
    Escrivão da frota de Pedro Álvares Cabral, Caminha enviou a carta para o rei D. Manuel I (1469-1521) para comunicar-lhe o descobrimento das novas terras. Datada de Porto Seguro, no dia 1 de Maio de 1500, foi levada a Portugal por Gaspar de Lemos, comandante do navio de mantimentos da frota.
    A Carta conservou-se inédita por mais de dois séculos no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa. Foi descoberta, em 1773 por José de Seabra da Silva e publicada pelo historiador Manuel Aires de Casal na sua Corografia Brasílica (1817).
    Em 2005, este documento foi inscrito no Programa Memória do Mundo da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).
    Show book
  • Ateísmo & Liberdade - Uma Introdução ao Livre-Pensamento - cover

    Ateísmo & Liberdade - Uma...

    André Cancian

    • 0
    • 0
    • 0
    Deus, religião, moral, origem e sentido da vida, livre-arbítrio: em Ateísmo & Liberdade, assuntos fundamentais são postos à luz da razão, em uma tentativa de esclarecer algumas das mentiras e verdades que nos cercam. Polêmico, franco, revelador e ousado, Ateísmo & Liberdade é um convite à reflexão, ao livre-pensar e à busca por uma explicação racional e coerente sobre o homem e o mundo.
     
    * * *
     
    APRESENTAÇÃO
    PREFÁCIO
     
    :: PARTE I
    INTRODUÇÃO GERAL
    OS FUNDAMENTOS DO ATEÍSMO
    ARGUMENTOS EM FAVOR DA EXISTÊNCIA DE DEUS
    ARGUMENTOS CONTRA A EXISTÊNCIA DE DEUS
    RELIGIÃO COMO ALIENAÇÃO E CONTROLE SOCIAL
     
    :: PARTE II
    INTRODUÇÃO À PARTE II
    OS FUNDAMENTOS DA TEORIA DA EVOLUÇÃO
    A REPRESENTAÇÃO DA REALIDADE
    SOBRE O FUNDAMENTO DA MORAL
    SOBRE O SENTIDO DA VIDA
    AS RAZÕES DO CORPO
    O HOMEM, O MUNDO E O NADA
     
    :: APÊNDICE
    SOBRE A LIBERDADE E O LIVRE-ARBÍTRIO
    SOBRE O AUTOR
     
    REFERÊNCIAS
     
    * * *
     
    “Já li alguns bons livros sobre ateísmo, mas acredito que o Ateísmo & Liberdade, do André Cancian, é o melhor deles, em particular por ter sido escrito na nossa língua nativa, o que torna o texto ainda mais claro e próximo. Chega a ser quase que um livro didático, que vai te acompanhando passo a passo em um processo que podemos chamar de ‘libertar-se a si mesmo’. O que pode tornar o livro de difícil leitura não é o livro em si, mas a dolorosa ‘faxina interior’ que o leitor é conduzido a fazer.
    Gostei tanto que acabei comprando os outros dois livros (O Vazio da Máquina e Ateísmo e Niilismo) que juntos formam uma espécie de trilogia, de complexidade crescente e gradual, mas muito bem escrita, coesa e reveladora.
    Para mim, hoje, André Cancian é uma referência neste assunto.”
    — Alexandre Lima
     
    “Muito bom. Uma dose de realidade acompanhado dum bom prato lógica.”
    — André Mestrinier
     
    “Ateísmo & Liberdade foi a última pedra na construção do meu eu livre de qualquer resquício de religião. Foi como conversar com alguém que havia acabado de conhecer, mas que já representava um velho amigo por compartilhar ideias e angústias tão antigas.”
    — Lucinea Brabo
     
    “O livro Ateísmo e Liberdade prova categoricamente a inexistência de Deus. Sabemos que essa ficção fora projeto da mente humana. Se a Bíblia provasse a existência de Deus, as revistas em quadrinhos provariam a existência do super-homem.”
    — Paulo Duarte
     
