Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Pátio - cover

Pátio

Jorge Reis-Sá

Publisher: Jaguatirica

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

A poesia de Jorge Reis-Sá já é conhecida há muito nos circuitos literários brasileiros, eis que a extensão e a qualidade da sua biografia dispensam maiores apresentações nos meios editoriais. Neste ‘Pátio’, após ter publicado onze livros nos últimos vinte anos, Jorge Reis-Sá torna a apresentar o seu texto poético repleto de simbologias, em que inicia pela contemplação de ‘Lápide’ e atravessa os espaços abertos, de forma elegante e em passos precisos, com excertos, referências e poesias de poucas palavras e muitos significados. Todas elas se estendem debaixo desta espécie de sol morno, quase frio, que emoldura sentimentos, incertezas, inquietudes, sensações inusitadas do confronto permanente entre a tristeza e a felicidade. Afinal, é diante da morte que somos capazes de sentir a presença concreta da vida. Neste pátio imaginário, dialoga Reis-Sá com alguns dos grandes poetas do seu tempo, como Daniel Faria, Gastão Cruz, Luís Quintais, Pedro Mexia e em especial António Carlos Cortez, prefaciador deste belo volume, e que anotou com propriedade o “realismo de nevoeiro, pouco nítido” do qual exsurge a vida, essa hera forte e resiliente que cresce enquanto não estamos a olhar, e do qual igualmente nascem os poemas de Reis-Sá, palavras que encerram os espaços míticos nos quais o autor, de modo mágico, faz(-nos) “recordar quem somos e quem tivemos na nossa vida”.
Available since: 09/22/2020.

Other books that might interest you

  • Poemas de vida e de morte de um médico à noite - cover

    Poemas de vida e de morte de um...

    Gustavo Nobre de Jesus

    • 0
    • 0
    • 0
    O escritor e poeta Gustavo Nobre de Jesus, um médico habituado aos longos plantões no hospital da cidade de Lisboa, nos seus 14 poemas nos fala sobre aquilo que o assombra nas noites mais frias, sobre ‘estar só / estar indelevelmente só’, já que há sempre algo de dramático em escrever poemas. As noites são cativas, as solidões são desperdiçadas entre os barulhos da cidade, televisões, leituras e crianças que correm no andar de cima. ‘Nós éramos um filme, Hollywood era Lisboa, eu sentia-me Bogart e junto aos lábios fiz o que pude’. Assim são os poemas - crus e de uma realidade arrebatadora - de Gustavo Nobre, um homem, um médico, que se depara com a crueza da vida nos corredores assépticos de um hospital e, paradoxalmente, é arrebatado nas páginas daquilo que escreve, com a assepsia do contato humano, sempre mediado por livros, telas, links do Youtube e aplicações de iPad.
    Show book
  • Fanta Groselha - cover

    Fanta Groselha

    Makena Onjerika

    • 0
    • 0
    • 0
    Fanta Groselha  é um retrato sombrio dos sem-abrigo e da vida dos meninos de rua em Nairobi. O conto centra-se em Meri, cuja história é contada por um coro de narradoras sem rosto e sem nome que são também suas consortes. Navegam pela vida sem rumo certo a pedir esmolas, a roubar aos peões, a esquivar-se às autoridades, a venderem o corpo. 
    Fanta Groselha é um conto cativante pela sua coragem, humor e inventividade linguística. O seu forte sentido de lugar faz com que seja uma experiência de leitura imersiva e gratificante.
    Show book
  • Sede de me beber inteira - Poemas - cover

    Sede de me beber inteira - Poemas

    Liana Ferraz

    • 0
    • 0
    • 0
    Beber-se inteira: o que parece ideia inusitada vira algo natural como a sede na poesia de Liana Ferraz. Entre os jogos de palavras que lhe renderam fãs nas redes sociais e reflexões francas sobre amor-próprio e autodescoberta, a poesia circula, crescendo, caudalosa. E inspira uma nascente no coração de quem lê: um córrego em cujas margens recordamos as mulheres que nos trouxeram ao mundo, as mulheres que nos sucederão, as mulheres que somos.Seja com uma xícara de chá, de café ou com uma taça de vinho, a sede dos poemas deste livro é uma só – compreender-se para melhor amar-se, beber sem medo a própria essência.
    Show book
  • O Quarto Sábio - do original - The Fourth Wise Man - cover

    O Quarto Sábio - do original -...

    Henry Van Dyke, Leo Kades

    • 4
    • 3
    • 0
    O LIVRO QUE INSPIROU O FILME - O Quarto Sábio estrelado por Martin Sheen e dirigido por Michael Ray Rhodes.
    
    > Um livro sobre a verdadeiro significado de seguir a Cristo
    
    Um livro que nos fará refletir sobre o verdadeiro sentido da espiritualidade e como podemos mudar o mundo ao nosso redor transformando-o em nome do amor, da bondade e do perdão."O Quarto Sábio" é um daqueles livros em que você deve ler de tempos em tempos, como uma forma de avaliar a sua caminhada espiritual.
    
    Não te assombres se em algumas paginas você, de alguma forma, se identificar com Artaban, ou até mesmo se emocionar com a trajetória desse homem, cuja vida servirá de inspiração para todos nós.
    Show book
  • Um Objeto cortante - cover

    Um Objeto cortante

    Alexandra Maia

    • 0
    • 0
    • 0
    Em “Um objeto cortante”, segundo livro da poeta Alexandra Maia, a força do feminino modela as palavras e as transforma em faca. Faca que corta, certeira, faca que rabisca imagens com a delicadeza necessária para colocar o leitor em um fio suspenso, equilibrado pela autora com maestria. Alexandra é íntima das palavras, faz delas corpo robusto, encarando a vida em sua complexidade, entre proximidades e distâncias intensas.
    Show book
  • A Volta - cover

    A Volta

    Ananita Rebouças

    • 0
    • 0
    • 0
    “A Volta” é o encontro da palavra e dossentimentos, uma catarse de vida feita de maneiraverdadeira e apaixonante, pois carrega todas asverdades que são possíveis de sentir.Cada poesia nos faz entender melhor o nosso dia adia, e nos permite viver as possibilidades de todos osmomentos, sejam eles bons ou ruins, mas sobretudoé capaz de nos proteger contra possíveisdescaminhos.“A Volta” é, literalmente, o regresso à imaginaçãoe à fertilidade que a literatura nos permite, pois lendoeste livro sentimos e entendemos melhor tantasengrenagens que até então não se permitiam mover.
    Show book