Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
O Que Eu Deixei de Dizer e Escrevi - Pensamentos e Reflexões - cover

O Que Eu Deixei de Dizer e Escrevi - Pensamentos e Reflexões

Celso Battello

Publisher: Digitaliza

  • 0
  • 1
  • 0

Summary

Este Iivro demonstra a busca de um homem em compreender, não somente a si próprio, ao seu semelhante, as outras criaturas, como, sobretudo o Universo. Plenamente manifestada pelas suas outras obras em Medicina e áreas afins, é um livro, ao mesmo tempo, singelo e profundo. 
“O que eu deixei de dizer e escrevi” revela ensinamentos profundos, que a personalidade de uma criatura humana viveu e conheceu. Na vida como ela é, nua e crua, sem, entretanto, sem perder a capacidade de perceber o belo e de sentir o outro através de uma empatia e intuição. Esta procura incessante, como única forma de ser feliz, tem a Natureza como a maior manifestação de Deus, é uma obra que interessa a homens e mulheres de todas as idades, principalmente à aqueles que efetuam uma busca interna e sincera para atingir a serenidade necessária para uma vida plena.

Other books that might interest you

  • A lua que existe em mim - cover

    A lua que existe em mim

    Isadora Sofia

    • 0
    • 1
    • 0
    Há muito sentimento nessas páginas. O caos e a intensidade de se permitir ser como a lua, a vida é feita de fases e cada uma delas vem para nos ensinar. os relacionamentos, as crises, o lar, a caminhada... tudo nos transforma. poemas sobre um ser mulher que, aos poucos, busca se iluminar, se reencontrar, se redescobrir...se amar! todo dia, incessantemente. permita-se, leia e se ilumine junto dela dentro desse livro. se torne cheia, plena de si
    Show book
  • Pensamentos de Adolescente - cover

    Pensamentos de Adolescente

    Sirley Barreto

    • 0
    • 0
    • 0
    Desde pequena eu já me dedicava a arte da leitura e da escrita. Tive alguns textos publicados no jornal do Colégio Pitágoras nas séries finais do ensino fundamental; No ensino médio vieram os amores, as paixões, as decepções... Aí não aguentei... Passei a transpor para o papel tudo que sentia... E gostei!Tive meus escritos selecionados em vários concursos literários e tive um conto publicado no livro Grandes Escritores da Bahia, pela Editora Litteris.Hoje, sou educadora física e psicopedagoga, e continuo numa relação muito estreita com tudo o que balança as emoções. Este livro é um resgate dos escritos daquela época que voltaram a ter vida no período de isolamento social ocasionado pela covid 19 em companhia da minha princesa Sophia.Espero que curtam a leitura breve dessas reflexões, desses escritos que trazem um pouco da vontade de viver o mundo, de (re)descobrir o amor, de se encher de
    Show book
  • Flores de Inverno - cover

    Flores de Inverno

    Filipa Amaral

    • 0
    • 0
    • 0
    É sobre a beleza resiliente, sobre a intensa resistência que conforma a vida, que Filipa Amaral escreve em "Flores de Inverno". Nasce entre as suas poesias um manifesto contra a desumanização provocada pela exaustão e a ignorância e, simultaneamente, um apelo ao que de belo permanece entre nós. Ante o questionamento e reflexão exigidos por cada um dos seus textos, a poeta apresenta-nos a busca pelo que é estável e perene num mundo dominado pela efemeridade e azáfama. Em 76 poemas livres, Filipa Amaral fala-nos "dos sorrisos francos, mãos generosas, esperanças grandes" numa exploração da sua maneira de ver, sentir e dizer. Presta homenagem aos "homens francos" que "dançam ao sol e ouvem música nos ares que cada vez mais poucos escutam". E evoca a coragem de permanecer, em nós, as flores resilientes que enfrentam e superam o mais inóspito inverno.
    Show book
  • Pacote de sentimentos - cover

    Pacote de sentimentos

    Roberto Pizzi

    • 0
    • 0
    • 0
    Alguns poemas retratam experiências reais, outros manifestam sua inconformidade com o desprezo pelos direitos humanos ou pela ecologia. Também há aqueles que retratam suas vivências pessoais com familiares, amigos e colegas, sem contar os que, no dizer dele, “lançam palavras soltas ao vento” por parte de pessoas que não imaginavam estar provocando a inspiração do poeta. Esta obra tem outro aspecto peculiar, talvez inédito: antes de cada poema, Roberto Pizzi o contextualiza, mostrando ao leitor como ele se originou, o que o motivou a senti-lo e escrevê-lo.
    Show book
  • Os Pecados predilectos - Poemas escolhidos - cover

    Os Pecados predilectos - Poemas...

    Inês Lourenço

    • 0
    • 0
    • 0
    Os pecados predilectos, tendo como subtítulo Poemas escolhidos, é uma antologia da poeta portuguesa Inês Lourenço, organizada e posfaciada por Ronaldo Cagiano, consagrado escritor e poeta brasileiro, e recebeu prefácio do escritor António Carlos Cortez. Abrange poesia publicada entre 1980 e 2017, correspondente a 12 livros e duas revistas literárias de referência, publicados em Portugal. O antologiador intitulou o seu posfácio de “Breve inventário de um percurso poético e existencial”, a que acrescentou biografia e bibliografia e “Excertos da fortuna crítica”. Os poemas antologiados revelam o labor poético de mais de 35 anos, incluindo todas as temáticas versadas nesta poética como: a infância, a identidade feminina, a magnífica destreza dos animais, a temporalidade e o telúrico, a cidade natal, as diversas artes, as faces do amor, a consciência da mortalidade, e também sobre os limites e deslimites da escrita poética.
    Show book
  • O coração estendido pela cidade - cover

    O coração estendido pela cidade

    Fernando Machado Silva

    • 0
    • 0
    • 0
    Fernando Machado Silva conclui que estes poemas não tratam de Lisboa, nem de Berlim. Estes poemas são as notas de rodapé, ou a legenda de um guia que um viajante pudesse ler ao passear por uma ou outra cidade. São um certo tipo de legenda ou nota de um estranho mapa. As duas cidades são a moldura e a paisagem, enquanto os poemas, inseridos ou nelas projectados, são uma dança de palavras e afectos ocorridos. É por isso que o livro não poderia ter um fim, sempre algo lhe juntaria, acrescentaria, pois a viagem da existência é infinita. Como um flanêur, desenrolando-se em Lisboa e Berlim, os poemas de Silva falam de partidas e chegadas, de encontros e desencontros, em um mundo de eterno movimento, impetuoso, que chega aos olhos, passeia por dentro, flui ao redor do corpo e atravessa pelas mãos em escritos invisíveis à percepção alheia.
    Show book