Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
O Primitivismo no Pau-Brasil de Oswald de Andrade - originalidade nativa como mensagem do espírito novo - cover

O Primitivismo no Pau-Brasil de Oswald de Andrade - originalidade nativa como mensagem do espírito novo

Leonardo de Carvalho Augusto

Publisher: Mundo Contemporâneo Edições

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

O primitivismo no Pau-Brasil de Oswald de Andrade: originalidade nativa como mensagem do espírito novo (1917-1925) foi uma Dissertação animada pela vontade de investigar o desenvolvimento da ideia do primitivismo na controversa obra de Oswald de Andrade. E neste sentido, a tentativa de compreender a natureza histórica deste conceito lida de perto com uma reconfiguração sofrida pelas noções de modernismo e vanguarda na América Latina. Composto por dois capítulos, o estudo pretende no primeiro movimento avaliar a participação do escritor no grupo dos jovens artistas de São Paulo, que durante a Semana de Arte Moderna se insurgiu contra a inteligentsia nacional; e no segundo, analisar como se deu a sua redescoberta do Brasil, depois de um contato estreito com as vanguardas históricas sediadas em Paris.

Other books that might interest you

  • O Nascimento da Ópera - cover

    O Nascimento da Ópera

    Sergio Casoy

    • 0
    • 0
    • 0
    Acompanhe um dos maiores especialistas no tema , passo a passo, nessa deliciosa jornada pela história da Ópera.Neste audiolivro você vai conhecer a apaixonante história do surgimento da ópera em 1597, suas mudanças e evoluções até 1630, quando surge o primeiro teatro pago.  
    Acompanhará a pré-história da ópera, em estudo do panorama musical da Florença no final da Renascença, que através de seus espetáculos característicos como o Intermédio e a comédia Madrigalesca, preparou o cenário adequado para que, o círculo de inquietos intelectuais que passou à posteridade com o nome de Camerata Florentina, lançasse as bases da nova proposta de espetáculo que reunia, de forma integrada, teatro, canto e música orquestral.  
    Verá como, logo em seguida alcançou a península italiana e encontrou seu verdadeiro lar em Veneza, onde lançou profundas raízes e consolidou esse novo gênero de teatro musical, que desde então vem emocionando multidões, geração após geração.
    Show book
  • Dicas do Dia a Dia Ed 28 - Produtos de Limpeza - cover

    Dicas do Dia a Dia Ed 28 -...

    Edicase

    • 0
    • 0
    • 0
    Revista Dicas do Dia a Dia Ed. 28, separamos 40 receitas de produtos de limpeza, para você fazer aí na sua casa!
    Show book
  • Comentários ao Estatuto Geral das Guardas Municipais - cover

    Comentários ao Estatuto Geral...

    J. R. Caires

    • 0
    • 4
    • 0
    Esta obra traz breves comentários acerca do Estatuto Geral das Guardas Municipais (lei 13.022/14).
    Show book
  • Os Direitos do Torcedor - cover

    Os Direitos do Torcedor

    Luiz Augusto Flores

    • 0
    • 0
    • 0
    Disponibilizamos o livro digital ilustrado colorido de história em quadrinhos ”Os Direitos do Torcedor”, cujo conteúdo foi editado com base na Lei Federal nº 10.671 de 15 de maio de 2.003 e suas atualizações, lei também chamada de Estatuto do Torcedor. Transformados os termos jurídicos para linguagem simples, de fácil entendimento e leitura, apresentando seu conteúdo de leitura nos balões de diálogo entre os personagens uma torcedora e um torcedor, e o personagem o jornalista da editora, que esclarece tudo sobre o estatuto do torcedor
    Show book
  • Ensaios sobre cultura e o Ministério da Cultura - cover

    Ensaios sobre cultura e o...

    Celso Furtado

    • 0
    • 0
    • 0
    Em grande parte da nossa história, primeiro como colônia, depois já como nação, o pensamento brasileiro não fez muito mais do que copiar saberes da Europa, que irremediavelmente nos condenavam. Durante séculos convivemos com uma imagem negativa e pessimista de nós mesmos. Nossa inteligência era um ornamento, um beletrismo ávido por importar as últimas modas, incapaz de produzir conhecimento e impulsionar qualquer mudança real.
    
        Na década de 1930, depois de mais de cem anos de vida independente, finalmente amadureceram novas e fecundas interpretações do Brasil. Começa a se formar outra agenda brasileira, que se projeta pela maior parte do século XX em torno de dois desafios fundamentais: identidade e desenvolvimento. Celso Furtado (1920-2004) foi o pensador que melhor sintetizou essas duas questões.
    
    
        O líder intelectual do desenvolvimentismo, o visionário da industrialização, o criador da Sudene, o ministro do Planejamento, o economista de prestígio internacional todos conhecem. O humanista e homem de cultura, profundamente brasileiro e cidadão do mundo, se desvela plenamente neste quinto volume dos Arquivos, "Ensaios sobre cultura".
    
    
        "Desde cedo", diz Rosa Freire d?Aguiar Furtado na Apresentação, "Celso percebeu que o instrumento da economia era insuficiente para entender os problemas do Brasil e do mundo; e que o uso generalizado, e até abusivo, da matemática, e dos grandes modelos econométricos, deixara de lado outras variáveis importantes. [...] Estudar o desenvolvimento a partir de sua dimensão cultural, como ele o fez, era um enfoque inovador, e hoje é visto por pesquisadores no Brasil e no exterior como um de seus aportes teóricos mais originais. Ele costumava dizer que o homem se justifica pelos valores que tem. O desenvolvimento seria menos o resultado da acumulação material do que um processo de invenção de valores, comportamentos, estilos de vida, em suma, de criatividade."
    
    
        Neste volume vemos o Celso das "Sete teses sobre a cultura brasileira", o pensador das relações entre economia e cultura, o formulador de políticas culturais, o leitor atento dos nossos clássicos: Jorge Amado, Roberto Simonsen, Vianna Moog, Rui Barbosa, Machado de Assis, Tobias Barreto, Euclides da Cunha e, é claro, seu grande amigo Darcy Ribeiro. Um lado menos conhecido, mas essencial, de sua grande obra.
    
    
                            César Benjamin
    Show book
  • Manual de instruções dos homens - Como entender o complicado universo masculino - cover

    Manual de instruções dos homens...

    Marcelo Puglia

    • 1
    • 3
    • 0
    Se você acha que não entende os homens, calma. Nenhuma mulher até hoje entendeu. Ainda bem que você tem um manual específico para compreender um pouco mais essas cabeças sem lógica, quando o assunto é amor e sentimento. Leia e veja por que eles dizem 'amanhã te ligo' e não ligam; por que fazem juras de amor vazias; por que olham para outra mulher, mesmo você ao lado; ou por que dizem 'sim' quando querem dizer 'não'. Aqui estão os segredos e atitudes que os homens tentam esconder. O que eles acham das mulheres que vão para cama no primeiro encontro, por que muitos não gostam de beijar e até por que demoram tanto para dizer 'te amo'.
    Show book