You wouldn't limit the air you breathe. Why limit your readings?
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
O colecionador de emoções - A vida de Oscar Maroni - cover

O colecionador de emoções - A vida de Oscar Maroni

Leonardo Castelo Branco

Publisher: Matrix Editora

  • 0
  • 1
  • 0

Summary

“Cai o avião da TAM, morrem 199 pessoas. Quem vai preso?
O dono do puteiro.”
Essa frase, que viralizou nas redes sociais, é o resumo de um momento difícil da vida de Oscar Maroni, o famoso empresário da noite paulistana. O trágico acidente, em 17 de julho de 2007, levou políticos e um promotor de Justiça a fazerem uma perseguição com acusações montadas e desonestas, transformando Maroni em bode expiatório com a intenção de se promoverem e ascenderem na vida pública, sem buscar a verdade. Maroni foi preso na ocasião. E essa foi apenas uma das vezes em que enfrentou as celas. Prisão e liberdade. Dores e prazeres. Sonho e
realidade. Delícias e dissabores. Perdas e conquistas.
A vida de Oscar Maroni é uma coleção de emoções variadas. E o retrato de um homem que não se deixa abater, que sabe que viver bem e fazer o bem são caminhos que todo ser humano deve trilhar. Que defende a ideia de que “é muito mais inteligente amar que odiar”.

Other books that might interest you

  • Terra - História de amor - cover

    Terra - História de amor

    Marizia Cezar

    • 0
    • 0
    • 0
    INCLUSÃO NO PLANETA - Pela Arte e pela Comunicação - Com o fim de integrar o deficiente auditivo em relação às experiências visuais, principalmente, recorrendo ao uso da Linguagem Brasileira de Sinais: ouvir o próprio corpo para escutar a Terra através da Poesia numa proposta de tradução para a linguagem de sinais de LIBRAS, em transposição como coreografia para dançar o silêncio numa audição visual e tátil, perceptomotoras.“Estabelecer as relações do olhar. Usar a direção do olhar para marcar essas relações entre o Si-mesmo e o mundo – em relação ao Ser humano e o Planeta Terra” (SKLIAR 1997; QUADROS, 2001). O dia e a noite na relação de rotação quando um começa e o outro acaba sucessivamente é vida. A dança permite o empoderamento de controlar as horas através do ritmo pela intenção que antecipa o pensamento antes de dar cada passo na consciência corporal em relação aos outros objetos. A surdez anula a percepção dos sons no cotidiano – saber do poder dessa transformação através da dança é tomar posse do Si-mesmo e inteirar a integração de agitação, convulsão e calmaria ao modo das diferenças perceptíveis no mundo além de cada um de nós, num nível de tolerância e autotolerância na comparação com o ambiente urbano e a Natureza, e despertar para a responsabilidade diante de Gaia como um organismo no qual o nosso sistema biológico funciona codependente.Extrair da substância da forma a essência da expressão – TRANS SÍNTESE – desconstruir do significante na forma como está a palavra e ampliar o conteúdo do significado numa relação pessoal afetiva como integração com a Natureza, como acesso à vastidão do Universo através do significante inicial demonstrado visualmente, o conteúdo pela interpretação dos sinais recebidos do texto poético à tradução em LIBRAS. A fonética interiorizada opera como ingrediente substancial da expressão exteriorizada se absorvida como sentimento pela emoção através da Arte da Dança, num sistema próprio se insere no coletivo de sentir a palavra no corpo pelo movimento nos gestos de circularidade do texto, insere-se o arredondamento do Planeta.
    Show book
  • Corpo do Brasil - cover

    Corpo do Brasil

    Jose Eduardo Degrazia

    • 0
    • 0
    • 0
    Poesias de José Eduardo Degrazia sobre o Brasil.
    Show book
  • De portas abertas para o lazer - a cultura lúdica nas comunidades de bairro - cover

    De portas abertas para o lazer -...

    Elaine Melo de Brito Costa...

    • 0
    • 0
    • 0
    Acompanhando a tendência de atenuação das condições de injustiça e exclusão social, a partir do esporte recreativo e do lazer, o Grupo de Pesquisa Corpo, Educação e Movimento - GCEM, do Departamento de Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB, propôs o desenvolvimento de uma investigação sobre a situação do lazer na cidade de Campina Grande – PB, considerando a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC, 2003), a partir do universo das comunidades de bairro. (trecho retirado do texto 'Abrindo as portas da pesquisa:Pressupostos teóricos e metodológicos' do livro)
    Show book
  • Estamos alunos - Um estudo sobre a identidade contemporânea dos alunos do Colégio Militar do Rio de Janeiro - cover

    Estamos alunos - Um estudo sobre...

    Fábio Facchinetti Freire

    • 0
    • 0
    • 0
    Os alunos dos Colégios Militares não são militares. Entretanto, experimentam diversos componentes desse “espírito militar”: as fardas, os comportamentos, a linguagem. Como os jovens de hoje, a geração do século XXI, se relacionam com a proposta formativa que o Exército lhes apresenta – seus costumes, valores e tradições – contida nestes componentes, que nesta investigação são tratados como “itens identitários”? Será que eles concordam com a proposta? Senão, como lidam com ela? A tese que deu origem a este livro buscou compreender estes questionamentos, realizando uma pesquisa de cunho etnográfico no mais tradicional dos Colégios Militares: o do Rio de Janeiro.
    Show book
  • Cartografia do Poema - cover

    Cartografia do Poema

    Eduardo Dall'Alba

    • 0
    • 0
    • 0
    Este livro reúne os poemas escolhidos no final do inverno de 2012, em uma sequência de leitura sem nenhuma seção especial ou divisão temática. É a primeira Antologia Poética.
    Show book
  • Iniciativa Probatória de Ofício e o Direito ao Juiz Imparcial no Processo Penal - cover

    Iniciativa Probatória de Ofício...

    Frederico Valdez Pereira

    • 0
    • 0
    • 0
    Com efeito, o autor Frederico Valdez Pereira nos beneficia com obra que alavanca a qualidade das discussões sobre a intervenção probatória do juiz no nosso processo penal e o faz deixando para trás argumentos despidos de sentido no atual estágio da dogmática do processo penal. Pode-se concordar com as posições defendidas com fundamentos teóricos sólidos pelo autor. Pode-se discordar delas. O patamar do debate, todavia, muda com a introdução na metodologia analítica do saber processual penal de elementos qualificados e a partir deste livro não há como evitar determinados temas e enfoques. Prof. Dr. Geraldo Prado
    Show book