Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
A questão racial no Brasil: Igualdade legal x desigualdade real - cover

A questão racial no Brasil: Igualdade legal x desigualdade real

Geraldo Lopes

Publisher: Autografia

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Importa uma narrativa histórico-sociológica, que faz uma releitura da história brasileira, da Colônia até a República, através de significativos recortes históricos, traçando comparativamente, em meio aos sentimentos humanos que lidam com conceitos que deturpam a vida em sociedade, como a discriminação e o preconceito, que acabam por gerar um racismo estrutural e ideológico, os quais estão, na contra mão da história civilizatória moderna. 
                E a saída encontrada nessa obra, dentro desse enfoque, é oferecer um mergulho no passado da história, vasculhando e resgatando valores comuns que dignifiquem os indivíduos partícipes dessa sociedade na qual todos, de acordo com seus méritos, tenham seus privilégios garantidos, nunca pela cor da pele ou pela etnia de cada um.  	                                             
               E assim, faz-se renascer o autoconhecimento do limite humano que se encerra onde se inicia o do outro, uma vez que são humanos cuidando de outros humanos.

Other books that might interest you

  • A Visão do Inferno Segundo os Gregos - cover

    A Visão do Inferno Segundo os...

    Cid Marcus Vasques

    • 0
    • 0
    • 0
    Mas já adiantando, este audiolivro não trata de nada terrível ou assustador como a visão do Inferno Dantesco ou a explicação cristã do mundo inferior.Não, nada disso.Vamos falar do objetivo do Homem neste mundo , de suas dificuldades, de Ades e Perséfone, da visão de muitas vidas dos antigos.De uma maneira magistral, Cid aborda mitos e deuses que encorajavam o Homem a seguir o caminho da Dique, a Justa Medida.Mas claro, uma ou outra historieta de assustar ... não podiamos deixar de colocar. Mas só um pouquinho.
    Show book
  • Reinvenções de Foucault - cover

    Reinvenções de Foucault

    Mauricio Rocha, Edgardo Castro,...

    • 0
    • 0
    • 0
    Em 1973, Michel Foucault apresenta no Collège de France o Curso “A sociedade punitiva”, parte do conjunto de análises que servirão de base ao livro Vigiar e Punir, de 1975. As gravações do curso foram perdidas e apenas uma transcrição e o resumo foram conservados. Publicado em dezembro de 2013, o Curso sugere muitas questões aos leitores de Foucault e solicita a reformulação de algumas convicções correntes sobre sua obra. Variações sobre a análise da prisão, continuidades e rupturas em relação a Vigiar e Punir e esclarecimentos (ou novos enigmas) sobre a complexa relação entre Foucault e Marx são alguns dos assuntos que emergem da leitura do Curso. Em 2015, um evento acadêmico na PUC Rio teve como fio condutor a interpretação de ‘‘A sociedade punitiva’’ no horizonte da obra foucaultiana. Os trabalhos apresentados por pesquisadores argentinos e brasileiros são agora compilados e oferecidos ao público no livro Reinvenções de Foucault.Pesquisadores participantes: Mauricio Rocha, Edgardo Castro, Ana Kiffer, Peter Pál Pelbart, Joel Birman, Susana Murillo, Francisco de Guimaraens, Angelica de Britto Pereira Pizarro, Cristina López, Antonio Pele, Fabián Ludueña Romandini, Marcelo Raffin, Rachel Nigro, Bernardo Carvalho Oliveira, Leon Farhi Neto, Andrea Moreira Streva, Eduardo Stelmann, Fernanda Ferreira Pradal, Juliana Moreira Streva, Felipe de Andrade e Souza, Clécio Lemos, Julia Naidin, Rafael Cataneo Becker, Alessandra Vannucci, Aline Caldeira Lopes, Larissa Drigo Agostinho.
    Show book
  • Fédon Diálogos de Platão - cover

