Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Livro de Vocabulário Ucraniano - Uma Abordagem Focada Em Tópicos - cover

We are sorry! The publisher (or author) gave us the instruction to take down this book from our catalog. But please don't worry, you still have more than 500,000 other books you can enjoy!

Livro de Vocabulário Ucraniano - Uma Abordagem Focada Em Tópicos

Pinhok Languages

Publisher: Pinhok Languages

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Este livro de vocabulário contém mais de 3000 palavras e frases em ucraniano que estão agrupadas por tópico para poder escolher mais facilmente o que deve aprender primeiro. Além disso, a segunda metade do livro contém duas secções de índice remissivo que podem ser utilizadas como dicionários básicos para procurar palavras em qualquer uma das duas línguas. As três partes juntas fazem com que este livro seja um excelente recurso para os estudantes de todos os níveis.
 
Como utilizar este livro de vocabulário de ucraniano?Não sabe por onde começar? Recomendamos que estude primeiro os capítulos dos verbos, adjetivos e frases da primeira parte do livro. Isto dar-lhe-á uma excelente base para estudar mais e suficiente vocabulário em ucraniano para a comunicação básica. Os dicionários na segunda metade do livro podem ser utilizados sempre que precisar de procurar palavras que ouve na rua, palavras em ucraniano para as quais quer saber a tradução ou simplesmente aprender algumas palavras novas por ordem alfabética.
 
Algumas reflexões finais:Os livros de vocabulário existem há séculos e, tal como acontece com tudo o que existe há algum tempo, não são muito modernos e são um pouco aborrecidos, mas normalmente funcionam muito bem. Juntamente com as partes básicas do dicionário de ucraniano, este livro de vocabulário de ucraniano é um excelente recurso para apoiá-lo no processo de aprendizagem e é particularmente útil quando não tiver acesso à Internet para procurar palavras e frases.
Available since: 06/18/2019.
Print length: 240 pages.

Other books that might interest you

  • Brasil Novo - Música Nação e Modernidade - Os anos 20 e 30 - cover

    Brasil Novo - Música Nação e...

    Arnaldo Daraya Contier

    • 0
    • 0
    • 0
    O  debate  sobre  a  criação  musical  no  Brasil  polarizou-se,  durante  os anos 20,  30  e 40,  em torno  de compositores,  historiadores e críticos partidários da música descritiva (romântica),  da preservação  do  sistema tonal tradicional,  da chamada música universal e de intelectuais favoráveis à música pura (neoclássica), à incorporação  de novos recursos timbrísticos e rítmicos no  âmbito  da linguagem tonal e ao aproveitamento da música folclórica no campo da composição erudita. Neste  livro, o autor procurou discutir   as   conexões   entre   música   e poder,  tentando  apontar as fortes marcas ideológicas que permeiam toda a produção  musical brasileira nos anos 20  e 30 do século XX. Arnaldo Daraya Contier, a partir da História  Social  da  Música,  visa questionar  possíveis  elos  que  se poderia estabelecer entre a música e as estruturas econômicas,  políticas e culturais de uma formação  social,  num momento  histórico  cronologicamente determinado. Em síntese, a História Social da Música deve ter em mira não  somente o  estudo  da criação  artística em relação  à sociedade,  mas, também da vida de um grupo social e da relação deste com a arte.  Para tal empreendimento analítico, Contier se vale de um  núcleo  central  de  documentação  que  assenta-se em artigos publicados nas mais diversas revistas,  especializadas ou  não,  em críticas e programas de concertos,  em depoimentos de intelectuais publicados nos jornais da época e nos textos de Mário  de Andrade,  Luiz Heitor Corrêa de Azevedo,  Renato  Almeida,  Luciano  Gallet,  Andrade Muricy,  Oscar Lorenzo Fernandez, Heitor Villa-Lobos, entre outros.
    Show book
  • Terra navegação e cultura de paz - cover

    Terra navegação e cultura de paz

    Marizia Cezar

    • 0
    • 0
    • 0
    Transcrição da averiguação experimental dos emails sob escrita automática enviados para a rádio Antena I PT, desde início de 2016 até a COPA EURO, narrativa/ Epopéia, simultaneamente, ou, em sincronicidade, texto elaborado com o Inconsciente Pessoal interativo com o Inconsciente Coletivo, com recursos cabalísticos em associação dos valores das letras dos nomes próprios e lugares (estádios, cidades) e com os números das camisolas-nessa medição do Tempo (hora e minuto) a NAVEGAÇÃO online traz os resultados do sucesso para a avaliação do público. Tocar a linguagem artística no coração dos adeptos, sendo a musa a criança que merece o futuro de CULTURA DE PAZ a construirmos com os atletas do calendário da TERRA no ano também Jogos Olímpicos/ Paraolímpicos Br essa nossa viagem intercontinental - a todos os que possuam restrições de limites de locomoção, por qualquer razão, seja motivo a harmonia entre os povos nessa leitura da nossa confraternização: Parabéns aos Portugueses - assinatura da família Luso Brasileira.
    Show book
  • O princípio responsabilidade - cover