    “Confesso que antes de adquirir o livro do André, andei muito pelo site ateus.net, de sua autoria. Lá visitei o fórum, li os artigos dispostos. Só depois de haver circulado uns meses pelo site, decidi adquirir o tal exemplar. E devo dizer que apesar de esperar bastante, ainda me surpreendi com o seu conteúdo. Disposto de maneira didática e elegante, o que temos são mais de 200 páginas passando por uma variedade de assuntos correlatos com a temática do ateísmo – desde a uma breve história e conceitos, até discussões relevantes como, por exemplo, o livre-arbítrio e visões de mundo.
    O livro, que não se resume a discutir o ateísmo, dispõe em suas laudas também sobre o homem, e é um apanhado filosófico de alto nível, que cumpre a função de ser um manual seguro para todos aqueles dispostos a trilhar um caminho para o conhecimento de sua condição humana.
    É uma grande e corajosa obra. Dispomos de poucas assim, em nossa língua e cultura, e que divulguem tais assuntos em níveis amplos. A sinceridade e verdade, e a verdadeira sinceridade com que André nos brinda é um raro achado, e que deve ser apreciado. Em um mundo que pugna por cair em ilusões de toda sorte, este livro é um copo de água no deserto das ilusões – e uma porta de entrada para o deserto do real.
    Faz agora parte da minha estante, junto de outros grandes nomes da filosofia e do pensamento humanos.”
    — Rafael Tages Melo
     
    “O livro Ateísmo e Liberdade de André Díspore Cancian é, parafraseando Franz Kafka, um soco no estômago, em todos os sentidos: Ele lhe mostra a realidade nua e crua; ele mexe com você, sem que se possa ficar indiferente; e lhe fará perceber a natureza pesada e rochosa do imenso vazio que somos. Contudo, apoia-se inteiramente na ciência, em conhecimento palpável para trilhar seus caminhos. Como o exemplo pugilístico anterior, com seus sentidos e sensações, que podem ser descritos e dissecados completamente pela fisiologia, o autor nos leva pelos caminhos da ciência e da filosofia para desnudar a natureza cósmica e humana, mostrando a diferença entre o real – ou a melhor aproximação possível do real – e o imaginário, sem nunca deixar de lado o fino humor, sempre presente durante a dura travessia deste árido deserto, que não tem as sombras ilusórias dos deuses e demônios como refresco. Recomendo um Malbec de Terras Altas de boa safra como acompanhamento.”
    — Valdir J Coppini
     
    “O livro faz exatamente o que se propõe a fazer: apresentar a discussão sobre a (in)existência de Deus sob um ponto de vista claro e didático, mas que não peca pela falta de pontos essenciais para o completo entendimento das argumentações. A retórica usada é muito eficiente e os excertos de autores diversos tornam-no “esquizofrênico” de tal forma a deixar-nos confortáveis com as várias vozes uníssonas presentes na obra.”
    — Jairo Moura
     
    “O conteúdo do livro é tão sublime que, apesar de fazer você testemunhar “o lado fictício da realidade subjetiva”¹ e “o nada por detrás de tudo”², a delirante obra é um suplemento indispensável à existência dos seres que têm paixão pela sabedoria. Inclusive, àqueles que sofrem de sofofobia e/ou bibliofobia, ao aventurar-se em lê-lo, seria um grande passo pelo caminho da cura, quem sabe.
    Contraindicações: hipersensibilidade ao produto.
    Nota: 1 e 2 – Incongruência? Não, antítese!”
    — Francis Lennon
     
    “O livro está muito bem formulado, impressiona-me o critério de organização, objetividade, e a clareza com que aborda o assunto. Não posso deixar de ressaltar também, a citação no começo, do Kafka, que ficou adequadíssimo, encaixou-se perfeitamente com o livro, como uma luva, dando um toque de elegância já no começo. Uma obra que demonstra efetivamente o que podemos chamar de integridade intelectual, tratada com uma simplicidade e clareza que chega irritar, considerando a importância e complexidade do assunto abordado. Leitura muito agradável, parabéns! Recomendadíssimo!”
    — Hernani Marcondes César
     
