Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Uma nova polícia em ascensão no Brasil - Experiências das guardas civis municipais do Grande ACBDMR - cover

Uma nova polícia em ascensão no Brasil - Experiências das guardas civis municipais do Grande ACBDMR

Oséias Francisco Da Silva

Publisher: Scortecci Editora

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

As guardas civis municipais são órgãos constituintes da segurança pública desde sua previsão no parágrafo 8º do artigo 144 da Constituição Federal, ganhando força com a Lei Federal 13.022/2014, que regulamentou de maneira a expandir e clarificar suas competências gerais e específicas, e a Lei Federal 13.675/2018, que criou o Sistema Único de Segurança Pública, reservou um espaço destacado para as guardas municipais e estabeleceu o entendimento legal que segurança pública é dever da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Soma-se a isso o clamor social que colocou a segurança como uma das principais prioridades nas agendas públicas e institucionais. Os municípios são a realidade concreta e efetiva de onde as pessoas vivem, convivem e demandam aos prefeitos e vereadores, e deles esperam que suas reivindicações sejam atendidas. Nesse contexto, as guardas municipais ganham cada vez mais relevância e uma nova polícia se estabelece no cenário da segurança pública.
A pesquisa demonstrada neste livro aborda, de forma pioneira, o impacto da Lei Federal 13.022/2014, Estatuto Geral das Guardas Municipais, uma norma que regulamentou as competências gerais e específicas desses importantes órgãos da segurança pública. Atento estudioso da matéria, o autor desta obra, com sua larga experiência profissional e militância, vai a campo pesquisar diretamente com os operadores e gestores da segurança pública municipal o impacto da nova legislação do ponto de vista institucional e profissional. O resultado da pesquisa é apresentado no livro juntamente com uma ampla discussão sobre o lugar das guardas municipais no sistema de segurança pública. A pesquisa vai revelar as possibilidades do surgimento ou fortalecimento de uma nova polícia ou a manutenção de um modelo que assimilou características de outra instituição e as reproduz. No momento em que se discute a segurança pública no País, principalmente em virtude dos altíssimos índices de homicídios e baixíssima resolução dos inquéritos criminais, somados às críticas na gestão dos recursos humanos, materiais e financeiros das instituições, este livro ganha maior relevância. A obra traz uma importante contribuição ao debate quando não apenas se dedica a problematizar e desvelar características fundamentais das guardas municipais, mas, sobretudo, pelas propostas apresentadas para aperfeiçoamento, fortalecimento e desenvolvimento dessas corporações que se tornaram imprescindíveis para as cidades e para os cidadãos brasileiros. Boa leitura!

Other books that might interest you

  • Representação política e cidadania no espaço da lusofonia (séculos XIX e XX) - cover

    Representação política e...

    Isabel Corrêa Da Silva, Cláudia...

    • 0
    • 0
    • 0
    Neste volume a ideia de representação política é abordada nas suas várias dimensões, tanto no sentido teórico como empírico, e por uma variedade de perspectivas disciplinares que vão da História à Ciência Política. Abarcando uma espacialidade que se estende do Brasil a Moçambique, os contributos aqui reunidos são trabalhos de síntese de investigação já consolidada sobre o tema, mas também resultados e reflexões de pesquisa nova, decorrente de teses de doutoramento e de mestrado recentemente terminadas.
    Show book
  • A insubordinação fundadora - cover

    A insubordinação fundadora

    Marcelo Gullo

    • 0
    • 0
    • 0
    Este livro é um estudo histórico e analítico de um intelectual militante latino-americano sobre as relações internacionais a partir da periferia. Mostra como países periféricos, como os Estados Unidos, a Alemanha, o Japão e a China, deixaram sua condição periférica e tornaram-se autônomos e importantes interlocutores internacionais independentes.
    
    Entre os vários e interessantes aspectos observados no estudo de Marcelo Gullo: o seu relevante sistema de categorias analíticas – limiar de poder, estrutura hegemônica, subordinação ideológica, insubordinação fundadora ?, a sua ampla formação histórica e a sua tese central de que todos os processos de emancipação bem-sucedidos resultaram de uma conveniente conjugação de uma atitude de insubordinação ideológica contra o pensamento dominante e de um eficaz impulso estatal.
    
