Do you dare to read without limits?
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
Na linha do cerol - cover

Na linha do cerol

João Scortecci

Publisher: Editora Scortecci

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

João Scortecci nasceu no Ceará em 1956 e mora emSão Paulo, Capital, desde 1972. NA LINHA DO CEROL são reminiscências poéticas de sua infância em Fortaleza, Ceará, no ano de 1964. É editor, gráfico e livreiro. Diretor Presidente do Grupo Editorial Scortecci. 
Foi Diretor-Adjunto e Vice-Presidente da Câmara Brasileira do Livro, em três gestões. Em 2004, em coautoria lançou o Guia do Profissional do Livro (Informações importantes para quem quer escrever e publicar um livro), já na sua 16ª edição.
Palestrante e Consultor em Negócios com Livros. Membro do GEDIGI da Abigraf/SP, docente da Escola do Escritor e editor do Portal Amigos do Livro.

Other books that might interest you

  • O Dragão Vermelho - cover

    O Dragão Vermelho

    José Amaro

    • 1
    • 0
    • 0
    O manto negro e rasgado e a minha espingarda carregada, ao ombro a levo e ceifo, a colheita dos crepúsculos eternos, dos finais de tarde, da memória…
    Show book
  • Meu coração é uma fábrica de arritmias sentimentais - cover

    Meu coração é uma fábrica de...

    Bruna Tschaffon

    • 0
    • 2
    • 0
    Os cinquenta e quatro poemas deste livro foram frutos de todas as peripécias sentimentais de um coração que, ora acelera em arrebatamento, ora se tranquiliza em calmaria. Transitam da ingenuidade em “Procura-se” ao ceticismo em “Não é aqui” em ataque fulminante, cada um deles nascido de um coração produtivo e poético. O leitor é convidado a mergulhar nos batimentos e participar da montanha-russa emocional.
    Show book
  • Corvos Cobras Chacais - cover

    Corvos Cobras Chacais

    António Carlos Cortez

    • 0
    • 0
    • 0
    "Corvos Cobras Chacais" nasceu de uma sequência alargada de poemas em prosa e constituiu um capítulo participante da antologia "A dor concreta" (ed. Tinta da China), do poeta António Carlos Cortez, em uma prévia de um livro futuro, este que agora se nos apresenta. Bem reconhece Pedro Mexia quando diz que "depois de Daniel Faria não houve na poesia mais recente em Portugal quem arriscasse em construir um tom elevado e ao mesmo tempo realista e concreto, algo em que Cortez é exímio". Em "Corvos Cobras Chacais", Cortez maneja a forma poética para falar de uma forma inesquecível, indelével, daquilo que mais nos assombra: da crueldade da vida e da passividade dos homens.
    Show book
  • Paisagem antiga - cover

    Paisagem antiga

    Alcinéa Cavalcante

    • 0
    • 0
    • 0
    Lançado na Bienal Internacional, o livro "Paisagem Antiga" da escritora, poeta e jornalista amapaense Alcinéa Cavalcante, reúne poemas e crônicas, recheados de cores, sabores,ternura, estrelas, lirismo. Os  poemas são de uma leveza admirável, com palavras exatas e frases sintéticas que atingem a essência da poesia lírica. Das crônicas - também chamadas de "cronipoemas"- surgem imagens plenas de ternura em textos bem construídos, onde há a junção dos estilos jornalístico e poético.
    Show book
  • Mater Ex-crita - cover

    Mater Ex-crita

    Marcia Marques-Rambourg

    • 0
    • 0
    • 0
    Marcia Marques-Rambourg estreou na Oficina  Raquel em 2013, com o belíssimo Como o pão que come em dias secos. Agora, 3 anos depois, é com prazer que Mater Ex-crita vem ao mundo, para reafirmar a potência poética da autora que, ao longo dos versos, intensifica seu diálogo entre a poesia e o mundo. Principalmente, Mater Ex-crita aparece para reafirmar que a poesia é lugar de possíveis, e são muitos, e que é na subversão dos versos que a escrita do corpo aparece, neste lugar em que é possível dançar com certa – e profícua – febre do vazio.
    Show book
  • Broquéis - cover

    Broquéis

    João da Cruz e Sousa

    • 0
    • 0
    • 0
    Cruz e Sousa foi um poeta brasileiro, considerado um dos precursores do movimento simbolista no Brasil. Seus poemas são marcados pela musicalidade e pelo sensualismo, mesclado com uma espiritualidade e religiosidade de maneira às vezes espantosa. Broquéis foi seu livro de estréia, e contém algumas de suas obras mais famosas, como o poema Antífona, peça de abertura do livro. (Sumário escrito por Leni)
    Show book