Pimp your reading experience and read without limits!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
O coração estendido pela cidade - cover

O coração estendido pela cidade

Fernando Machado Silva

Publisher: Editora Gato-Bravo

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Fernando Machado Silva conclui que estes poemas não tratam de Lisboa, nem de Berlim. Estes poemas são as notas de rodapé, ou a legenda de um guia que um viajante pudesse ler ao passear por uma ou outra cidade. São um certo tipo de legenda ou nota de um estranho mapa. As duas cidades são a moldura e a paisagem, enquanto os poemas, inseridos ou nelas projectados, são uma dança de palavras e afectos ocorridos. É por isso que o livro não poderia ter um fim, sempre algo lhe juntaria, acrescentaria, pois a viagem da existência é infinita. Como um flanêur, desenrolando-se em Lisboa e Berlim, os poemas de Silva falam de partidas e chegadas, de encontros e desencontros, em um mundo de eterno movimento, impetuoso, que chega aos olhos, passeia por dentro, flui ao redor do corpo e atravessa pelas mãos em escritos invisíveis à percepção alheia.

Other books that might interest you

  • Eu Que Nada Mais Amo - cover

    Eu Que Nada Mais Amo

    Sérgio Vieira

    • 0
    • 0
    • 0
    Poemas melancólicos sobre aspectos e problemas proporcionados pelas metrópoles e que acabam gerando indignações. Sobre as condições das relações humanas e paixões tratadas de uma forma abrangente com a mesma melancolia, em curvas.Este livro é um pedido de desculpas ao Universo. O reconhecimento de que mesmo insatisfeitos com as mudanças elas são necessárias para nos trazer discernimento. A vida é uma fina camada que em qualquer momento pode se quebrar. Dependendo do peso que dermos a ela, poderá provocar situações embaraçosas e dificultar nossa caminhada, provocando arranhaduras.
    Show book
  • Cantáteis - Cantos elegíacos de amozade - cover

    Cantáteis - Cantos elegíacos de...

    Chico Cesar

    • 0
    • 0
    • 0
    Neste audiolivro, o compositor CHICO CÉSAR se desnuda das melodias para mostrar-se só poesia. O autor declama na íntegra o conteúdo de seu livro Cantáteis – Cantos Elegíacos de Amozade (lançado em papel pela editora Garamond), no qual exalta e execra, alimenta e afoga, vive e mata o sentimento ambíguo que oscila e confunde amor e amizade, nutrido pela musa, a também poeta Tata Fernandes. Tal sentimento se mistura com os ruídos e as descobertas da cidade de São Paulo.CHICO CÉSAR não despreza as rimas; ao contrário, cava as mais escondidas e inesperadas. Também não despreza o ritmo. Organiza seus versos como em um cordel cheio de suingue e fragmentos de modernidade. O poeta fala em Barthes, Lispector, Govinda, Frida Khalo e Paraíba. Essas e outras referências colocadas em forma de caleidoscópio dão a sensação de um universo que não para de se ampliar. Cantáteis é uma obra de fôlego, composta por 141 estrofes, cada uma com 11 versos de 7 sílabas. Para pontuar os versos que declama, CHICO CÉSAR cria uma teia eletrônica, baseada em um instrumento híbrido que mistura a rudimentar cítara nordestina com o berimbau.
    Show book
  • Telefones úteis em casos de emergência - cover

    Telefones úteis em casos de...

    Jéssica Lusia

    • 0
    • 0
    • 0
    "Tenho um livro amarelo cheio de nomes. Nomes e números. E endereços também. Abra em qualquer página. Ligue para qualquer um. Diga qualquer coisa que faça essa pessoa pensar um pouco. Não importa quem ela seja. Pra eles importa quem eu sou. (...) Não é errado. Não existe crime nem castigo, só um incômodo, como um zumbido no ouvido, sou uma mosca ou uma abelha sem rumo, um pássaro semeando ervas daninhas."
    Show book
  • Branca de Neve - Os contos clássicos - cover

    Branca de Neve - Os contos...

    Alexandre Callari

    • 0
    • 2
    • 0
    Originalmente um conto adulto do folclore oral europeu, Branca de Neve remonta séculos de tradição, mesmo antes de os irmãos Grimm a registrarem pela primeira vez. Versões magníficas da história, que impressionam pela inventividade, lirismo e crueza, nos trazem o modo de pensar de diferentes povos e épocas, correndo a Europa desde o século XVI. Fugindo ocasionalmente das formas livres às quais pertenciam, apareceram na literatura em diversas ocasiões. Seis dessas versões, inéditas em português, são neste livro traduzidas e comentadas pelo professor Alexandre Callari, também autor de “Mundo dos espelhos: lobos, sangue e neve”, conto escrito especialmente para esta publicação.
    Branca de Neve: os contos clássicos traz ainda um rico caderno ilustrado, contando em detalhes a trajetória da personagem na cultura contemporânea, com destaque para adaptações cinematográficas, animações e pastiches.
    Show book
  • Divagaísmo - cover

    Divagaísmo

    Claudio Furtado

    • 0
    • 0
    • 0
    Divagaísmo' é essa arte de sair só e lentamente da realidade. Se antes os poetas flanavam para encontrar inspirações nos ares das ruas, hoje eles divagam através do éter, através desse grande espaço mágico, único e interminável que é a existência. Os poemas de Cláudio Furtado vão revelando surpresa, dúvida, deslumbramento, espanto, encontrando um mundo que não precisa ser real e concreto, mas que pode ser ideal e criado com as palavras.
    Show book
  • Chão de Ouro; Poesias crônicas e pensamentos - cover

    Chão de Ouro; Poesias crônicas e...

    Rafael Conte

    • 0
    • 0
    • 0
    Esta obra é repleta de poemas, pensamentos e crônicas inspiradoras. Aborda temas como: amor, amizade, religiosidade, dedicatórias, fatos do cotidiano, e tantas outras facetas da vida.
    
    Prepare-se para sonhar, afinal, a poesia é essencial à existência humana.
    
    Homenagem póstuma ao autor Rafael Conte.
    Show book