Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Open innovation e os direitos da propriedade intelectual - interseção ou dicotomia? a atuação dos instrumentos contratuais na promoção da inovação aberta - cover

Open innovation e os direitos da propriedade intelectual - interseção ou dicotomia? a atuação dos instrumentos contratuais na promoção da inovação aberta

Raphaela Portilho

Publisher: Gramma

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Este livro busca analisar os aspectos subjacentes à emergência do paradigma open innovation (ou inovação aberta). Como atualmente o conhecimento se mostra difundido entre inúmeras fontes, a ideia de uma estrutura totalmente vertical e autossuficiente de pesquisa e desenvolvimento, inerente aos modelos fulcrados no paradigma anterior (closed innovation ou inovação fechada), vem dando lugar à crença de que ideias valiosas podem surgir tanto internamente quanto externamente, da mesma maneira que as inovações resultantes das atividades empresariais podem chegar ao mercado por caminhos internos e externos. Essa abordagem atribui grande relevância ao intercâmbio de conhecimento e à perspectiva colaborativa, destacando como principal vantagem a diminuição dos custos com pesquisa e desenvolvimento. Dentre os vários pontos de distinção entre os referidos paradigmas encontra-se a função a ser desempenhada pela propriedade intelectual. Conforme este livro pretende demonstrar, as sociedades empresárias adotantes do modelo em comento abordam a questão da titularidade de direitos de propriedade intelectual como ponto crucial à consecução de práticas baseadas em inovação aberta, as quais se instrumentalizam a partir de contratos formais.

Other books that might interest you

  • Imagens institucionais da modernidade: - a educação profissional em Goiás (1910-1964) - cover

    Imagens institucionais da...

    Mauro Alves Pires

    • 0
    • 0
    • 0
    O ensino profissional na Primeira  República brasileira resumiu-se ao  modelo  concretizado nas Escolas de Aprendizes e Artíces. Elas foram criadas com o objetivo explícito de atender aos “desfavorecidos da fortuna”. No entanto, seu funcionamento se deu de outra maneira. Cabe-nos portanto, indagar como essa escola atendeu a esse público? E ainda se  foi ele,  realmente, o alvo de seu ensino?No caso particular da Escola de Aprendizes Artífices de Goiás a sua atuação, durante trinta anos na Cidade de Goiás, foi ignorada pelo discurso da modernidade que instaurou-se após 1930. Talvez por esse motivo, a história da educação em Goiás, praticamente ignora sua existência e manteve um silêncio sobre sua presença naquela cidade. Por isso, uma de nossas preocupações neste trabalho foi responder as indagações apresentadas anteriormente. E também compreender como esse modelo de escola se articulou com o modelo de educação proposto pela República velha.
    O período enfocado, neste texto, (1910-1964) é de destacada importância e significação para desvendar as origens do ensino profissional e sua evolução no Brasil, a partir de políticas públicas voltadas para a construção do arcabouço de uma moderna sociedade do trabalho.  O ano de 1910 é o ano em que foi inaugurada a Escola de Aprendizes e Artífices de Goiás e o ano de 1964 é tomado como o fim de um ciclo, pois a partir dele o ensino técnico passa por profundas mudanças que se refletem na organização e nas práticas das Escolas Técnicas Federais, que sucederam as Escolas de Aprendizes Artífices.
    Procuramos, também, compreender a racionalidade que subsidiou os discursos que justificaram a criação das Escolas de aprendizes e Artífices na chamada Primeira República. Para tal, levantamos o papel que essa racionalidade exerceu na definição dos discursos que tomavam a educação como tema.  Procuramos, ainda, identificar como o discurso da modernidade vai definir o fim das Escolas de Aprendizes e Artífices e ao mesmo tempo justificar a criação das Escolas Técnicas Federais.
    Show book
  • A vida entre o essencial e o supérfluo - cover

    A vida entre o essencial e o...