    “A obra ‘Ateísmo e Liberdade’ é, sobretudo, um esforço de reflexão. Um tipo de reflexão que, a cada dia, está mais escassa entre nós. A honestidade intelectual necessária para tal reflexão é rara. Um livro provocante, de agradável leitura, enriquecedor. Um ‘machado para o mar congelado que há em nós’. Um desafio que vale a pena arrostar.”
    — André Muniz
     
    “Alguém disse outrora que um livro somente pode ser considerado como tal se ele mudar, de algum modo, a sua visão de mundo. Ateísmo & Liberdade de André D. Cancian é um livro imprescindível para aqueles que querem acordar do sono letárgico-existencial para uma vida onde a consciência não seja cativa, prisioneira de ilusões. O que posso dizer mais? Não sou mais o mesmo depois de sua leitura. Minha consciência não mais o permite. Excelente livro em conteúdo. Ressalva apenas para a encadernação que poderia ser melhor. Obrigado André!”
    — Paulo S. A. Figueredo
     
    “Recomendo a todas as pessoas o livro Ateísmo & Liberdade, pois se trata de uma obra que aborda com escrita fascinante, simples e didática uma interessante história do pensamento humano. Contendo críticas e assuntos suficientemente relevantes para torná-los públicos. Depois de ler é nítida a evolução que causa no pensamento e na visão de mundo e, uma outra consciência do que chamamos de liberdade.
    Enfim, o livro abre portas necessárias para nos conscientizarmos do nosso pensamento de um mundo que não está em nossa mente, mas que podemos captá-lo.”
    — Flávia Dellamura
     
    “Ateísmo & Liberdade é uma obra bem escrita, regada a palavras inteiras e finas ironias. Envolvente e pouco cansativa, são qualidades que fazem com que a leitura da mesma flua. Entretanto, o sarcasmo do autor pode ser ofensivo a determinadas pessoas de determinadas religiões que venham a ler tal obra. No conjunto, um excelente livro, o qual recomendo sem nem titubear.”
    — Fabiano Fidêncio
     
    “Apesar do título Ateísmo e Liberdade, acho que o aspecto mais importante do título é “Reflexões sobre o homem, o mundo e o nada”. O livro não tem a intenção de transformar religiosos em ateus ou divulgar o ateísmo. É um livro para pessoas que gostam de filosofia e querem entender mais sobre nossa realidade como ser humano sem fantasias. Afinal, como conseguir ser racionais, críticos e imparciais nesse mar de informações que carregamos em nosso inconsciente?
    O livro é resultado de um enorme estudo do autor, que trilhou um longo caminho, seu instinto, sua honestidade e embasado em grandes livros e autores. Suas conclusões, apesar de serem lógicas e coerentes, não são tão óbvias quanto parecem, e é preciso muita honestidade e humildade para digeri-las.
    Eu pude acompanhar o aperfeiçoamento da obra e garanto que é uma leitura fascinante, que nos prende a cada parágrafo, pois nela estão contidas informações que não estão nas revistas e nos jornais: a obra é uma tentativa de explicar o que somos e porque somos assim! Existe algo mais importante para se discutir?
    Esse livro vai mudar o seu modo de pensar, por isso seu valor é inestimável.”
    — Fernando D. C.
     
    “A situação humana esconde o vazio de sentido, a falta de um objetivo maior que muitos inventam – e assim, se iludem – para amenizar a náusea de existir. Por trás do que vemos como fato inabalável, há conclusões falsas. O homem não aceita ser o que é, destarte sua gana em ser infinito…
    Se hoje trago comigo tais pensamentos foi porque algo foi o estopim para que eu tivesse o desejo de saber. Este algo foi a leitura de alguns autores e, sobretudo, do livro Ateísmo & Liberdade. Tal obra favoreceu a ampliação do meu senso crítico e mostrou-me a realidade que muitos escondem por não ser tão bela quanto almejam. Obtive, após a leitura, um aprendizado que levarei para a vida: questionar o porquê das coisas e não apenas acreditar sem fazer uma análise crítica.
    Ateísmo & Liberdade, de leitura acessível e dinâmica, é um livro essencial para quem quer – assim como eu quis – iniciar um entendimento consistente, lógico, verdadeiro e coerente do mundo e da existência humana.”
    — Thiago Henrique Abrahão
     
