Did you know that reading reduces stress?
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Violência escolar - cover

Violência escolar

Jadir Cirqueira De Souza

Publisher: Pillares

  • 0
  • 1
  • 0

Summary

A presente obra não traz respostas definitivas, acabadas ou conclusivas sobre as formas de conhecer ou, pelo menos, controlar a violência que ocorre nas escolas públicas e privadas brasileiras. Visa, na essência, a estabelecer a direta ligação entre o Direito e a Educação na perspectiva da violência escolar em suas multifacetadas formas, meios, causas e consequências.
Aliás, discute os temas com o objetivo de contribuir com a melhoria da qualidade da educação, ao levar em consideração a necessidade de aglutinar os instrumentos e técnicas pedagógicas aos paradigmas legais existentes, sem, no entanto, trazer soluções definitivas sobre assuntos tão complexos, amplos e controvertidos.
A principal proposta do livro é discutir a qualidade da educação a partir do funcionamento de um eficiente sistema de proteção infantojuvenil, o qual agregue os fundamentos científicos da Educação e do Direito, indissociáveis para a melhor qualidade de vida em sociedade e, acima de tudo, nas escolas, seguramente um dos pilares da cidadania, como uma das formas válidas de controle da violência escolar.

Other books that might interest you

  • Estradas de outono - cover

    Estradas de outono

    Lou Berney

    • 0
    • 0
    • 0
    A Frank Guidry acabou-se-lhe a sorte. Empregado fiel de Marcello, o capo da máfia de Nova Orleães, Guidry tem noção de que todas as pessoas são prescindíveis. Mas agora tocou-lhe a ele, pois sabe demasiado sobre o crime do século: o assassinato de JFK. Quase sem opções, Guidry faz-se à estrada a caminho de Las Vegas para se encontrar com um antigo parceiro. Guidry sabe que a primeira regra para fugir é "não parar", mas quando vê uma mulher com o carro avariado à beira da estrada, acompanhada pelas duas filhas pequenas e um cão, descobre a maneira perfeita de ocultar os seus passos. Ela também escapou, mas de uma existência asfixiante numa pequena cidade de Oklahoma.Outra regra: os fugitivos não devem apaixonar-se, especialmente uns pelos outros. Guidry não pode virar as costas à mulher por quem se apaixonou. Mesmo que isso lhes possa custar a vida."Desde as primeiras páginas até às últimas, Lou Berney leva-nos numa viagem extraordinária... É uma história policial, uma história deamor, uma história muito americana."Megan Abbott"Um triunfo de enredo e prosa, e um brilhantereflexo das contradições da América dos anos 60, a inocência, violência e desejo."Ivy Pochoda"Lou Berney converteu-se num dos maiores expoentes da literatura policial, como um escritor subversivo capaz de surpreender os leitores mais experientes. Estradas de outono oferece-nos tudo o que esperávamos dele e ainda mais."Laura Lippman"Berney toca as suas notas de forma requintada, brincando com a melodia, construindo personagens complexos enquanto consegue que nos comprometamos com a história de amor, mesmo quando ouvimos o coro da melancolía e vemos a nuvem negra no céu. Uma ficção perfeita."Booklist"O estilo amigável e descritivo de Berney reflete na perfeição aquela época de desilusão e de esperança. Capta com eficácia aquelas poucas semanas no final de 1963, tudo o que se perdeu e tudo o que ficou inevitavelmente no horizonte."Kirkus Review"O poder do livro vem de Charlotte, que encontra uma força oculta quando enfrenta desafios inesperados. É muito mais do um simples thriller de conspiração."Publishers Weekly"Uma experiência de leitura incrível e inesquecível... Berney é um escritor que deve ser lido e admirado."Don Winslow
    Show book
  • Amém - cover

