Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Doenças do meloeiro com ênfase no manejo integrado - cover

Doenças do meloeiro com ênfase no manejo integrado

Christiana F. B. Da Silva

Publisher: Editora UFV

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

O conteúdo desta obra está dividido em quatro capítulos, envolvendo especialistas em Fitopatologia. Em diferentes áreas, o presente livro trata didaticamente dos principais agentes etiológicos causadores de doenças na cultura do meloeiro no campo e na pós-colheita, ressaltando os aspectos importantes, como os locais de ocorrência das enfermidades e a gama de hospedeiros do patógeno. São descritos também os sintomas característicos e a epidemiologia das doenças, além de sinais típicos originados dos patógenos. E, finalmente, é dado ênfase para as ações de manejo integrado das enfermidades. As ações abordadas utilizaram medidas voltadas para os métodos culturais, físicos, químicos, biológicos e por indução de resistência. Com base nesses estudos, a obra visa contribuir para o fortalecimento da fruticultura brasileira.
Available since: 04/11/2022.

Other books that might interest you

  • A Exploração de Petróleo no Brasil - Da Princesa Leopoldina ao CNP (1817 - 1953) - cover

    A Exploração de Petróleo no...

    Roberto Porto

    • 0
    • 0
    • 0
    Compilação histórica que reporta a Exploração de Petróleo no território brasileiro no período de 1817 a 1953. Iniciou-se no Império Brasileiro tendo como grande precursora a Princesa Leopoldina, do Império da Áustria, que aportou no Brasil com a visão do Iluminismo. A partir daí tiveram lugar as grandes expedições dos cientistas-naturalistas europeus e brasileiros, seguidas do ciclo dos geólogos norte-americanos, da criação da Escola de Minas de Ouro Preto e na constituição do Serviço Geológico e Mineralógico do Brasil – SGMB. As atividades de exploração de petróleo, pelo SGMB, iniciaram-se em 1919 e culminaram, em 1938, pelo DNPM, com a descoberta da primeira acumulação de petróleo – em Lobato – BA, na Bacia do Recôncavo, na criação, pelo Governo Brasileiro, do Conselho Nacional do Petróleo – CNP –, e avançando-se no conhecimento geológico do país e na consolidação da nova Província Petrolífera – descobrindo-se três campos gigantes de petróleo. Por fim, em 1953/1954, efetivou-se a passagem do CNP para a empresa Petróleo Brasileiro S. A. – Petrobras, dando partida à moderna e exitosa Indústria do Petróleo no Brasil.
    Show book
  • Conceitos de força - Um estudo sobre os fundamentos da dinâmica - cover

    Conceitos de força - Um estudo...

    Max Jammer, Vera Ribeiro

    • 0
    • 1
    • 0
    Por que conceitos de força podem ter importância na física contemporânea, amplamente estruturada na concepção de campos, quânticos ou clássicos? Tais conceitos interessam ao professor de física, aos pesquisadores e a diversos profissionais das ciências? Nos capítulos iniciais deste livro, Jammer apresenta argumentos pertinentíssimos.
    
        Chegaram os gregos a conceitos de força funcionalmente úteis na abordagem e compreensão dos fenômenos físicos? E o desenvolvimento da noção quantitativa de força encontra-se no pensamento de Kepler? Nos capítulos 4 e 5 há respostas interessantíssimas.
    
    
        Newton é radical? Que papel guarda a história das ideias para o construtor da mecânica newtoniana? As pesquisas nos capítulos 6, 7 e 8 mostram que Newton sintetiza e fundamenta uma das ideias mais profícuas do pensamento humano.
    
    
        Leibniz procurou explicar os movimentos usando conceitos de força e energia? Que influência Boscovich exerceu sobre Faraday? Quais as contribuição de Kant e de Spencer? O autor retrata impecavelmente as ideias desses filósofos no capítulo 9.
    
    
        Como descrever a propagação da ação gravitacional? Hooke, Villemot, Lesage, Herapath, pensadores insatisfeitos com as lacunas deixadas por Newton, merecem atenção? As ideias mecanicistas sobre a propagação da gravitação são esclarecidas no capítulo 10.
    
    
        Berkeley, Maupertuis, d?Alembert e Lagrange criticaram o conceito de força de Newton? Como eram as propostas de Kirchhoff, Hertz e Mach para eliminar esse conceito da ciência? As teorias de Faraday, Maxwell, Einstein, Dirac, Heisenberg, Majorana e Yukawa, fundamentadas na concepção de campo, abandonam completamente as ideias de força? Uma ampla explanação desses confrontos está nos capítulos 11 e 12.
    
    
        Aguardamos pesquisadores capazes de prosseguir esta obra maravilhosa e de rara vastidão conceitual e intelectual, realizada por Max Jammer, para nos contar o que estamos presenciando nesses primeiros dez anos do século XXI.
    
