Don't put off till tomorrow the book you can read today!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
Quem é você? - cover

Quem é você?

Lourdes Kauffmann

Publisher: EDIPUCRS

  • 0
  • 1
  • 0

Summary

Quem é você? foi escrita para a estreia do Grupo Teatral Os De +, em 2016, ano em que foram feitas duas temporadas no Teatro Carlos Carvalho, da Casa de Cultura Mario Quintana. Em 2017, foi novamente apresentada por duas tardes no Teatro de Arena, dando início ao Projeto Teatro às Quatro, também da autora. A dramaturgia e a direção são de Lourdes Kauffmann. A trilha sonora foi especialmente composta por Erick Endres. Como técnicos de luz, tivemos Kevin Brezolin e Ismael Goulart. No elenco, atuaram, como Agnelo, Carlos Bello; como Letícia, Leda Gloeden; como Ameliá, Norma Leffa; como Tidinha, Nara Silva.

Other books that might interest you

  • palavra despida A - Cordéis de Costa Senna - cover

    palavra despida A - Cordéis de...

    Costa Senna

    • 1
    • 0
    • 0
    Costa Senna é cantor, ator, compositor e poeta. Seu show é uma assessoria pedagógica, composta por cordel, contação de histórias, músicas, provérbios, trava-línguas, trocadilhos e informações que fortalecem o conhecimento de estudantes, educadores e apreciadores da nossa cultura. Tem 11 livros e mais de 100 títulos de cordéis publicados, além de um DVD e 6 CDs gravados. Participou de várias peças teatrais e de curtas e longas metragens. É curador do Sarau Bodega do Brasil.
    Show book
  • O coração estendido pela cidade - cover

    O coração estendido pela cidade

    Fernando Machado Silva

    • 0
    • 0
    • 0
    Fernando Machado Silva conclui que estes poemas não tratam de Lisboa, nem de Berlim. Estes poemas são as notas de rodapé, ou a legenda de um guia que um viajante pudesse ler ao passear por uma ou outra cidade. São um certo tipo de legenda ou nota de um estranho mapa. As duas cidades são a moldura e a paisagem, enquanto os poemas, inseridos ou nelas projectados, são uma dança de palavras e afectos ocorridos. É por isso que o livro não poderia ter um fim, sempre algo lhe juntaria, acrescentaria, pois a viagem da existência é infinita. Como um flanêur, desenrolando-se em Lisboa e Berlim, os poemas de Silva falam de partidas e chegadas, de encontros e desencontros, em um mundo de eterno movimento, impetuoso, que chega aos olhos, passeia por dentro, flui ao redor do corpo e atravessa pelas mãos em escritos invisíveis à percepção alheia.
    Show book
  • Divagaísmo - cover

    Divagaísmo

    Claudio Furtado

    • 0
    • 0
    • 0
    Divagaísmo' é essa arte de sair só e lentamente da realidade. Se antes os poetas flanavam para encontrar inspirações nos ares das ruas, hoje eles divagam através do éter, através desse grande espaço mágico, único e interminável que é a existência. Os poemas de Cláudio Furtado vão revelando surpresa, dúvida, deslumbramento, espanto, encontrando um mundo que não precisa ser real e concreto, mas que pode ser ideal e criado com as palavras.
    Show book
  • Insônia da Matéria - Poemas e desesperanças - cover

    Insônia da Matéria - Poemas e...

    André Cancian

    • 0
    • 0
    • 0
    Insônia da Matéria é uma coleção de poemas escritos entre 2002 e 2007, correspondendo ao intervalo entre a redação de Ateísmo & Liberdade e O Vazio da Máquina. A atmosfera de perplexidade e de mal-estar que perpassa quase todos os poemas pode ser vista como um reflexo da angústia que se sente quando tentamos lidar com um problema que ainda nos escapa — como um fantasma que nos persegue, até que consigamos colocá-lo no papel.
    * * *:: POEMAS 
    PASSAGEMSENTIDOALMAMIOPIAEREMITAESCOLHASFELICIDADELOUCURALUTAMÁSCARASENTIMENTOCRIANÇASAUDADESILÊNCIOSOLIDÃOTRANSIÇÃOAUSÊNCIAESPERANÇADESRAZÃOVAZIOSONHOSTÉDIOSENTENÇADISTÂNCIASOMBRACOVARDENADAETERNAMENTEGRÃOSILUSÕESACASO 
     
     * * *
     
     “Os poemas também são melancólicos. Fazem parte do livro e mostram misantropia, tédio, angústia e uma não-vontade latente de viver como em “Então abro os olhos / Profundamente lúcido / Arrependido de ter acordado.” Ou em “Isso me vem como um nojo de respirar” e ainda “Neste mais um-dia-qualquer / Tudo estava paralisado / Menos a angústia”. Percebe-se muita coisa dentro do autor e é uma pena as pessoas não se interessarem muito por poesias hoje em dia. Eu adorei!”
     
    — Rosângela Dias
     
     
     
    “Afora os ensaios, a história de Joe e os poemas são a forma que Cancian achou de se explicar através de desenhos: um complemento sofisticado e estilístico para balancear a crueza das palavras objetivas e diretas.”
     
    — Jairo Moura
     
     
     
     
    Show book
  • Duas vezes draMática - cover

    Duas vezes draMática

    Natasha Centenaro

    • 0
    • 0
    • 0
    Para romper a tradição hegemônica da palavra masculinista e de personagens femininas objetificadas, duas vezes draMática é um projeto estético (político) de reapresentação da escrita dramatúrgica, de um teatro feminista contemporâneo. São mulheres duas vezes dramáticas, em cena e na palavra: do discurso e do desejo, de sangue e de corporeidades, de sexo.
    Show book
  • Simples Assim - cover

    Simples Assim

    Chagal

    • 0
    • 1
    • 0
    "Simples Assim é um livro construído verso a verso, estrófe a estrófe ao longo últimos 35 anos de estrada do poeta Chagal; com certeza este livro contém o melhor que Chagal escreveu durante sua trajetoria poética.
    Chagal é dono de um estilo enxuto, visão direta e palpitante da realidade. Leva-nos através de uma linguagem fluente e técnica requintada a viajar pelo universo de sua inteligência e sensibilidade. Cada poema seu é uma construção que revela o valor indiscutível de seu talento poético. 
    Luis Fernandes da Silva - Poeta, editor e crítico literário - João Pessoa - PB"
    Show book