    Amém

    Arthur Chrispin

    • 0
    • 1
    • 0
    Com uma narrativa eletrizante, Amém descreve o trabalho de um grupo de policiais da Delegacia de Homicídios, liderados pela delegada Luzia, que investiga crimes de caráter religioso cometidos por um serial killer. O livro passa por escolas de samba e funk proibidão. Umbanda e cristianismo. Mansões e barracos. Pela promiscuidade entre a polícia e a bandidagem. Pela pompa dos políticos corruptos e pelas gírias do tráfico. O final surpreendente faz jus a uma história com personagens complexos, viradas de enredo e diálogos mordazes. De acordo com Gabriel Billy, escritor e editor, “Arthur será um dos grandes romancistas de suspense da nossa geração. É o tipo de cara que justifica as bienais lotadas”
    Show book
  • Quebrados - cover

    Quebrados

    Don Winslow

    • 0
    • 0
    • 0
    "Quebrados": Nesta história, que dá título ao conjunto da obra, Eva McNabb, telefonista da polícia, recebe a chamada sobre um assassinato brutal perpetrado pelos narcos. A vítima é o seu próprio filho, Danny. Eva chamará o seu filho mais velho, Jimmy, que também é polícia: "Quero que vingues o teu irmão. Mata-os a todos."
    "Crime 101": Uma série de roubos milionários a joalharias está a assolar a costa do Pacífico e está há anos por resolver, sobretudo, porque o ladrão age sempre com um código rígido a que chama "Crime 101". A polícia atribui os seus roubos a cartéis colombianos da droga, mas o detetive Lou Lubesnick percebe, no mais profundo do seu ser, que são crimes cometidos por uma só pessoa.
    "O jardim zoológico de San Diego": O joven agente Chris Shea tem de investigar um chimpanzé que fugiu armado com um revólver. Winslow presta homenagem a Elmore Leonard com esta história de investigação policial cheia de engenho e humor em que Chris tem de resolver o mistério e, ao mesmo tempo, redimir a sua reputação.
    "Ocaso": O surfista lendário e também criminoso Terry Maddux infringe a liberdade condicional imposta por posse de drogas. O caçador de recompensas igualmente lendário Duke Kasmajian decide que, para apanhar um surfista, é necessário outro surfista, neste caso, o detetive Boone Daniels, que terá de encontrar o seu herói antes de ser demasiado tarde.
    "Paraíso": Enquanto estão de férias no Havai, Ben, Chon e O, empresários de cannabis hidropónica, decidem que é o momento de se expandirem para as ilhas. Isto criará a aversão do sindicato local do crime e transformarão o paraíso num verdadeiro campo de batalha.
    "Última corrida": Para o veterano e, agora, agente da patrulha fronteiriça Cal Strinckland, os ilegais que saltam a fronteira entre o México e o Texas são apenas um conjunto de pessoas sem nome e sem rosto que tem de enviar para o outro lado da fronteira. Até conhecer uma menina na cadeia. Nesse momento, Cal sabe que  chegou a hora de dar um passo em frente e ajudá-la a fugir.
    De Nova Orleães ao Havai, passando pela Califórnia ou pelo Texas, cada uma destas histórias é, sem dúvida, Winslow em estado puro: Perspicazes, humanas, com humor e drama e, sobretudo, com a arte literária consumada do autor.
    Um clássico da ficção criminal.
    Não importa como se chegou a este mundo, chega-se quebrado…
    Nestes seis contos, inquietantes e intensos, Don Winslow regressa aos temas que se transformaram na sua estampa: O crime, a corrupção, a vingança, a justiça, a perda, a traição, a culpa e a redenção, para explorar o lado mais selvagem, mas também o mais nobre da natureza humana.
    DA TRILOGIA DE O CARTEL QUE CULMINOU COM A FRONTEIRA DISSERAM:
    "A frontera junta-se ao The Power of the Dog e a O cartel numa das propostas narrativas mais ambiciosas do nosso tempo."
    SERGIO VILA-SANJUÁN, LA VANGUARDIA
    "O que é preciso numa história é que alguém sinta o impulso físico de se perder no desconhecido, que ouça uma voz poderosa e, ao mesmo tempo, uma imensidão de outras vozes; que queira chegar ao fim para saber tudo e que também queira que a história não acabe. Desde muito novo, tornei-me viciado nos livros porque me davam tudo isso. Estes livros de Don Winslow voltam a dar-mo com generosidade."
    ANTONIO MUÑOZ MOLINA, BABELIA
    "A perícia de Winslow não só reside em conseguir fazer com que um libro de quase 1000 páginas se torne curto. O segredo do seu sucesso radica na criação de um mosaico composto por vários fios narrativos, cada um deles concentrado numa personagem diferente."
    MARTA MARNE, EL PERIÓDICO
    Show book
  • A morte e os seis mosqueteiros - cover