    “A leitura de “Ateísmo & Liberdade” revolucionou minha vida profissional e pessoal em três aspectos: 1) – Como professora de História, nunca compreendi por que todos os grupos humanos, “civilizados” ou não, tiveram e têm tanta necessidade de cultuar deuses, apesar das inúmeras contradições que essas crenças apresentaram e apresentam. Sempre atribuí tal credulidade à falta de conhecimentos acerca das religiões. Uma resposta mais abrangente e satisfatória só tive quando li a obra em questão. 2) – Despertou-me uma enorme vontade de voltar meus estudos para a área da Filosofia. Eliminei ou superei alguns preconceitos que adquiri quando realizava minha formação acadêmica, especialmente em relação à obra de Nietzsche, tão manipulada pela ideologia Nazista. 3) – Nunca mais consegui ver as relações humanas sem lembrar dos interesses que estão por detrás delas; ou, nas palavras do autor, do fator de “utilidade” como força propulsora das ações humanas no sentido de promover sua sobrevivência e bem-estar.
    É uma leitura que recomendo aos amigos por achar que possuem condições para compreendê-la em toda a sua profundidade e aos inimigos para torturá-los. Por tais contribuições, a nota que atribuí à obra é 4,5. Por que não 5? Por entender que toda obra está sempre incompleta, isto é, há a possibilidade de melhorá-la. Se Michelangelo tivesse se dedicado mais a “Davi” ou a “Moisés”, provavelmente estas falariam. Enfim, conheci poucas pessoas tão interessantes quanto André Díspore Cancian, e sempre que tenho oportunidade de falar sobre o autor com outras pessoas, o defino através de cinco adjetivos: inteligente, lúcido, humilde, corajoso e coerente. Os três primeiros por ter chegado à conclusão de que somos nada e os dois últimos por viver esta conclusão.”
    — Egléia Adalgizo Minas Crealese
     
    “O livro prende sua atenção com uma narrativa objetiva, estimulante e fácil de ler, passando para o leitor as ideias fundamentais do ateísmo, trazendo à tona toda a experiência e sinceridade do autor, que transmite o conhecimento adquirido num nível de detalhes sem igual. É também um livro que abala convicções profundamente, que joga todo o peso da realidade sobre seus ombros. Na minha opinião, é um livro capaz de mudar seu modo de pensar, de agir, de viver – você pode nunca mais ser o mesmo. Este livro é de um valor inestimável, uma descoberta, é o X no mapa do tesouro perdido.”
    — Carlos Gustavo
     
    “Recentemente adquiri o livro “Ateísmo & Liberdade – Uma introdução ao livre-pensamento”, do André Cancian (ateus.net). Após a leitura, tive vontade de vir aqui dizer a vocês que é uma leitura não só maravilhosa, mas altamente necessária. Nunca vi nada parecido, ainda mais de um autor brasileiro. A profundidade e honestidade com que o autor aborda os assuntos (não só o ateísmo!) é de deixar o queixo no chão (mesmo de ateus). Fora a excelente qualidade do texto em si, fiquei surpreso com a qualidade da produção do livro (encadernação, páginas, capa, etc.), que é de primeira; isso considerando que a impressão é feita por ele mesmo.
    Bom, acho que não tenho muito mais o que dizer. Preciso digerir as inúmeras ideias que li. Espero que vocês tenham o mesmo prazer que eu e venham aqui discutir cada ponto desse incrível livro, que – sem exagero algum – mudou minha vida para sempre. Para quem estiver interessado em adquirir o livro, é só entrar no site dele e fazer o pedido – eu garanto ser 100% seguro. O livro vale cada centavo pago.”
    — Rafael Camargo Delerue
     
