Do you dare to read without limits?
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
Quem é você? - cover

Quem é você?

Lourdes Kauffmann

Publisher: EDIPUCRS

  • 0
  • 1
  • 0

Summary

Quem é você? foi escrita para a estreia do Grupo Teatral Os De +, em 2016, ano em que foram feitas duas temporadas no Teatro Carlos Carvalho, da Casa de Cultura Mario Quintana. Em 2017, foi novamente apresentada por duas tardes no Teatro de Arena, dando início ao Projeto Teatro às Quatro, também da autora. A dramaturgia e a direção são de Lourdes Kauffmann. A trilha sonora foi especialmente composta por Erick Endres. Como técnicos de luz, tivemos Kevin Brezolin e Ismael Goulart. No elenco, atuaram, como Agnelo, Carlos Bello; como Letícia, Leda Gloeden; como Ameliá, Norma Leffa; como Tidinha, Nara Silva.

Other books that might interest you

  • Chão de Ouro; Poesias crônicas e pensamentos - cover

    Chão de Ouro; Poesias crônicas e...

    Rafael Conte

    • 0
    • 0
    • 0
    Esta obra é repleta de poemas, pensamentos e crônicas inspiradoras. Aborda temas como: amor, amizade, religiosidade, dedicatórias, fatos do cotidiano, e tantas outras facetas da vida.
    
    Prepare-se para sonhar, afinal, a poesia é essencial à existência humana.
    
    Homenagem póstuma ao autor Rafael Conte.
    Show book
  • Palavrarmas - cover

    Palavrarmas

    Ferréz

    • 0
    • 0
    • 0
    Com a missão de trazer a literatura para mais próximo da periferia, o escritor Ferréz mais uma vez aposta na palavra como ferramenta. E, para seu primeiro audiolivro, convidou um time de peso para recitar seus textos e poesias, como Zeca Baleiro, que lê a inédita Vendo verdades, e o poeta de Brasília Gog, que recita O menino Periferia, com Refrão de Higo Melo.Já o novo romance do autor, Deus foi almoçar, vem na voz do poeta Allan da Rosa, e outros textos, como A maldição da refinaria, A arma e A pomba branca, são recitados pelo próprio autor.O grupo de rap paulistano Facção Central vem lendo o Posfácio Capão Pecado e o CD ainda conta na produção da poesia Foi num sebo velho com DJ Dri.Com capa exclusiva, feita especialmente para o álbum, o artista João Machado mostra seu talento esculpindo um livro.
    Show book
  • Broquéis - cover

    Broquéis

    João da Cruz e Sousa

    • 0
    • 0
    • 0
    Cruz e Sousa foi um poeta brasileiro, considerado um dos precursores do movimento simbolista no Brasil. Seus poemas são marcados pela musicalidade e pelo sensualismo, mesclado com uma espiritualidade e religiosidade de maneira às vezes espantosa. Broquéis foi seu livro de estréia, e contém algumas de suas obras mais famosas, como o poema Antífona, peça de abertura do livro. (Sumário escrito por Leni)
    Show book
  • Divagaísmo - cover

    Divagaísmo

    Claudio Furtado

    • 0
    • 0
    • 0
    Divagaísmo' é essa arte de sair só e lentamente da realidade. Se antes os poetas flanavam para encontrar inspirações nos ares das ruas, hoje eles divagam através do éter, através desse grande espaço mágico, único e interminável que é a existência. Os poemas de Cláudio Furtado vão revelando surpresa, dúvida, deslumbramento, espanto, encontrando um mundo que não precisa ser real e concreto, mas que pode ser ideal e criado com as palavras.
    Show book
  • O Corvo - cover

    O Corvo

    Edgar Allan Poe

    • 0
    • 0
    • 0
    Um livro de Edgar Allan PoeAutor, poeta, editor e crítico literário americano, fez parte do movimento romântico americano (1809-1849)
    Show book
  • Corvos Cobras Chacais - cover

    Corvos Cobras Chacais

    António Carlos Cortez

    • 0
    • 0
    • 0
    "Corvos Cobras Chacais" nasceu de uma sequência alargada de poemas em prosa e constituiu um capítulo participante da antologia "A dor concreta" (ed. Tinta da China), do poeta António Carlos Cortez, em uma prévia de um livro futuro, este que agora se nos apresenta. Bem reconhece Pedro Mexia quando diz que "depois de Daniel Faria não houve na poesia mais recente em Portugal quem arriscasse em construir um tom elevado e ao mesmo tempo realista e concreto, algo em que Cortez é exímio". Em "Corvos Cobras Chacais", Cortez maneja a forma poética para falar de uma forma inesquecível, indelével, daquilo que mais nos assombra: da crueldade da vida e da passividade dos homens.
    Show book