Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Pedro Geraldo Escosteguy - cover

Pedro Geraldo Escosteguy

Soraya Patricia Rossi Bragança

Publisher: EDIPUCRS

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Pedro Geraldo Escosteguy destacou-se como membro do Grupo Quixote e por sua contribuição no processo de ruptura com o passado. Publicou livros de poesias, artigos de crítica em jornais e, na Revista O Cruzeiro, os “anticontos”. Nas artes plásticas, participou dos grandes movimentos de vanguarda dos anos 1960 e 1970 e atuou como um dos mentores da vanguarda tipicamente brasileira, lançando as bases de uma arte relacionada à realidade, à ideia do novo e à participação do espectador. Seu trabalho é reconhecido nacional e internacionalmente, tendo participado de exposições dentro e fora do país e sendo premiado em muitas delas. Foi o criador de Pintura Tátil, que, na opinião de Oiticica, é a primeira obra plástica propriamente dita com caráter participante no sentido político. Suas ousadias questionam o futuro de forma responsável e ativa, levando o público à uma experiência visual da realidade.

Other books that might interest you

  • Poemas de vida e de morte de um médico à noite - cover

    Poemas de vida e de morte de um...

    Gustavo Nobre de Jesus

    • 0
    • 0
    • 0
    O escritor e poeta Gustavo Nobre de Jesus, um médico habituado aos longos plantões no hospital da cidade de Lisboa, nos seus 14 poemas nos fala sobre aquilo que o assombra nas noites mais frias, sobre ‘estar só / estar indelevelmente só’, já que há sempre algo de dramático em escrever poemas. As noites são cativas, as solidões são desperdiçadas entre os barulhos da cidade, televisões, leituras e crianças que correm no andar de cima. ‘Nós éramos um filme, Hollywood era Lisboa, eu sentia-me Bogart e junto aos lábios fiz o que pude’. Assim são os poemas - crus e de uma realidade arrebatadora - de Gustavo Nobre, um homem, um médico, que se depara com a crueza da vida nos corredores assépticos de um hospital e, paradoxalmente, é arrebatado nas páginas daquilo que escreve, com a assepsia do contato humano, sempre mediado por livros, telas, links do Youtube e aplicações de iPad.
    Show book
  • balaio - cover

    balaio

    Su Amélia

    • 0
    • 0
    • 0
    “se o seu amor é um contentamento descontente, desculpe, mas fico meio descrente.
    amor é um olhar terno pra rotina - coitada dela, associada intrinsecamente a algo sem graça; uma rotina cúmplice é a coisa mais massa. 
    se você precisa de um amor tipo trem descarrilhado, vai lá, vive isso, prova esse veneno, mas vai também pra terapia, porque vou te dizer: amor é mar sereno.”
    Um balaio de textos escritos antes e durante a pandemia.
    Sentimentos atemporais e registros da distopia. 
    Poeminhas, pequenos contos, soluços (senti)mentais, estalos literários, aleatoriedades ora edificantes, ora alienantes. 
    Detalhes e acontecimentos prosaicos do cotidiano ganham protagonismo com um olhar demorado, feminino, sensível e irônico, nostálgico e contemporâneo.
    Show book
  • Mural de Recados - Onde Estás? - cover

    Mural de Recados - Onde Estás?

