Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Poesias e Cores - cover

Poesias e Cores

Franco Felix

Publisher: Cia do eBook

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Esta obra apresenta a visão do autor sobre a vida cotidiana em forma de poesia, pela perspectiva de pessoas comuns, com sonhos, traumas e anseios. Cada capítulo é representado por uma cor para ambientar o leitor, dando uma ideia do que virá nas páginas seguintes.
Cores e sensações estão entrelaçadas no imaginário e na vida real, e essa simbiose é retratada nesta obra.
A obra tem um contexto geral que é entendido com a leitura ordenada dos capítulos e possui contextos específicos em cada capítulo. 
Poesias e cores para a sua vida.

Other books that might interest you

  • De uma madrugada qualquer - cover

    De uma madrugada qualquer

    Eduardo Rezende

    • 0
    • 0
    • 0
    Passando noite de insônia, torna frustrações, desilusões e alegrias em boas poesias. Para cada poesia existe uma reflexão. Para cada dia uma poesia diferente, um pensamento diferente. Um livro para sentir-se abraçado por alguém que entende seus problemas.
    Show book
  • Trilhas de um estado de poesia - cover

    Trilhas de um estado de poesia

    Meire Viana

    • 0
    • 0
    • 0
    A obra da Meire Vianna é um relato acerca de suas memórias. Memórias de um amor vivido por quase quatro décadas e um amor recheado de grandes e comoventes histórias. O livro em si é todo um convite: para que nos lancemos no caminho do amor.
    Show book
  • Aos nascidos em 1979 - cover

    Aos nascidos em 1979

    Luiz Belmiro Teixeira

    • 0
    • 0
    • 0
    A poesia de Luiz Belmiro funda-se na mistura de temas que exploram as relações, as sensações, o toque, o contato. O poeta é um guardião das horas, alado, pontual, que pode roubar a substância do abstrato e dialogar com os elementos que trazem vida à sua poesia: o amor, o feminino, a pele, o corpo. Neste belo livro de estreia ‘Aos nascidos em 1979’, seus versos passeiam pela geografia do espaço, sua Curitiba, a cidade surreal. A multiplicidade dessa vida na cidade propõe novas percepções sobre o local, seus silêncios, suas pulsações. Ao construir sua linguagem, o autor ainda nos oferece uma sensível visão sobre a profundidade da existência do ser poeta. E nisso reside sua riqueza: a multiplicidade da vida, poética e real. Distintos tons que, nas palavras do poeta, são um vislumbre de todos os demais.Luiz Belmiro Teixeira é curitibano, graduado em Ciências Sociais pelaUniversidade Federal do Paraná (2004), Mestre em Sociologia pelaUniversidade Federal do Paraná (2006) e é professor de Sociologia no IFPR. A poesia o encontrou cedo,e desde então procura os versos para escrever sobre Curitiba, o amor, política, a vida, o universo e tudo mais. Traz referências da cultura pop (cinema, música e hq’s) para compor seus poemas. Antes da estreia emlivro próprio, publicou em coletâneasde concursos e oficinas literárias.
    Show book
  • Retrato da farmacêutica quando artista - cover

    Retrato da farmacêutica quando...

    Monique Brito

    • 0
    • 0
    • 0
    Extraiu Monique, como um alquimista em plena noite no seu laboratório fantástico, os poemas com que tecem os espantos que nos interpelam, nos provocam e nos iluminam.
    Dília Gouveia, filósofa
    
    A poesia deste livro é reveladora, epifânica, a borbulhar, nos versos, na consciência ou inconsciência de uma mulher, farmacêutica, professora, escritora. Sua escrita desmitifica o conceito de poesia. Ela tem ritmo, musicalidade, porque ela pulsa, é movimento, transformação, química e vida. E a vida é bela!
    Vera Magalhães, professora e advogada
    Show book
  • É sobre você - cover

    É sobre você

    Jarbas Oliveira

    • 0
    • 0
    • 0
    Sabe aqueles sentimentos que você lutou tanto para esquecer, que escondeu nos cantos mais remotos do coração?
    Está na hora de mexer na caixa das lembranças, por tudo isso que durante muito tempo reprimido foi pra fora. Por medo de mexer em feridas já antigas, algumas aparentemente já cicatrizadas.
    Normalizar a dor e ressignificar tudo que sentimos é mais que importante, evitar isso é procrastinar a cura do coração.
    Show book
  • Memórias de mim: poemas de amor - cover

    Memórias de mim: poemas de amor

    Sinara Martins

    • 0
    • 0
    • 0
    O presente livro é de poemas de amor romântico. E textos, reunidos no Capítulo Elos.
    Show book