    O princípio responsabilidade

    Hans Jonas

    • 0
    • 0
    • 0
    Este é um dos mais importantes livros do final do século XX. Um livro erudito e polêmico, que trata de um tema central para a sobrevivência física e espiritual da humanidade: a busca de uma ética para a civilização tecnológica. "Certas transformações em nossas capacidades", diz Hans Jonas, "acarretaram uma mudança na natureza do agir humano. Já que a ética tem a ver com o agir, a natureza modificada do agir humano também impõe uma modificação na ética." A natureza qualitativamente nova de muitas das nossas ações descortinou uma dimensão inteiramente nova, não prevista nas perspectivas e nos cânones da ética tradicional. A técnica moderna introduziu ações de tal ordem inédita de grandeza, com novos objetos e tamanhas consequências, que a moldura da ética antiga não consegue mais enquadrá-las. No pensamento tradicional, a presença do homem no mundo era um dado primário e indiscutível, de onde partia toda ideia de dever referente à conduta humana. Agora, essa presença tornou-se, ela mesma, um objeto de dever, o dever de conservar o mundo e preservar as condições dessa presença. A pesquisa de Hans Jonas converge para uma pormenorizada crítica ao ideal utópico contido no programa de Bacon e atualizado na obra de Marx e de Bloch: "Como tem a seu favor os sonhos mais antigos da humanidade, e agora parece também possuir na técnica os meios para transformar o sonho em empreendimento, o utopismo, outrora inócuo, tornou-se a mais perigosa das tentações precisamente porque idealista da humanidade em nossos dias. À imodéstia de seus objetivos, equivocada tanto em termos ecológicos como antropológicos, o Princípio Responsabilidade contrapõe a tarefa mais modesta que obriga ao temor e ao respeito: conservar incólume para o homem, na persistente dubiedade de sua liberdade que nenhuma mudança das circunstâncias poderá suprimir, seu mundo e sua essência, contra os abusos de seu poder." Hans Jonas (1903-1993) foi aluno de Martin Heidegger na Universidade de Freiburg na década de 1920. De origem judaica, deixou a Alemanha em 1934, pouco depois da ascensão do nazismo ao poder. Viveu na Inglaterra e nos Estados Unidos. Em 1966 publicou "The Phenomenon of Life, Toward a Philosophical Biology", obra em que estabelece os parâmetros de uma filosofia da biologia. Em 1979 veio à luz sua obra mais importante, "Das Prinzip Verantwortung. Versuch einer Ethic für die Technologische Zivilisation", agora finalmente traduzida para a língua portuguesa. César Benjamin
    Show book
  • Piadas da terceira idade - cover

    Piadas da terceira idade

    Paulo Tadeu

    • 0
    • 1
    • 0
    Não existe piada velha. Você é que não atingiu um nível de demência suficiente para se esquecer dela e fazer com que qualquer anedota que esteja escutando seja a primeira da sua vida. Portanto, para se preparar para os dias mais felizes da sua vida - caso você ainda não os esteja vivendo - é que foi feito este livro. Mesmo que você não seja aposentado, não passe o dia jogando dominó ou baralho - ou, ainda, cuidando dos netos -, aproveite a leitura e dê boas risadas. Vai ser mais divertido que assistir à novela, de pijama, no sofá.
    Show book
  • Conservadorismo e o destino da civilização Ocidental - cover

    Conservadorismo e o destino da...

    Fabio De Biazzi

    • 0
    • 0
    • 0
    O Conservadorismo deveria se estabelecer em definitivo, nesse século XXI, como alternativa política arraigada e viável para a sociedade brasileira.
    Show book
  • Voos e acrobacias - memórias e revelações de um apaixonado pela aviação - cover

    Voos e acrobacias - memórias e...

    Sergio Machado

    • 0
    • 0
    • 0
    Este é um livro que, com certeza, vai prender a atenção de todos os aviadores, de verdade ou de espírito, trazendo ensinamentos importantes, não apenas da gestão dessa tão importante atividade, como também da arte do voo. 
    
    Engenheiro Fernando Pinto 
    Ex-Presidente da Varig e atual Presidente da TAP
    Show book