Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced

Other books that might interest you

  • Multiplicando você - cover

    Multiplicando você

    Rodrigo Lopez

    • 0
    • 0
    • 0
    Que a cada dia possamos aprender com nossos erros e amadurecer com nossas decisões, sejam elas certas ou erradas. Que possamos dar a nossa Vida a chance de acreditarmos em NÓS MESMOS, nem que seja por uma única vez, até porque merecemos muito mais que isso, e mesmo que tenhamos essa única oportunidade, que a abracemos com toda a força e carinho, utilizando o que temos de mais puro dentro do nosso coração, que deixemos a vaidade no estacionamento da vida, que coloquemos na bagagem do nosso destino a FÉ, a esperança e o Hino da Vida de NUNCA DESISTIR, que tenhamos a ombridade de dizer um dia pra ela que ao menos tentamos construir da forma mais bonita e verdadeira o nosso caminho... Enfim a nossa Vida.
    Show book
  • O envelhecimento bem sucedido e as perspetivas evolutivas - Com a neuroplasticidade nos torna mais saudáveis criativos e inteligentes - cover

    O envelhecimento bem sucedido e...

    Maria João Ferro

    • 0
    • 0
    • 0
    Este é um livro onde se aprende que viver saudavelmente implica "transgredir sem culpa", "socializar eficazmente", "ser resiliente", "treinar a plasticidade comportamental" e "praticar exercício físico de forma regular". É bom que tenhamos "um plano B para o envelhecimento" que garanta um percurso de vida bem sucedido, "sem julgamentos", "com resiliência" e colocando amor em tudo aquilo que faz. Isso passa por não ter medo de se apaixonar por aquilo que gosta. Esta poderá ser uma alternativa à nossa "fugaz" passagem pela vida, tornando-a mais cedo, mais feliz.
    Show book
  • Direito Previdenciário - cover

    Direito Previdenciário

    Rubens Souza

    • 0
    • 0
    • 0
    O propósito desta obra é colaborar, de forma eficaz, com o ingresso do candidato no cargo público almejado. Traz excelente exposição didática, vasto conteúdo conceitual. Aborda de forma concisa e objetiva os diversos temas da legislação previdenciária, considerada das mais complexas de nosso sistema jurídico. Excelente material de estudo para concursos.
    Show book
  • Schopenhauer & Nietzsche - cover

    Schopenhauer & Nietzsche

    Georg Simmel

    • 0
    • 0
    • 0
    Pretendo oferecer uma contribuição à história geral do espírito e à compreensão do significado permanente dos dois filósofos." Assim começa Georg Simmel este livro sobre Schopenhauer e Nietzsche. Não lhe interessam histórias de vida ou uma mera descrição, pretensamente abrangente, das obras de cada um, das quais seleciona e comenta só o que há de mais valioso e perene. 
    
    Que filósofos! Schopenhauer ataca de frente a antiga ideia de que a razão constitui a essência do homem. Em seu lugar, propõe uma metafísica da vontade, que Simmel considera "um dos poucos progressos realmente importantes que a filosofia fez diante do problema da vida humana". Nessa visão, a vida é um impulso incessante, impelida por uma vontade que não encontra nada que a satisfaça. Não se trata de uma vontade psicológica, específica, mas de uma vontade metafísica, absoluta, geral, por definição insaciável, situada além de toda aparência. 
    
    Comandada por ela, nossa existência não pode alcançar um fim último. Os objetivos que atingimos são apenas pontos de trânsito de um movimento contínuo, motivado pela dor e a carência. Podemos contornar essa eterna insatisfação pela estética, que separa representação e vontade, pela moral, que suprime as existências isoladas, ou pela ascese, que cancela a vontade e faz o mundo retornar ao nada. 
    
     Nietzsche, por sua vez, vê a vida como a crescente concentração das forças ambientes no sujeito. Ela dispensa qualquer fim transcendente, pois é o seu próprio fim. Cada estágio da existência humana se completa no estágio seguinte, que libera energias latentes e realiza o que antes era mera possibilidade. Esse processo não se cumpre em todos os indivíduos ao mesmo tempo. Só as existências mais elevadas dão a medida de onde a vida, como um todo, chegou. A percepção da diversidade humana e a ênfase na superação fazem de Nietzsche um duro crítico das tendências democráticas do mundo moderno, que ele contrapõe à moral da distinção.
    
    
      "Toda a sua doutrina", diz Simmel, "repousa em um imperativo dogmático: a vida deve Ser! Por isso, Nietzsche vê em Schopenhauer o seu adversário filosófico, a quem não pode vencer, pois este nega o próprio imperativo, colocando em seu lugar o contrário: a vida não deve Ser! [...] Na distância entre essas interpretações percebe-se uma ampliação da alma e até se pode desfrutar da desesperação da vida ou do júbilo da vida como polos de sua grandeza, de sua força, da riqueza de suas formas."
    
             César Benjamin
    
    
    "A obra de Schopenhauer é a expressão filosófica do estado íntimo do homem moderno. Para ele, a essência metafísica do mundo e de nós mesmos encontra expressão geral e decisiva na vontade, pois o que é absoluto no Ser é uma contínua superação de si mesmo. [...] Esse mundo impulsionado pela vontade de fins, mas carente deles, também é o ponto de partida de Nietzsche. Entre ele e Schopenhauer, porém, está Darwin. Enquanto Schopenhauer se detém na negação, pela vontade, do fim último, Nietzsche encontra na evolução da espécie humana a possibilidade de um fim que permita a vida afirmar-se."
    
    
                            Georg Simmel
    Show book
  • Lei Anticrime - Comentários às modificações no CP CPP LEP Lei de Drogas e Estatuto do Desarmamento - cover

    Lei Anticrime - Comentários às...

    David Metzker

    • 0
    • 0
    • 0
    A Lei 13.964, publicada no dia 24 de dezembro de 2019, conhecida como Lei Anticrime, alterou substancialmente o Código Penal, Código de Processo Penal e diversas leis extravagantes, como a Lei de Execução Penal, Lei de Crimes Hediondos e tantas outras. Esta obra traz algumas considerações sobre as principais modificações realizadas pela Lei Anticrime.
    Show book
  • Como nasce o direito - cover

    Como nasce o direito

    Francesco Carnelutti

    • 0
    • 2
    • 0
    "Como Nasce o Direito" foi publicado e estreou para
    o afã dos estudiosos da ciência jurídica no
    ano de 1961. Nesta obra, Carnelutti já inicia definindo
    a concepção de Direito aos seus olhos: “Um
    conjunto de leis que regulam a conduta dos
    homens”. Antes, entretanto, chama atenção
    que esse conceito é “uma definição empírica,
    mas provisoriamente aceitável”.
    Quanto aos juristas, Carnelutti chama-
    -os de operadores do direito. Para ele, “os
    juristas são os que fabricam o direito. São
    operadores, sim, mas operadores qualificados;
    tanto é assim que, antes de fabricá-
    -lo, estudam-no, precisamente na Universidade”.
    Show book