    “Sobre seu livro, achei-o muito interessante, principalmente aos iniciantes nesse novo e tão questionável mundo. Acho que você não tem de acrescentar mais tópicos ou aumentar as explicações, pois já iria contra o título do próprio livro: “uma introdução”. Creio que seu próximo passo a ser traçado seria fazer uma série debatendo cada tema separadamente e – por este caminho – ir se aprofundando mais.
    O livro “Ateísmo & Liberdade – Uma Introdução ao Livre-Pensamento” está perfeito nessas bases, explicações básicas, rápidas e diretas.
    André, obrigado novamente pelo acervo, e que você dê continuidade ao seu caminhar, abrindo mentes.”
    — Rodolfo M. Salvador
    Show book
  • Orando segundo as cartas de Paulo - cover

    Orando segundo as cartas de Paulo

    Elmer L. Towns

    • 0
    • 1
    • 0
    Somente o apóstolo Paulo poderia escrever tais palavras às igrejas primitivas e a todos os cristãos em todos os tempos. Você irá descobrir tanto sobre o amor, quanto a graça de Deus por meio de: Orando Segundo as Cartas de Paulo. nquanto descobre que a oração envolve mais que só o intelecto.
    
    O autor Elmer Towns estabelece as cenas em Corinto, Roma e Atenas de onde Paulo escreve as suas cartas inspiradas pelo Espírito Santo às igrejas, aos amigos e a você. Os ensinamentos de Paulo, admoestações, desafios e encorajamentos tocam os assuntos tão relevantes na contemporaneidade como nos tempos antigos incluindo: casamento, dons espirituais, ações judiciais, imoralidades sexuais, falsos mestres e a lei do amor. Essas cartas ganham vida quando você se assenta com Paulo enquanto ele escreve os livros de:
    
    - Romanos
    - 1 e 2 Coríntios
    - Gálatas
    - Efésios
    - Filipenses
    - Colossenses
    - 1 e 2 Tessalonicenses
    - 1 e 2 Timóteo
    - Filemom
    - Tito
    Show book
  • Dificuldades de Aprendizagem: O Que Pais Precisam Saber sobre Como Superar as Dificuldades de Aprendizagem - cover

    Dificuldades de Aprendizagem: O...

    Neil Mars

    • 0
    • 0
    • 0
    Ao longo de muitos anos, analisei dezenas de livros das mais diversas fontes. Comecei por ler grande parte das edições literárias promissoras de resultados imediatos, na sua maioria de autores com background na Psicologia, oferecendo métodos de memorização e técnicas de concentração, mas nada parecia funcionar. Não funcionavam porque se baseavam em senso comum, como o estudar em locais sossegados e bem iluminados, e também porque, em grande parte, expunham modelos científicos de abordagem oriundos na mesma irracionalidade social que estava a criar os alunos com dificuldades de aprendizagem. Numa sociedade que considerava a necessidade de concentração como princípio basilar e diferencial na capacidade de aprender, tudo o que era apresentado sobre aprendizagem seguia o reforço dessa mesma falácia social. As obras disponíveis sobre o tema da aprendizagem aparentavam e aparentam não considerar aquilo que para a sociedade em geral não é real – a aprendizagem como uma apreensão mental e emocional da realidade. É promovida uma retenção forçada da realidade na nossa mente, como se fosse possível aprender o que não se pode compreender, experimentar ou aplicar com autonomia. 
    A sociedade corrompeu-se a si mesma nos últimos séculos, e vive essa situação com naturalidade e total desrespeito para com toda uma evolução construtiva de milhares de anos. Este facto motivou-me a analisar várias obras sobre saúde mental, nomeadamente relativas à forma do cérebro processar e analisar a realidade – o que é normal e o que não é. Inevitavelmente, e como consequência do desprender das ilusões da humanidade, um novo mundo se vislumbrou aos meus olhos, e com ele novos caminhos para conhecer e percorrer. Uma boa parte deste novo conhecimento modificou a minha personalidade e alterou o meu modo de encarar a vida para sempre.
    Show book