Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Redução populacional já - demografia - cover

We are sorry! The publisher (or author) gave us the instruction to take down this book from our catalog. But please don't worry, you still have more than 1 million other books you can enjoy!

Redução populacional já - demografia

Escriba de Cristo

Publisher: Bibliomundi

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

O crescimento populacional desmedido vai fazer aumentar a pressão no planeta terra e a Bíblia prevê que no fim dos tempos o último dos quatro cavaleiros do Apocalipse é a MORTE, ele trará a guerra, a fome, as doenças e a reação da natureza, e talvez as feras da terra serão os seres vivos microscópicos como vírus, bactérias, fungos e os minúsculos insetos.E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra. Apocalipse 6:8O planeta Terra não é infinito, os homens não podem procriar irresponsavelmente porque o planeta é de milhões de espécies que tem direito de habitarem nela, a humanidade foi colocada como governante entre todos os seres vivos, mas estamos demonstrando que não somos capazes de nos governarem e ainda estamos destruindo o tabuleiro de Deus.Infelizmente a religião não tem colaborado com a redução populacional. Os muçulmanos continuam procriando com ratos querendo colonizar o planeta Terra e logo a Europa vai esta islamizada se não tomar cuidado.A Igreja Católica continua na Idade Medieval, não reconhecendo nem os métodos anticoncepcionais como um direito da humanidade.Uma parte dos evangélicos ainda acreditam que devem seguir Gênesis 1.28 quando Deus deu a ordem para Adão colonizar a Terra e ficam uns malucos dizendo que ainda tem muito espaço para habitar... Muitos destes iletrados ficam no youtube dizendo que a humanidade só colonizou 3% da Terra... Sim, de fato falta colonizar os oceanos, as geleiras e o Saara, que tal vocês irem para lá???Se tirássemos a humanidade da Terra, em cem anos o ecossistema planetário se recuperaria plenamente, mas com uma superpopulação, logo toda a humanidade vai pegar para si o ditado chinês:“Comemos tudo que voa, menos avião, comemos tudo que tem quatro patas, menos a mesa.”

Other books that might interest you

  • A força da mídia social - Interface e linguagem jornalística no ambiente digital - cover

    A força da mídia social -...

    Pollyana Ferrari

    • 0
    • 0
    • 0
    Como entender a constelação de relacionamentos, sentimentos, informações e desejos que circulam em fluxos nas mídias sociais?
    
    As divagações (wandering) podem ser percebidas nas postagens do Facebook, nos grupos do WhatsApp, nos blogs, ou em tuites de 140 caracteres. Recorremos à filosofia, à cognição, à tecnologia da informação e à sociologia para tentar mapear essa narrativa orgânica e remixada. Em constante mutação, ela carrega a mudança social como uma textura. A sociedade mudou e a comunicação é um agente fundamental para construção de memória e sentido nesse novo contexto social. Por ora, teremos como comunicadores, de nos concentrar em propor melhorias para promover o uso da não-linearidade, cuja cognição ocorrerá conforme a bagagem cultural e sígnica de cada leitor.
    Show book
  • Lembrar é fácil - cover

    Lembrar é fácil

    Palmari H. De Lucena

    • 0
    • 0
    • 0
    Sabe o que mais me encanta ao ler um bom texto narrativo? É a capacidade
    quase ilimitada de os autores me tomarem pela mão e me conduzirem a um
    mundo que está aí à minha volta, mas que somente eles têm a capacidade
    exibi-lo em sua plenitude.
    Os bons narradores são generosos, uma vez que emprestam muito de si
    aos seus personagens, cujo objetivo é essencialmente serem verossímeis.
    Nenhuma trama será grandiosa se seus leitores não se identificarem com
    quem a vive.
    E Palmarí H. de Lucena é personagem, mesmo quando escreve como
    simples observador dos fatos.
    Professor Gilberto Martins
    Projeto Cultura é Arte
    Show book
  • Depois da Morte - Explicação da doutrina dos espíritos Solução científica e racional dos problemas da vida e da morte Natureza e destino do ser humano As vidas sucessivas - cover

    Depois da Morte - Explicação da...

