Don't put off till tomorrow the book you can read today!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
Contos de São Paulo - histórias do nosso cotidiano - cover

Sorry, the publisher does not allow users to read this book from the country from which you are connecting.

Contos de São Paulo - histórias do nosso cotidiano

Thiago Santos

Publisher: Planeta Azul Editora

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Uma jornada pela selva de pedra através dos dramas, dilemas e vivências de personagens do cotidiano da cidade de São Paulo.
Pessoas comuns com histórias marcantes! Você vai se emocionar, se divertir, se envolver no suspense de algumas tramas. Vai se surpreender com o desfecho de alguns personagens.
Embarque nesse trajeto e descubra em qual bairro reside o conto que mais se identifica com você e se deixe levar.

Other books that might interest you

  • O elo invisível - cover

    O elo invisível

    Patricia Noronha

    • 0
    • 0
    • 0
    Existe quase sempre um elo, um aro, um anel, uma fotografia, um medalhão… objeto ou ideia que nos liga a algo ou a alguém. Afinal, não somos nós gregários e elementos da tribo? De uma qualquer tribo, a qual e por vezes, apenas acidental e circunstancialmente integramos, mal conhecendo o(s) outro(s) e a ele(a) nos ligando por um qualquer fio condutor geralmente por demais invisível ao olhar e sentir do outro elo. O da união. Do comum. Da partilha. (...) A escrita é limpa. Depurada. Despojada de adereços mas fulgente como a vida. A vida sem concessões.
    — Paulo Neto, director da revista literária "aquilino"
    Show book
  • Contos de Anton P Tchekhov - cover

    Contos de Anton P Tchekhov

    Anton P. Tchekhov

    • 0
    • 1
    • 0
    Anton P. Tchekhov (1860-1904) é leitura obrigatória não só para quem está ligado ao teatro ou à literatura mas para quem se interessa em observar o ser humano. Às vezes, muito divertido, às vezes, dramático, Tchekhov tece sua prosa com todos os fios da alma humana. Nela cabem toda a grandeza e toda a mesquinhez inerentes ao ser humano. Cabem as contradições, as mudanças de opinião, as traições, a solidão cortante, o desejo de vingança, a graça das brincadeiras. Tudo isso pontuado por diferentes olhares. Tchekhov fala pelo ponto de vista de um soldado, de uma mulher e até mesmo de um bebê, como faz magistralmente no conto Gricha. Este audiolivro inclui os contos: A Descoberta; Angústia; Aniuta; Brincadeira; Camaleão; Gricha; Inadvertência; Libertinagem; Menino Malvado; No Departamento dos Correios; O Bilhete de Loteria; O Vingador; Senhoras; Sobrenome Cavalar; Veraneio.
    Show book
  • O lapidar de sonhos - cover

    O lapidar de sonhos

    Carlos Frederico

    • 0
    • 0
    • 0
    Obra que envolve textos escritos em épocas diferenciadas, todavia possui uma unidade contextual no contos, minicontos, crônicas e poemas que bem relatam a maneira de ver o mundo e de gostar da vida. Há ficção e narrativas do cotidiano entrelaçadas com a poética.
    Show book
  • Pausa - 25 Contos de Moacyr Scliar - cover

    Pausa - 25 Contos de Moacyr Scliar

    Moacyr Scliar

    • 0
    • 0
    • 0
    Um homem busca espaço para apoiar seu cotovelo ao lado de uma mulher gorda no avião. O amor do ventríloquo se expressa pelas vozes dos seres inanimados. A vaca é transfigurada em fonte de alimento, de sonho, de desejo. Moacyr Scliar surpreende até quando se propõe a ser simples, como a saída que encontra para vencer o estresse no conto Pausa, ou quando conta sem floreios o que faz um corretor de imóveis para vender um apartamento de cobertura.Sua matéria-prima é o que sabemos e o que não queremos saber da vida. Suas ferramentas são o insólito e o surpreendente. Ler Moacyr Scliar estimula a curiosidade, dá medo, faz rir, arrepia, chega a desafiar a inteireza do estômago, o ritmo da respiração. Ao final, a arte se recompõe, nos afeiçoamos à mais estranha das criaturas, acostumamos com os mais indigestos rituais, nos apaziguamos diante das cruezas humanas e aceitamos que Moacyr tinha razão: o ser humano é mesmo esquisito.Em meio aos contos reunidos neste audiolivro há também a fantasia, que cresce desmesuradamente em No Seio de Abraão, e o delicado lirismo da história do ventríloquo que não consegue expressar o seu amor.Outros contos, como O Tio Pródigo, Escalpe, Bandido, O Candidato, Comendo Papel e Uma Vaga vão fundo na vileza, no desejo desenfreado, na capacidade de engendrar caminhos obscuros do ser humano. Também o olhar e o humor juvenis aparecem afiados em O Dia em que Matamos James Cagney, O Índio, Um Mentiroso, Aquele Velho e Ressurreição.
    Show book
  • Eles não moram mais aqui - cover

    Eles não moram mais aqui

    Ronaldo Cagiano

    • 0
    • 0
    • 0
    Eles não moram mais aqui, o 17o. livro do autor Ronaldo Cagiano, reúne dezasseis contos escritos ao longo de nove anos. Publicado em 2015 no seu país natal, o livro ganhou o Prémio Jabuti de 2016, um dos mais importantes prémios literários nacionais do Brasil. Nesta obra é possível encontrar belas referências aos grandes nomes da literatura mundial, como James Joyce, Rainer Maria Rilke, e especialmente da literatura brasileira, como Clarice Lispector, Nuno Ramos, Mário Faustino e Marçal Aquino. O texto de Cagiano não é descanso, não é placidez, não é um passeio de domingo em jardins floridos. A sua beleza está, justamente, no seu estilo bruto, na dissecação de dores e tormentas. Como o crítico, poeta e escritor André di Bernardi sugere, ao ler Cagiano damo-nos conta da fúria do tempo e de que 'somos literalmente tragados diante do fluxo furioso da vida'.
    Show book
  • Fragmentos Heterotanatográficos - cover

    Fragmentos Heterotanatográficos

    Juliano Garcia Pessanha

    • 0
    • 0
    • 0
    A obra de Juliano Garcia Pessanha tem como marca o hibridismo de formas. Composta por diferentes gêneros, como aforismo, poesia em prosa, conto, ensaio filosófico, auto e heterotanatografia, tece estreito diálogo com a literatura, a filosofia e a psicanálise. Assim, o que poderia ser classificado como escrita de si é ao mesmo tempo um ensaio sobre Nietzsche e a atualidade. Ou um ensaio sobre Kafka é ao mesmo tempo uma autobiografia. Esse procedimento se baseia na ideia de emprestar sua própria ferida e marca para ler os autores a partir de comunhões de posição. Não se trata, portanto, de uma intertextualidade pós-moderna e livresca, mas visceral, que autoriza a incorporação de vários eus.Este audiolivro traz os seguintes textos, lidos pelo próprio autor: “Ensaio de filosofia fisionômica: Nitzsche e o estranhamento do mundo”;  “Esse-menino-aí”, retirado do livro Certeza do agora; e “A exclusão transfigurada”, retirado do livro Instabilidade perpétua.Juliano Garcia Pessanha nasceu em São Paulo em 1962, estudou direito e filosofia e é mestre em psicologia e doutorando em filosofia pela USP.
    Show book