    A morte e os seis mosqueteiros

    Anatole Jelihovschi

    • 0
    • 0
    • 0
    A morte e os seis mosqueteiros’ e? a histo?ria de seis amigos que tiveram a infa?ncia e juventude marcadas por viole?ncia e tra?fico na comunidade em que vivem. Anatole mostra como o ambiente e as ma?s escolhas podem corromper a beleza e a inoce?ncia, e tornar os sonhos infantis em pesadelos sem fim.
    Show book
  • Contos volume 3 - cover

    Contos volume 3

    Artur de Azevedo

    • 0
    • 0
    • 0
    Artur Azevedo foi um dos principais autores de teatro no Brasil do século XIX. Dando continuidade à obra de Martins Pena, consolidou a comédia de costumes brasileira, sendo no país o principal autor do teatro de revista, em sua primeira fase. Sua atividade jornalística foi intensa, devendo-se a ele a publicação de uma série de revistas, além da fundação de alguns jornais cariocas. Ficou também conhecido por suas crônicas e s, sempre cheios de humor. Este é o terceiro volume da coleção de Artur Azevedo, criada pelos voluntários do LibriVox. (Sumário adaptado da Wikipedia por Leni)
    Show book
  • A fronteira - cover

    A fronteira

    Don Winslow

    • 0
    • 1
    • 0
    A guerra chegou a casa.
    Há quarenta anos que Art Keller está na primeira linha de fogo do conflito mais longo da história dos EUA: a guerra contra a droga. A sua obsessão por derrotar o chefe mais poderoso, mais rico e mais letal do mundo, o líder do cartel de Sinaloa, Adán Barrera, causou-lhe cicatrizes físicas e mentais, teve de se despedir de pessoas que amava e até perdeu parte da sua alma.
    Agora, Keller é o diretor da DEA e descobre que, ao destruir o monstro, surgiram outros trinta que estão a causar ainda mais caos e destruição no seu amado México. Porém, isso não é tudo.
    O legado de Barrera é uma epidemia de heroína que está a assolar os EUA. Keller atira-se de cabeça para travar este fluxo mortal, mas encontrar-se-á rodeado de inimigos, pessoas que querem matá-lo, políticos que querem destruí-lo e ainda pior: uma nova administração que está envolvida com os traficantes de drogas que Keller quer destruir.
    Art Keller está em guerra não só com os cartéis, mas com o seu próprio governo. A longa luta ensinou-lhe mais do que alguma vez imaginara e, agora, aprenderá a última lição: não há fronteiras.
    "O novo romance de Don Winslow é um contrabando de 'droga muito pura' a cujo lado, a serie The Wire parece um entretenimento inócuo."
    Ismael Marinero, El Mundo, sobre Cartel
    "Intensamente humano nos seus detalhes trágicos, extremamente shakespeariano na sua envergadura épica. Provavelmente, o melhor romance sobre polícias alguma vez escrito."
    Lee Child, sobre Corrupção
    "Corrupção: tão bom como O Padrinho, mas com agentes da lei."
    Stephen King
    "Não há um objetivo maior para um escritor do que conseguir entreter e, ao mesmo tempo, ensinar. Winslow tem-no no ADN. É um mestre."
    Michael Connelly
    "É a Guerra e Paz das guerras contra o narcotráfico. Brutal, selvaticamente ambientado, tenso, com uma trama incrível e algo que fica profundamente gravado."
    James Ellroy, sobre Cartel
    "Há algo trágico em Cartel: a inevitabilidade do mal, semelhante à fatalidade que forçava os passos dos heróis homéricos, aqui implícito na natureza de uma batalha infame em que o cavalo de Troia diminui até se tornar um par de botas de pele de cobra feitas à mão."
    Justo Navarro, El País
    Show book