    
        Waldemar Monteiro da Silva Junior
    
        Professor do Departamento de
    
        Física da PUC-Rio
    
    
    
    A ideia de força já estava presente no pensamento pré-científico, carregada de conotações metafísicas. Na aurora da revolução científica, Kepler lançou mão dela para relacionar as alterações na velocidade dos planetas e na distância deles em relação ao Sol. Com a mecânica de Newton, a força passou a reinar na física moderna. Desempenhou um papel construtivo no progresso da ciência, até que as novas concepções da física de campos a destronaram. É a história que Max Jammer nos conta neste livro brilhante.
    Show book
  • O périplo do Cisne Negro - Poder política e tecnologia na Marinha do Brasil - cover

    O périplo do Cisne Negro - Poder...

    Sylvio Dos Santos Val

    • 0
    • 0
    • 0
    O movimento cíclico nos parece fazer parte de toda atividade humana, mas nos surpreende quando ocorre em uma atividade secular na Defesa Nacional, mais especificamente a internalização da Ciência e Tecnologia (C&T) associada à obtenção de meios navais para a Marinha do Brasil (MB), braço armado do Poder Nacional. As ondas ou arroubos de modernidade e cientificismos havidos na MB em três grandes ciclos bem identificados pelo autor nos leva a pensar se o conhecimento científico em processo de assimilação na construção dos submarinos convencionais, comprados da França, e o projeto e construção do submarino nuclear brasileiro sofrerão a mesma sina: um ciclo de ascensão, assimilação, disseminação, emprego operacional e declínio frente ao avanço da C&T no Mundo.
    Show book
  • Love poems : poemas de amor - cover

    Love poems : poemas de amor

    Emma D’Ávila

    • 0
    • 0
    • 0
    There are so many ways to live happily... Therefore, don´t waste your time with angst… Take care of yourself… Marry that person who conquers you every single day and turns you into your best version… Take care of your heart and feed it with lots of love! Há tantas formas de se viver feliz… Por isso, não desperdice seu tempo com angústias... Cuide de você... Case com aquela pessoa que te conquista todos os dias e te transforma em sua melhor versão... Cuide do seu coração e o alimente com muito amor! Emma D' Ávila
    Show book
  • Inteligência artificial - Robôs aplicativos e aprendizado de máquina em poucas palavras - cover

    Inteligência artificial - Robôs...

    John Adamssen

    • 0
    • 0
    • 0
    Muitas pessoas têm perguntas sem resposta sobre inteligência artificial. Hoje, a maioria dessas perguntas provavelmente será respondida. Preocupações serão abordadas e exemplos serão dados. Este livro começa com uma seção de perguntas e respostas sobre inteligência artificial. 
      
    Em seguida, passa a abranger aplicativos específicos artificialmente inteligentes, como chatbots e robótica. Essas páginas mostrarão detalhes de coisas que confundem a mente de muitas pessoas. Mas você não será deixado no escuro e aproveitará todos os benefícios desse conhecimento. 
      
    Comece a ler ou ouvir agora!
    Show book
  • Condução das Operações e Disciplina Operacional - cover

    Condução das Operações e...

    Center For Chemical Process Safet

    • 0
    • 0
    • 0
    Condução das operações (COO) foi inicialmente proposto pelo CCPS em 2007, como um elemento de segurança de processo nas Diretrizes para Segurança de Processo Baseada em Risco, que atualizou as diretrizes originais do CCPS para refletir 15 anos de experiência de implementação da gestão de segurança de processo (PSM), melhores práticas de indústrias relevantes e requisitos regulatórios globais. COO foi adicionado, pois outros elementos de segurança de processo só são eficazes se existir um sistema para garantir uma execução confiável, consistente e correta das políticas, procedimentos e práticas que compõem o sistema de gestão de risco da instalação. COO não foca em elementos básicos de operação e manutenção, como procedimentos, treinamentos, práticas de trabalho seguras, integridade de ativos, gestão de mudança e revisão de segurança pré-partida. Ao contrário, é um sistema de gestão que ajuda a garantir a eficácia deste e de outros sistemas de PSM. Neste livro, o elemento foi dividido em COO e disciplina operacional (DO). COO engloba os aspectos do contínuo Sistema de Gestão, enquanto DO é a execução deliberada e estruturada do sistema de COO por indivíduos em todos os níveis da organização, começando pelo topo. Este livro fornece diretrizes específicas sobre como um sistema de COO/DO efetivo pode ser estabelecido e implementado. No entanto, COO/DO não é uma solução rápida e fácil – o sucesso requer um compromisso duradouro da equipe de liderança da organização. Se você está apenas começando com COO/DO, você deve achar todos os capítulos deste livro úteis. Se a gestão de sua organização já suporta COO/DO e você está apenas procurando ações específicas para implementar, concentre-se nos capítulos 5, 6 e 7.
    Show book