    Fédon Diálogos de Platão

    Plato

    • 0
    • 0
    • 0
    O Filósofo grego, Sócrates, foi condenado pelo tribunal à pena de morte por ter sido injustamente acusado de corromper a juventude e não adorar alguns deuses da pólis (cidade). Pela tradição grega, os condenados à morte bebiam a cicuta, um veneno que para lisava todo o corpo até à asfixia. Mas só o poderiam fazer depois do pôr do sol. 
    No último dia de vida, esperando que o sol se pusesse no horizonte, Sócrates põe em dia as últimas palavras com os seus discípulos e amigos que se encontraram com ele nessa tarde dramática na prisão. Este diálogo fornece-nos as crenças do filósofo na imortalidade da alma. 
    Fédon é um dos quatro diálogos de Platão que se referem à condenação de Sócrates (os outros três são: Críton, Eutífron e Apologia de Sócrates).Fédon é o mais interessante e o mais importante deles todos pois expõe as crenças do filósofo, é uma apologia da própria filosofia e relata as últimas palavras de Sócrates ditas no último dia do cárcere, antes de beber a cicuta!
    Show book
  • Como controlar o avanço do mar - cover

    Como controlar o avanço do mar

    Marco Lyra

    • 0
    • 0
    • 0
    Os acontecimentos climáticos nas zonas costeiras nos últimos anos são um sinal de alerta de que é preciso ação para aumentar nossa capacidade de resiliência nas praias urbanizadas. A resiliência é baseada em dois aspectos fundamentais: a continuidade e a recuperação de um sistema frente a uma mudança.
    É visível a urgência em se adotar medidas mitigadoras para controle do avanço do mar, com ações urgentes para garantir mecanismos melhores para toda comunidade litorânea, cujo objetivo seja adaptação à mudança radical das circunstâncias no ambiente costeiro.
    Para determinar eventuais soluções para o problema do avanço do mar, são necessárias três perguntas para fazer essa determinação: Existe uma solução técnica adequada? A solução é técnica e economicamente viável? Qual o impacto no meio ambiente?
    Responder a essas perguntas é o objetivo do livro.
    Show book
  • Ilha dos desejos ainda não desejados - cover

    Ilha dos desejos ainda não...

    André Decotteli

    • 0
    • 0
    • 0
    O desejo, essa força, que nos move para viver, criar e sonhar, é a personagem principal da narrativa, que não busca somente provocar o leitor, mas também orientá-lo de forma lúdica e divertida na busca pela sua essência fundamental, o ponto de partida de tudo que tem vida, movimento e alegria no ser humano.
    Show book
  • Janelas - cover

    Janelas

    Flávia Apocalipse

    • 0
    • 0
    • 0
    'Dentro de mim, só mar revolto. Flávia Apocalypse, carioca, formada em Direito eJornalismo, gerente de comunicação interna de uma grande empresa, é discreta, tímida até, e simplifica assim a vida que a fascina: café com leite, vitamina C, mesa de trabalho, cafezinho,almoço, Coca-cola, trânsito, sala de jantar, revistas, travesseiro de fronha branca. Tudo corrimão pra que eu possa me segurar.Em seu livro de estreia, a poeta ausculta em si mesma as noites mais escuras, a vida que não passa de um jogo de sombras, onde ela se perde e se acha e se espanta. Segundo a poeta Thereza Christina Roque da Mota, “Flávia tem a voz de Adélia Prado que fala do dia e da noite, da sofreguidão das almas que se aquietam para uma manhã mais longa, uma noite que não acaba”.Como criança, Flávia experimenta a poesia iniciática do choro do perdão. O indecifrável do armário que ela não abre para ninguém. Tudo que se oculta sob as roupas, a lama, a angústia e o pudor.Com o livro, a poeta, conciliando sua vida de profissional, mãe e mulher, empresta a voz de Adelia, faz emergir a própria voz , abre as janelas e convida seus leitores a fazerem o mesmoÉ o primeiro livro de poesias do autor que já publicou dois romances,  livro de contos, ensaios, e centenas de artigos científicos.  Como o titulo induz, os poemas parecem uma livre associação de ideias e imagens. Mas ao ser lido com um pouco de atenção, mostra um escritor maduro, cosmopolita que escolhe cuidadosamente cada palavra como diz no primeiro poema do livro: Ai da minha poesia se não fosse eu! / Provavelmente morreria à míngua| Combalida, desmilinguida. | Coitada se dela não cuidasse o degas, | Pessoalmente. | Mas, pai zeloso,| Afago-a, terno, | E a curo, | Mertiolate e tudo, | Nunca descuro. | Se dela falam mal, | Desconjuro!'
    Show book