    Pe. José Erimatéia

    • 0
    • 0
    • 0
    A Vida Entre o Essencial e o Supérfluo reflete sobre temas importantes referentes ao que é necessário ou excessivo na vida do ser humano, pois a pessoa constantemente beira o essencial e o supérfluo. O livro trata da desvalorização da pessoa humana em favor do lucro de poucos, o que tantas vezes gera o sofrimento de muitos, como, por exemplo, nos desastres ambientais de Minas Gerais (Mariana e Brumadinho), que ceifaram muitas vidas, além de toda a degradação sofrida pela natureza, que precisará de anos para se recuperar, em alguns casos não sendo mais possível a revitalização de rios e matas ciliares. O tema do meio ambiente é visto de maneira sensível, pois é urgente suscitar discussões a este respeito diante de toda a polêmica acerca da Floresta Amazônica. A obra traz ainda o importante Sínodo para a Amazônia realizado pela Igreja Católica.
    Abordam-se também os impactos sofridos pelos ribeirinhos com a construção de hidroelétricas ao longo de rios, sobretudo do São Francisco. A degradação do “Velho Chico” é um fator que gera muita insegurança por parte de autoridades e, principalmente, entre os que sobrevivem de tudo o que ele pode oferecer, pois é a vida dessas pessoas que vivem da pesca e da irrigação ao longo do rio, o qual vem sendo assoreado, poluído e desviado, em muitos trechos, do seu curso natural.
    Outra questão abordada neste volume é a do fenômeno migratório, que vem crescendo de maneira assombrosa nos últimos anos; as causas são variadas: crise política, econômica e de valores, por parte de muitos gestores que governam para si, e não para os que mais precisam: os vulneráveis ou as minorias que são obrigadas a deixar sua pátria. O livro destaca os migrantes sírios e venezuelanos, pois são esses hoje os que mais deixam seus países na busca de refúgio em outras nações.
    Show book
  • Manual do Construtor Especial Ed 8 - Fundação - cover

    Manual do Construtor Especial Ed...

    Edicase

    • 0
    • 1
    • 0
    Revista Manual do Construtor Especial Ed. 8, confira tudo sobre fundação, do gabarito à impermeabilização, para não errar na obra!
    Show book
  • A fidelidade partidária no direito brasileiro e sua aplicação - cover

    A fidelidade partidária no...

    Vinicius Cordeiro

    • 0
    • 0
    • 0
    Se um político pode trocar de ideias entre a eleição e a posse, qual seria a garantia do eleitor de que seu voto não
    terá sido desperdiçado? Tal pergunta era bastante comum
    até pouco tempo atrás, quando o TSE editou a Resolução 22.610, que trata exatamente da perda de mandato do
    político eleito por um partido que migra para outro partido.
    Ao punir o político eleito que abandona o partido que o elegeu, o TSE buscou efetivar a relação entre as ideias
    defendidas na campanha e o comportamento adotado no desempenho do mandato.
    A presente obra busca facilitar o estudo do tema, apresentando as raízes históricas do instituto da fidelidade
    partidária e a maneira como tal tema é tratado em outros países, além de analisar as nuances da aplicação desta resolução da Corte Maior Eleitoral. A obra formula um ensaio crítico e provoca algumas reflexões sobre o tema, tal qual
    é aplicado no Direito positivo brasileiro.
    Para os militantes na seara eleitoral, a presente obra servirá como um manual de consulta rápida, algo a facilitar
    o estudo do tema na lide diária. Para os iniciantes, este livro serve para apresentar o instituto e permitir uma absorção mais fácil da regulamentação da possibilidade da perda de mandato por infidelidade partidária, ou melhor pela desfiliação imotivada.
    Show book
  • O guia para prevenção de acidentes em casa - Do bebê ao idoso - cover

    O guia para prevenção de...

    Agnaldo Fontinele

    • 0
    • 0
    • 0
    Este e-book aborda as mais variadas possibilidades de prevenção de acidentes de acordo com as inúmeras situações de risco que enfrentamos dia após dia em nossas casas. Este livro está dividido de forma a dar ampla cobertura às mais diversas situações que possam ocasionar danos físicos ou prejuízos materiais.
    Show book
  • Os Direitos do Idoso - cover

    Os Direitos do Idoso

    Luiz Augusto Flores

    • 0
    • 0
    • 0
    Disponibilizamos o livro digital ilustrado colorido de história em quadrinhos do conhecimento ”Os Direitos do Idoso”, cujo conteúdo foi editado com base na Lei Federal nº 10.741 de 01 de outubro de 2.003 e suas atualizações, lei também chamada de Estatuto do Idoso. Transformados os termos jurídicos para linguagem simples, de fácil entendimento e leitura, apresentando seu conteúdo de leitura nos balões de diálogo entre o personagem um idoso e o personagem o jornalista da editora, que esclarece as dúvidas sobre o estatuto do idoso.
    Show book