Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Livro escrito por ninguém - cover

Livro escrito por ninguém

Fabio dos Santos

Publisher: Bibliomundi

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Livro de poemas que conquistou o Prêmio Com. Tércio Wanderley I, em 2003, da Academia Alagoana de Letras. S somente agora saiu do ineditismo. Um livro coerente, cujos poemas vão desde o lírico ao biográfico. Em suas entrelinhas sugere-se uma narrativa de um sujeito que cresce em meio a adversidades. E aí vai apresentando sua história, seu estoque de conhecimento, sua trajetória nada fácil, e, portanto, poética. Um livro escrito por ninguém. Poemas que valem a pena serem lidos. Um livro que sofreu influência de Manoel de Barros, Jorge de Lima, dentre outros.

Other books that might interest you

  • Paisagem antiga - cover

    Paisagem antiga

    Alcinéa Cavalcante

    • 0
    • 0
    • 0
    Lançado na Bienal Internacional, o livro "Paisagem Antiga" da escritora, poeta e jornalista amapaense Alcinéa Cavalcante, reúne poemas e crônicas, recheados de cores, sabores,ternura, estrelas, lirismo. Os  poemas são de uma leveza admirável, com palavras exatas e frases sintéticas que atingem a essência da poesia lírica. Das crônicas - também chamadas de "cronipoemas"- surgem imagens plenas de ternura em textos bem construídos, onde há a junção dos estilos jornalístico e poético.
    Show book
  • Turbilhão de emoções - Sentimentos e poesias - cover

    Turbilhão de emoções -...

    Cláudio Santana

    • 0
    • 0
    • 0
    Turbilhão de Emoções é um turbilhão de ideias, que foram feitas para de alguma forma tocar seu coração.
    Depositei aqui mais do que minhas palavras, coloquei meus sentimentos. Você vai ler e sentir cada um deles. Sentirá paixão, sofrimento, amizade, angústia, amor, ciúmes, saudades, desespero, agonia, alegria, entre tantos outros. Você vai passear pelo céu, pela terra e pelo inferno, em uma viagem emocionante.
    Às vezes vai se identificar e se emocionar e em outras não. Mas não é assim a nossa vida? Em alguns momentos talvez os poemas sejam mais viscerais, pois procuram fazer você pensar na vida e na morte, e no tempo que permanecemos entre estes dois pontos. Porém o principal intuito é tocar você, e se isto tiver acontecido o meu objetivo terá sido alcançado.
    Se você está lendo esta introdução, lembre-se que Deus, o Universo ou se você não acredita em nada disto, simplesmente o acaso, o levou até aqui. Então continue leia o livro. Tenho certeza que algum poema vai tocar você.
    Muita gratidão por estar lendo estas palavras, veem do meu coração para tocar e emocionar sua alma.
    
    O que é a vida?
    Além de um momento
    Além de um instante
    Parada, presa no presente
    Tendo sempre que seguir adiante
    A vida é um sopro, um suspiro
    Um sorriso
    Um espanto
    Um segundo
    Um piscar de olhos
    Um lamento
    Muito passado
    E um futuro distante
    A vida é aqui, é agora
    Pois da partida
    Jamais saberemos a hora
    Show book
  • Enquanto espero - cover

    Enquanto espero

    Marcelo Aceti

    • 0
    • 0
    • 0
    Tempos difíceis têm o poder de despertar dentro de cada um, tanto a angústia quanto a esperança, a tristeza e o sonho, a dor e o alento. Deste turbilhão de sentimentos nasce a poesia, alçapão pelo qual escapulimos da prisão do isolamento e nos permitimos visitar aquele maravilhoso mundo que cisma em florescer dentro de nós. 
    Cada página é um registro, uma bússola e um mapa, que nos guia pelos tortuosos descaminhos do sentimento, da mente, do coração, da alma, da vida, enfim, diante da dor, da dificuldade, do isolamento, do medo, da solidão… É, ao mesmo tempo, um espelho que nos permite ver a alma, um companheiro silencioso que grita nossos próprios lamentos, Neste livro, tenho um amigo e uma morada, para habitar e dar as mãos enquanto espero…
    Show book
  • Instantes - Sentimentos traduzidos em versos - cover

    Instantes - Sentimentos...

    Crisiane Carvalho

    • 0
    • 0
    • 0
    Instantes é uma obra para ler, sonhar, refletir e se emocionar. São sentimentos traduzidos em versos que falam de vivências permeadas pelo amor, a amizade e a tão sonhada felicidade. Versos que tocam fundo o nosso coração e que despertam emoções. Um livro que fala também da natureza, de lugares e momentos que fazem a vida se tornar mais bela.  Suas páginas trazem poemas escritos por uma mulher que é esposa, mãe, professora e dona de casa, apaixonada pela vida e com grande fascínio pela arte de escrever.
    Show book
  • Metáforas - cover

    Metáforas

    Aldirene Máximo

    • 0
    • 0
    • 0
    Metáforas, segundo livro da autora, é um convite ao leitor para mergulhar em suas próprias emoções. Metáforas, como a autora mesma diz, já é uma metáfora. Mais envolvente, profundo e enigmático do que seu livro de estreia: “Eu acredito no Amor!”, que também é sucesso!
    Show book
  • Entre a Lua o Caos e o Silêncio: a Flor - Antologia de Poesia Angolana - cover

    Entre a Lua o Caos e o Silêncio:...

    Irene Guerra Marques, Carlos...

    • 0
    • 0
    • 0
    Entre a Lua, o Caos e o Silêncio: a Flor é a antologia mais completa e abrangente já publicada de Poesia Angolana, incluindo os períodos e os autores mais marcantes da sua história. Esta é uma edição histórica, oferecendo um retrato sistemático, plural e riquíssimo do admirável património literário angolano aos leitores de língua portuguesa em todo o mundo. Com excepcional organização de Irene Guerra Marques e Carlos Ferreira, a Antologia de Poesia Angolana divide-se em três partes. A primeira, dedicada à literatura oral, oferece a transcrição literal dos poemas nas línguas nacionais, seguida de tradução acompanhada por notas explicativas que contextualizam cada poema. A segunda secção, referente aos precursores, abarca nomes sonantes da poesia angolana, de Luís Félix Cruz a Jorge Rosa, levando o leitor numa viagem do século XVII, assinalado pelos primeiros textos poéticos manuscritos, até ao século XIX. «Modernidade e Contemporaneidade» é a última parte da antologia e nela irrompem os poetas dos séculos XX e XXI, contrastando, a cada virar de página, manifestações artísticas distintas – as «continuidades e descontinuidades» a que o subtítulo dessa secção alude.
    Show book