Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Flores de Inverno - cover

Flores de Inverno

Filipa Amaral

Publisher: Editora Gato-Bravo

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

É sobre a beleza resiliente, sobre a intensa resistência que conforma a vida, que Filipa Amaral escreve em "Flores de Inverno". Nasce entre as suas poesias um manifesto contra a desumanização provocada pela exaustão e a ignorância e, simultaneamente, um apelo ao que de belo permanece entre nós. Ante o questionamento e reflexão exigidos por cada um dos seus textos, a poeta apresenta-nos a busca pelo que é estável e perene num mundo dominado pela efemeridade e azáfama. Em 76 poemas livres, Filipa Amaral fala-nos "dos sorrisos francos, mãos generosas, esperanças grandes" numa exploração da sua maneira de ver, sentir e dizer. Presta homenagem aos "homens francos" que "dançam ao sol e ouvem música nos ares que cada vez mais poucos escutam". E evoca a coragem de permanecer, em nós, as flores resilientes que enfrentam e superam o mais inóspito inverno.
Available since: 07/14/2021.

Other books that might interest you

  • Viver me dá enxaqueca - cover

    Viver me dá enxaqueca

    Fernanda B. Schwerdtner

    • 0
    • 1
    • 0
    Sinceramente, viver não provoca apenas enxaqueca, mas uma série de outras coisas: boas, ruins, engraçadas, tristes. E, entre tantas opções, também a de pensar, refletir e chegar a uma conclusão.Conclusão a que chegou a autora ao colocar em suas poesias uma gama fantástica de sinais, de pistas, que passaremos a seguir a partir de agora.São textos fortes e divertidos, alegres e reflexivos, reais, profundamente reais, e, por que não dizer, fundamentais.Podemos concluir que ao fim desta leitura não teremos o menor sinal de enxaqueca, mas, sim, de conforto e de certeza que viver é algo fantástico e que vale arriscar tudo por essa incrível aventura rumo ao desconhecido.
    Show book
  • Mater Ex-crita - cover

    Mater Ex-crita

    Marcia Marques-Rambourg

    • 0
    • 1
    • 0
    Marcia Marques-Rambourg estreou na Oficina  Raquel em 2013, com o belíssimo Como o pão que come em dias secos. Agora, 3 anos depois, é com prazer que Mater Ex-crita vem ao mundo, para reafirmar a potência poética da autora que, ao longo dos versos, intensifica seu diálogo entre a poesia e o mundo. Principalmente, Mater Ex-crita aparece para reafirmar que a poesia é lugar de possíveis, e são muitos, e que é na subversão dos versos que a escrita do corpo aparece, neste lugar em que é possível dançar com certa – e profícua – febre do vazio.
    Show book
  • Poesias do Coração - cover

    Poesias do Coração

    William Henrique Borges Oliveira

    • 0
    • 0
    • 0
    Quem procura uma leitura de poesias suáveis, com versos cheio de sentimento e em um livro com mensagens para refletir, tem que ler o livro poesias  Poesias do coração.O coração é um dos mais importantes órgãos de nosso corpo. Sem ele, não há vida... E ele, como outros órgãos, reage às nossas emoções, sentimentos, paixões... Ao ódio e ao medo também. É nele que dizemos guardar as pessoas que amamos: “no coração de mãe sempre cabe mais um” e “aqui sempre tem espaço para mais um”.Essas são frases populares que retratam esse sentido e essa importância que damos ao coração. É nessas perspectivas que William construiu essa obra, retratando sentimentos, amores, tristezas e alegrias... Poesias do coração é mais uma forma de atribuir a esse órgão do corpo mais que sua função físico-biológica... Coração é poesia, é poema e reage de forma pura e singela aos sentimentos.Uma história envolvente, que surpreende em cada página e que não vai deixar você perder cada momento da leitura.
    Show book
  • Uma Espécie de cinema - cover

    Uma Espécie de cinema

    Joana Matos Frias, Luís Miguel...

    • 0
    • 0
    • 0
    Os organizadores dessa antologia reuniram 50 poemas brasileiros e 50 poemas portugueses, em função da presença temática e estrutural do cinema. Diz Herberto Helder que as palavras têm a virtualidade de ganhar autonomia, reportando-se à um universo que descreve como 'uma espécie de cinema das palavras/ ou uma forma de vida assustadoramente juvenil'. Em alguns dos textos selecionados é, de fato, a valorização do fluxo das imagens e dos processos de montagem que determina um vínculo com o cinema. No entanto, a relação entre a poesia contemporânea e o cinema não se esgota neste tipo de articulação, como também o demonstram outros textos convocados, nos quais são sobretudo visíveis as articulações temáticas e os processos ecfrásticos que retomam sequências fílmicas específicas.
    Show book
  • De Volta às Paisagens - cover

    De Volta às Paisagens

    Marcelo João Bauer

    • 1
    • 3
    • 0
    Reunindo poesia, pensamento filosófico e aconselhamento, De volta às paisagens, traz a reflexão na busca do conhecimento e do discernimento do pensamento e coração humanos. Sensível, não perde um milímetro na oportunidade de denunciar todo seu ardor na exploração das paisagens muito internas de todos, na busca da reconciliação da alma com seu Deus.
    Show book
  • Manancial de Poesia - cover

    Manancial de Poesia

    Ary Rodrigues

    • 0
    • 0
    • 0
    Quantas palavras enfeitam as nossas lembranças? Muitas ― é a resposta ―, e elas nos chegam através de poesias nascidas lá trás, em tempos distantes, e também agora, nesses tempos difíceis de viver.Mas todas mantêm a força e a vontade de contar e recontar histórias, de pontuar momentos singulares que se tornaram inesquecíveis.Este livro é uma clara homenagem à vida e a tudo o que sentimos ao trilhar nossa  estrada, onde são muitos os encontros, todos eles envoltos em poesias a nos recitar sonhos, verdades e amores.  Um Manancial de emoções que só um grande poeta é capaz de conceber.
    Show book