    Maruam

    • 0
    • 0
    • 0
    Eis mais um livro “fora da curva”! A inovação está sempre presente na produção de Maruam! Desta vez, uma singela pincelada poética remete a um enredo que apresenta a desenfreada procura da pessoa amada em um passeio pelo mundo. Uma fórmula de sucesso, ancorada em livre e solta linguagem e irreverentes ilustrações populares, dá leveza a esta primeira edição: Audaciosa! Uma rota fascinante passando por emblemáticas e inusitadas atrações garimpadas em cada um dos cinco continentes: Oceania, Ásia, Europa, África e América. Para esta publicação brasileira, com o cunho de um“ bonus track”: registros adicionais para cada uma das unidades federativas. Pitoresca! Esperançosos apelos chamativos, adjetivados ao contexto ambiental de cada localidade, dão um colorido enamorado de fazer gosto. Apaixonada! Com uma capacidade extraordinária de síntese, pequenos versos, concentrados no início e término da obra, são suficientes para dar o intenso tom do romance. Ao final do poema, a consagração de encontro tão ansiado se faz realidade. Uma nuance que não pode passar despercebida para quem deseja calibrar seu olhar em direção à felicidade: O pote do arco-íris pode estar muito mais próximo do que se possa imaginar”. Surpreendente! E, por fim, se não bastasse, o autor nos brinda com um emocionado desvelo do seu processo de criação, que concorreu em paralelo ao grave quadro mundial decorrente da pandemia de Covid-19. A propósito, para melhor compreensão, é recomendável começar a leitura pelo capítulo final: “Zoom autoral”. Um compacto grande exemplar que despertará o desejo aventureiro de viajar e que, certamente, nos fará sonhar. Vale conferir mais esta traquinagem intelectual de Maruam.Eis mais um livro “fora da curva”! A inovação está sempre presente na produção de Maruam! Desta vez, uma singela pincelada poética remete a um enredo que apresenta a desenfreada procura da pessoa amada em um passeio pelo mundo. Uma fórmula de sucesso, ancorada em livre e solta linguagem e irreverentes ilustrações populares, dá leveza a esta primeira edição: Audaciosa! Uma rota fascinante passando por emblemáticas e inusitadas atrações garimpadas em cada um dos cinco continentes: Oceania, Ásia, Europa, África e América. Para esta publicação brasileira, com o cunho de um“ bonus track”: registros adicionais para cada uma das unidades federativas. Pitoresca! Esperançosos apelos chamativos, adjetivados ao contexto ambiental de cada localidade, dão um colorido enamorado de fazer gosto. Apaixonada! Com uma capacidade extraordinária de síntese, pequenos versos, concentrados no início e término da obra, são suficientes para dar o intenso tom do romance. Ao final do poema, a consagração de encontro tão ansiado se faz realidade. Uma nuance que não pode passar despercebida para quem deseja calibrar seu olhar em direção à felicidade: O pote do arco-íris pode estar muito mais próximo do que se possa imaginar”. Surpreendente! E, por fim, se não bastasse, o autor nos brinda com um emocionado desvelo do seu processo de criação, que concorreu em paralelo ao grave quadro mundial decorrente da pandemia de Covid-19. A propósito, para melhor compreensão, é recomendável começar a leitura pelo capítulo final: “Zoom autoral”. Um compacto grande exemplar que despertará o desejo aventureiro de viajar e que, certamente, nos fará sonhar. Vale conferir mais esta traquinagem intelectual de Maruam.Eis mais um livro “fora da curva”! A inovação está sempre presente na produção de Maruam! Desta vez, uma singela pincelada poética remete a um enredo que apresenta a desenfreada procura da pessoa amada em um passeio pelo mundo. Uma fórmula de sucesso, ancorada em livre e solta linguagem e irreverentes ilustrações populares, dá leveza a esta primeira edição: Audaciosa! Uma rota fascinante passando por emblemáticas e inusitadas atrações garimpadas em cada um dos cinco continentes: Oceania, Ásia, Europa, África e América. Para esta publicação brasileira, com o cunho de um“ bonus track”: registros adicionais para cada uma das unidades federativas. Pitoresca! Esperançosos apelos chamativos, adjetivados ao contexto ambiental de cada localidade, dão um colorido enamorado de fazer gosto. Apaixonada! Com uma capacidade extraordinária de síntese, pequenos versos, concentrados no início e término da obra, são suficientes para dar o intenso tom do romance. Ao final do poema, a consagração de encontro tão ansiado se faz realidade. Uma nuance que não pode passar despercebida para quem deseja calibrar seu olhar em direção à felicidade: O pote do arco-íris pode estar muito mais próximo do que se possa imaginar”. Surpreendente! E, por fim, se não bastasse, o autor nos brinda com um emocionado desvelo do seu processo de criação, que concorreu em paralelo ao grave quadro mundial decorrente da pandemia de Covid-19. A propósito, para melhor compreensão, é recomendável começar a leitura pelo capítulo final: “Zoom autoral”. Um compacto grande exemplar que despertará o desejo aventureiro de viajar e que, certamente, nos fará sonhar. Vale conferir mais esta traquinagem intelectual de Maruam.
    Show book
  • A vida de um rio morto - monumento ao rio doce - cover

    A vida de um rio morto -...

    Carlos Nejar

    • 0
    • 0
    • 0
    Carlos Nejar nasceu em Porto Alegre, RS, em 1935. Procurador de Justiça aposentado. Pertence à Academia Brasileira de Letras, da qual foi, em 2000, Secretário-Geral e Presidente em exercício. Pertence à Academia Brasileira de Filosofia, ao Pen Clube do Brasil e à Academia Espírito-Santense de Letras. Traduzido para várias línguas, tem sido estudado em universidades tanto no Brasil quanto no Exterior. Publicou História da Literatura Brasileira, agora na 3ª edição atualizada. Considerado um dos 37 escritores-chave do século, entre 300 autores memoráveis, no período entre 1890 e 1990, segundo o crítico suíço Gustav Siebenmann (Poesia y poéticas del siglo XX en la América Hispânica y el Brasil, Gredos, Biblioteca Românica Hispânica, Madrid, 1997). Em 2015, saiu a coleção em 14 volumes de livros de bolso, da poesia esgotada, denominada O Chapéu das Estações, pela Editora Unisul e Escrituras.
    Show book
  • Cordel do Chico Rei - cover

    Cordel do Chico Rei

    Sandra Lopes, Luciana Grether...

    • 0
    • 0
    • 0
    Quando falamos do Brasil no período colonial, é comum imaginarmos grandes engenhos com os escravos africanos trabalhando dia e noite. Mas você já parou pra pensar em quem eram essas pessoas antes de serem capturadas? Com muita poesia e ilustrações encantadoras, o Cordel do Chico Rei conta a história do soberano africano Galanga, que foi trazido para o Brasil como escravo, mas que não se abala e se mostra muito engenhoso e astuto para conseguir a alforria de sua tribo.
    Show book
  • Famosas últimas palavras - cover

    Famosas últimas palavras

    Luís Filipe Cristóvão

    • 0
    • 0
    • 0
    O poema sem o corte do verso. Este é o melhor modo de apresentar a poesia de Luís Filipe Cristóvão. O autor português, de escrita prolífica, tem 38 anos de palavras acumuladas na cabeça, já publicou mais de sete livros e obriga o leitor a investigar a sua própria identidade, sua noção de pertencimento, como também a identidade do poema. Luís Filipe mexe com nossa antecipação leitora, rompe com nosso ritmo, obriga-nos a pensar. Em 'Famosas últimas palavras', depois de um grande hiato desde 2009, Luís Filipe volta a escrever com um sabor próprio de despedida, com o cheiro característico da maresia a envolver suas palavras. Como revela Cristóvão em sua poesia, ‘Onde quer que esteja a realidade, não está nas páginas dos livros’.
    Show book