    É uma viagem rumo às fontes das quais emana a atual configuração do poder mundial e grande parte dos fenômenos mais importantes do cenário internacional.
    Analisa, também, as possibilidades que a América Latina tem de realizar esta “insubordinação fundadora” e, com o apoio do Estado, sair de sua condição periférica para se converter, desse modo, em um importante interlocutor internacional independente. “Trata-se, então, de pensar a partir da periferia para sair da periferia. E só poderemos sair da periferia juntos”, assevera o autor deste livro, acentuando a necessidade da unidade latino-americana.
    
    Como ressalva no prefácio Hélio Jaguaribe: “Considero este livro de Marcelo Gullo uma leitura indispensável para todos os sul-americanos, começando pelos seus líderes políticos”.
    Show book
  • Programa Emergencial para os problemas brasileiros - cover

    Programa Emergencial para os...

    Rocha Author

    • 0
    • 0
    • 0
    Este livro procura iniciar a discussão sobre quais seriam as ações para os problemas brasileiros, na ótica de que problemas do dia a dia devem ser resolvidos pela própria população residente em cada Comunidade, sendo o Governo indutor destas ações e tendo o papel de direcionar as grandes e necessárias políticas públicas, mas de uma forma descentralizada, desburocratizada e sem o papel de principal executor.
    Show book
  • Mãos limpas coração quente - Um brasileiro no Kremlin - cover

    Mãos limpas coração quente - Um...

    Esther Rodrigues

    • 0
    • 0
    • 0
    '''Se você sempre fantasiou sobre o que acontecia por trás da Cortina de Ferro — espionagem, conspirações, agentes duplos e triplos, mulheres fatais, muito frio e muita vodca — e, naturalmente, nunca pôde ir lá, este livro é o seu passaporte. Com ele, você dará um passeio pelo Kremlin de 1964 a 1990, com direito a um guia autorizado: o diplomata brasileiro Obertal Mantovanelli, íntimo de seus salões e corredores e personagens claros e obscuros. E pode crer: nossas fantasias eram pinto diante do que acontecia por lá.'' RUY CASTROLembranças de um brasileiro que viveu na União Soviética, nos anos em que nascia em nosso país. Uma visão privilegiada da guerra, nem sempre fria, entre dois mundos — os soviéticos comunistas e os americanos capitalistas — que demonizavam-se mutuamente e queriam impor ao mundo seu modelo.'
    Show book
  • Piratas do Paranoá - cover

    Piratas do Paranoá

    Fábio Correia

    • 0
    • 0
    • 0
    O assunto do momento é o câncer da corrupção. E do perigo das “fake news” ou notícias falsas. Temos que ter consciência da importância e do valor da informação correta. E necessitamos de mais investimentos em educação de qualidade. Este livro pretende ir além da oportunidade que temos de realizar uma faxina nas próximas eleições, de 2018 e 2020. Devemos cobrar depois, dos novos gestores, ações e investimentos em projetos sustentáveis e também maior incentivo ao turismo ecológico, por exemplo, que é pouco explorado, ajudando a preservar nossas riquezas naturais e promovendo geração contínua e crescente de emprego e renda. Desta forma, alcançaremos o Brasil que a maioria realmente quer e deseja. O Brasil que nós brasileiros queremos para o futuro. E não mais o que sempre quer a elite.
    Show book
  • Manifestações no Brasil - as ruas em disputa - cover

    Manifestações no Brasil - as...

    Adriano de Freixo

    • 0
    • 0
    • 0
    Em 2013, como não acontecia desde muito tempo, as ruas brasileiras foram tomadas por manifestações cuja demanda, em princípio, era que as passagens de ônibus não sofressem aumento, mas cujo arco de protesto e reivindicação foi logo exponencialmente ampliado, tocando desde a Copa do Mundo do ano seguinte à corrupção da classe política. Anos depois, verifica-se que 2013 não representou um fato isolado, mas abriu portas para uma nova relação de parcelas da sociedade com seus desejos e frustrações: as ruas continuam, hoje, ocupadas, recebendo uma agravante disputa que vem modificando, dia após dia, a face do Brasil.
    Show book