Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
O Significado da Comuna de Paris - cover

O Significado da Comuna de Paris

Attila Kotányi, Nildo Viana, Marcus Vinicius da Conceição, Raoul Vaneigem, Guy Debord, Henri Lefebvre

Publisher: Edições Enfrentamento

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Henri Lefebvre e a Internacional Situacionista buscam, a partir de suas concepções, interpretar a Comuna de Paris. A Comuna foi uma “festa”, afirmam eles. Assim, a partir da crítica da vida cotidiana, eles analisam a experiência comunarda. Nildo Viana realiza uma análise crítica das duas interpretações, extremamente semelhantes. Marcus Vinicius Conceição, por sua vez, aborda a questão do plágio e polêmica entre o sociólogo e os situacionistas. Os textos trazem elementos analíticos da Comuna de Paris, análise das interpretações sobre essa experiência revolucionária, análise das posições e polêmica entre Lefebvre e situacionistas.

Other books that might interest you

  • Concepção Marxista da Sociedade - cover

    Concepção Marxista da Sociedade

    Ferrnado Ocáriz Braña, Antonio...

    • 0
    • 1
    • 0
    A concepção marxista da sociedade é um tema muito amplo, especialmente porque, segundo o marxismo, toda a realidade é essencialmente social. Por isso, uma primeira delimitação do assunto será a de centrá-lo naqueles aspectos que todos – e não só os marxistas – consideram como essencialmente sociais. Porém, para captar o alcance do pensamento marxista acerca deles, é necessário não perder de vista que, segundo Marx, tudo é sociedade e a sociedade é tudo.
    Show book
  • Comunicação diálogica e reputação eleitoral - O percurso gerativo do voto - cover

    Comunicação diálogica e...

    Fábio Gomes

    • 0
    • 0
    • 0
    A conquista do voto é um desafio para qualquer político. Embora haja a pregação cômoda das fórmulas fáceis, da “publicidade mágica”, a conquista do voto não é um fato trivial. Este livro se dedica ao voto conquistado em processos de interação candidato-eleitor e de comunicação política, embora reconheça os votos sem processos de decisão, como as escolhas idiossincráticas, imposições por forças e ameaças, compra de votos. A obra argumenta que a decisão do voto é facilitada pela reputação eleitoral alcançada pelo candidato em seu relacionamento contínuo com os eleitores. A partir de reflexões teóricas e práticas que subsidiam o planejamento de comunicação política e de gestão de reputações eleitorais, o livro defende que candidatos que interagem com eleitores em processos de comunicação com o objetivo de (trans)formar reputações eleitorais apresentam vantagem competitiva em disputas eleitorais. Desde 2003 o Instituto Informa pesquisa intensamente em todas as regiões do país,  alcançando a marca aproximada de mais de quatrocentas pesquisas de opinião realizadas tanto para governos e empresas da área pública, quanto para o empresariado da iniciativa privada. O Informa também é especialista em pesquisas eleitorais, nas quais obtém índices de acerto excepcionais, pois adota e  desenvolve metodologias diversificadas, em consonância com os mais avançados centros de pesquisa do mundo. Neste livro 'Comunicação dialógica e reputação eleitoral: o percurso gerativo do voto', o autor Fábio Gomes conta a sua trajetória e as peculiaridades do mundo da comunicação política, das pesquisas de opinião pública e de comportamento eleitoral.
    Show book
  • Liberdade Sufocada - cover

    Liberdade Sufocada

    Luiz Augusto Flores

    • 0
    • 0
    • 0
    Esta obra é crítica de interesse público, baseada na verdade de quem viveu os fatos, é narrativa de fatos reais, liberdade de expressão e de imprensa sufocada, regime de APARTHEID, viagens, projetos, ações e investigações, experiências e exemplos de vida, depoimentos, poesias.
    Show book
  • A era da intolerância - O início do século XXI e o desafio da sociedade democrática - cover

    A era da intolerância - O início...

    Thales Guaracy

    • 0
    • 0
    • 0
    Em A era da intolerância, o jornalista, cientista social e escritor Thales Guaracy põe em perspectiva a história do início do século XXI, do atentado às Torres Gêmeas, em Nova York, à pandemia do coronavírus: duas décadas que marcam o fim do capitalismo industrial e o surgimento do capitalismo tecnológico e da Sociedade da Informação, com seus avanços, incertezas e conflitos.
    Usando como fio condutor os acontecimentos econômicos, políticos e sociais, marcados por uma grande revolução tecnológica, Guaracy nos leva a uma análise profunda dos desafios do mundo contemporâneo. A mesma liberdade que expandiu a democracia pelo globo – e permitiu grandes avanços na economia e no comportamento – deu impulso ao desemprego em massa e à exclusão social. Paradoxalmente, a tecnologia ajudou a expandir fenômenos supostamente arcaicos, como o fundamentalismo religioso, o radicalismo político, a xenofobia e as rivalidades nacionais, que se imaginava extintas após o fim da Guerra Fria. 
    
    A era da intolerância expõe como o globalismo, levado um passo adiante com a revolução tecnológica, gerou riqueza – e também um cenário de conflitos e medo, catapultando a intolerância, que encontrou no meio digital, segundo as palavras do autor, o “ambiente ideal para prosperar”. 
    Tendo em vista a superpopulação, a ameaça climática e a crise surgida com a mudança estrutural da economia, A era da intolerância aponta o grande desafio dos sistemas democráticos: resgatar sua promessa de entregar uma vida melhor para todos, diminuindo o estresse social. E vencer as forças demagógicas ou autoritárias que levam a conflitos com poder destrutivo de alcance apocalíptico.
    História da inseminação do passado no presente, ou ensaio sobre o equilíbrio orgânico da civilização, A era da intolerância afirma o princípio de que somente a liberdade pode resolver os problemas criados pela própria liberdade. E resulta numa obra para figurar não apenas na galeria das grandes reportagens históricas, como também entre os ensaios essenciais à criação de soluções para a sociedade de hoje e de todos os tempos.
    Show book
  • Volver a direita - cover

    Volver a direita

    José Abdullhay Dias Ribeiro

    • 0
    • 0
    • 0
    A modalidade eletrônica trará às contratações públicas a aplicação de boas práticas, até então “em desuso”, e essas regras (obrigatórias no pregão eletrônico) serão capazes de inserir importantes procedimentos também nas demais modalidades.
    Tenho convicção de que a leitura atenta deste livro, em forma de manual, será de grande utilidade ao leitor, proporcionando segurança na implantação do pregão eletrônico na estrutura do seu órgão.
    Show book
  • Manifesto democrático - cover

    Manifesto democrático

    Vieira Author

    • 0
    • 0
    • 0
    Manifesto Democrático
    Show book