Today could be the day that you start a whole year of unlimited reading!
Add this book to bookshelf
Grey 902feb64d8b6d481ab8ddda06fbebbba4c95dfa9b7936a7beeb197266cd8b846
Write a new comment Default profile 50px
Grey 902feb64d8b6d481ab8ddda06fbebbba4c95dfa9b7936a7beeb197266cd8b846
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced 7236434c7af12f85357591f712aa5cce47c3d377e8addfc98f989c55a4ef4ca5
Aldeia do tempo - cover

Sorry, the publisher does not allow users to read this book from the country from which you are connecting.

Aldeia do tempo

Otávio Machado

Publisher: Autografia

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

“moramos todos / uns dentro dos outros / moramos dentro dos olhares / dos abraços / dos limites das casas / das cidades. / moramos todos / índios, negros, orientais / pálidos / almas maquiadas. / moramos todos / soldados, refugiados / cuidadores, cuidados. / moramos todos / pais, filhos, espíritos / passos, no espaço legado do tempo.”

Other books that might interest you

  • A Alma Nova - cover

    A Alma Nova

    Guilherme de Azevedo

    • 2
    • 31
    • 0
    Sorry, we have no synopsis for this book right now. Sign in to read it on 24symbols.com
    Show book
  • Libélulas de ferro - cover

    Libélulas de ferro

    Alex Assunção Rebello

    • 0
    • 1
    • 0
    Das simples lembranças de uma pequena “vila” nos anos 80, até os dramas atuais de nossa sociedade, Libélulas de Ferro nos convida à interioridade humana, à perplexidade perante a passagem do tempo e à ótica crítica e construtiva da poesia.
    Show book
  • As Flores do Meu Jardim - cover

    As Flores do Meu Jardim

    Vários Autores

    • 0
    • 0
    • 0
     Todos temos ou deveríamos ter um Jardim interno, onde apenas as mais belas flores estão plantadas florescendo a cada dia em que o nosso sol nos ilumina. Podemos ter inúmeras flores, mas, sempre teremos aquela favorita.
     
     Por isso, estamos abrindo este jardim para falar um pouco mais sobre as flores favoritas de cada autor participante.
     
     Quais as espécies de flores você se pergunta? Bem, temos a flor “filha/o”, a favorita de muitos “mãe”, temos também a flor mais conhecida “amor” e, porque não, a flor mais delicada de todas “vida”. Todas elas em seu lugarzinho recebendo os raios do sol vindos de cada leitor.
    Show book
  • Parnaso - (2001-2015) - cover

    Parnaso - (2001-2015)

    Miguel Carvalho Abrantes

    • 0
    • 0
    • 0
    Uma antologia de mais de 150 poemas, escritos entre os anos de 2001 e 2015, sobre tudo aquilo que o mundo contém.
    
    (Inclui igualmente os poemas da compilação "Poemas a Ana")
    Show book
  • 40 - cover

    40

    Luis Maffei

    • 0
    • 0
    • 0
    Em 40, o autor, através de uma visão larga e profunda, passa por importantes estágios da existência, como nascimento, primeira infância, aquisição da língua, escola, adolescência e boa parte da idade adulta. Em cada poema, um estágio da vida e muitas de suas inúmeras experiências. Identificação, reconhecimento e indagação fazem repensar a existência e estão inclusas no processo, não só de Maffei, mas de quem se depara com seus poemas. O livro sai do ano 1974 e chega a 2014 trazendo, poema a poema, não apenas uma trajetória de vida, mas uma trajetória poética – a autobiografia é inevitável, mas  a memória que se constrói só há em partilha. Além disso, passeia por momentos históricos e datas festivas, com destaque para o Carnaval, período que marca a ocasião do nascimento do autor e, consequentemente, de seus aniversários, como é possível encontrar nos poemas “1974”, “1978”, “1992” e “2003”. O Carnaval acaba por ser uma metáfora forte do livro, assim como o incêndio do Edifício Joelma, em São Paulo, ocorrido dias antes do nascimento do poeta: vida e morte, festa e tragédia, de braços dados. Neste conjunto orgânico, é possível ter contato com muitas maneiras de a poesia se constituir. A já conhecida maestria formal do autor, que explora e inova a sextina, o soneto e outras formas fixas, não ignora a potência do verso livre e, em certos poemas, uma experimentação que toca limites radicais.
    Show book
  • Pernambuco Terra da poesia - cover

    Pernambuco Terra da poesia

    Antônio Campos

    • 0
    • 0
    • 0
    Pernambuco, terra da poesia: um painel da poesia pernambucana dos séculos XVI ao XXI, nesta segunda edição, amplia a sua abrangência com a inserção de mais onze poetas, dois deles de grande representação para a história da literatura pernambucana: Ulisses Lins de Albuquerque e Alcides Lopes de Siqueira.
    Show book