    Léon Denis

    • 0
    • 0
    • 0
    Um daqueles que você ama vai morrer. Debruçado sobre ele, o coração apertado, vê estender-se, lentamente, sobre seus traços a sombra do Além. O fogo interior lança apenas pálidas e trêmulas luzes; e eis que se enfraquece ainda mais, depois se apaga. E agora, tudo o que, nesse ser, atestava a vida, esse olho que brilhava, essa boca que emitia sons, esses membros que se agitavam, tudo está velado, silencioso, inerte. Sobre esse leito fúnebre, há somente um cadáver! Que homem não se perguntou sobre a explicação desse mistério e, durante o velório, nesse colóquio solene com a morte, pôde não pensar no que o aguarda a si próprio? Este problema nos interessa a todos, pois todos nos submeteremos à lei. Importa-nos saber se, a essa hora, tudo está terminado, se a morte é apenas um melancólico repouso no aniquilamento ou, ao contrário, a entrada numa outra esfera de sensações.”Léon Denis
    Show book
  • Conducción de las operaciones y disciplina operativa - cover

    Conducción de las operaciones y...

    Center For Chemical Process Safet

    • 0
    • 0
    • 0
    La Conducción de las Operaciones (COO) fue propuesta por primera vez por el CCPS en 2007 como un elemento de seguridad de procesos en Guidelines for Risk Based Process Safety (Pautas para la Seguridad de Procesos Basada en Riesgos), la cual actualizaba la guía original del CCPS para reflejar la experiencia en la implementación de 15 años en la gestión de seguridad de procesos (PSM), las mejores prácticas de las empresas más relevantes y los requisitos de reglamentaciones globales. La COO se agregó porque otros elementos de la seguridad de procesos son sólo efectivos si existe un sistema que asegure la confiabilidad, la consistencia y la ejecución correcta de las políticas, procedimientos y prácticas que completan el sistema de gerenciamiento de riegos de la instalación. La COO no se concentra en elementos de las operaciones básicas y el mantenimiento como los procedimientos, la capacitación, las prácticas seguras de trabajo, la integridad de los activos, la gestión del cambio o la revisión de seguridade previa a la puesta en marcha. Es, por el contrario, un sistema de gestión que ayuda a asegurar la efectividad de estos y otros sistemas PSM. Para este libro, el sistema se dividió en COO y disciplina operativa (OD). La COO abarca los aspectos del sistema de gestión en curso, mientras que la OD es la ejecución deliberada y estructurada del sistema de la COO mediante individuos, en cada nivel de la organización, comenzando por la primera posición. Este libro provee una guía específica sobre cómo se puede establecer e implementar un sistema efectivo de COO/OD. De todas formas, la COO/OD no es una solución rápida - el éxito requiere un compromiso duradero del equipo de liderazgo de la organización. Si recién están comenzando con la COO/OD, encontrarán que todos los capítulos son de utilidad. Si la dirección de su organización ya sustenta la COO/OD y simplemente están buscando implementar acciones específicas, concéntrense en los capítulos 5, 6 y 7.
    Show book
  • Destorcer o Brasil - De sua cultura debarroquistas - cover

    Destorcer o Brasil - De sua...

    Jorge Maranhão

    • 0
    • 0
    • 0
    A torção do olhar barroco expressa nas artes plásticas desde os idos do século XVI europeu, como as retorções em nossas artes barrocas e nas figuras retóricas de nossas letras são comoventes. Como deve ser também a compaixão pelas contorções da dor psíquica e física pelo infortúnio da vicissitude humana, particularmente em nossas terras. Todavia, as distorções entre o ver e o crer, o pensar e o agir, entre o código moral e a conduta social, entre a lei e observância da lei na vida em sociedade, sobretudo no cumprimento dos deveres cívicos e políticos entre governantes e governados, me parece uma transposição cultural desastrosa do barroco para os campos da política, da justiça, da moral e dos costumes, e que chamo de nosso resiliente barroquismo. E, se bem entendida, se abre como uma oportunidade única e objetiva de mudança para um país minimamente civilizado e razoável. A oportunidade de destorcer o Brasil como nos desfazer de suas torções, retorções, contorções e distorções. Este bom entendimento de um novo imaginário social para o país, por parte de verdadeiras elites, da alta cultura, e, sobretudo dos produtores de conteúdo da mídia, pode ser uma oportunidade de ouro para a superação de nossa barroquista encruzilhada civilizatória. Prefácio de Mario Guerreiro.
    Show book
  • Judicialização do direito à saúde como acesso ao tratamento de doenças raras - cover

    Judicialização do direito à...

    Veralucia Maria De Albuquerque...

    • 0
    • 0
    • 0
    O objetivo desta obra é analisar os desafios enfrentados pelos pacientes de doenças raras que se utilizam da judicialização como acesso para fazer garantir o tratamento e medicamento órfão depois da decisão das mais altas Cortes sobre a possibilidade de seu fornecimento mesmo sem registro da Anvisa.
    Show book