Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
São Paulo: do desmatamento às novas fronteiras 1980-2015 - cover

São Paulo: do desmatamento às novas fronteiras 1980-2015

Eduardo Pires Castanho Filho, Mário Pires De Almeida Olivette

Publisher: Autografia

  • 1
  • 0
  • 0

Summary

Uma equipe de pesquisadores científicos e de técnicos, que em algum momento de suas vidas profissionais trabalharam para o Estado, se reuniram para produzir e registrar uma verdadeira viagem no tempo como pano de fundo a ocupação do espaço rural do Estado de São Paulo pela agricultura, nos últimos quarenta anos, e as florestas como eixo norteador. O desenvolvimento tecnológico quebrou paradigmas do âmbito puramente territorial para interações antes insuspeitadas como a liberação de áreas para biodiversidade e outros serviços ambientais, ainda pouco compreendidos na questão da sustentabilidade.

Other books that might interest you

  • À esquerda de seu tempo - Escritores e o Partido Comunista do Brasil (Porto Alegre – 1927-1957) - cover

    À esquerda de seu tempo -...

    Marisângela T. A. Martins

    • 0
    • 0
    • 0
    Livro de Autoria de Marisângela Martins. Este livro apresenta os resultados da pesquisa realizada ao longo do curso de Doutorado em História, um estudo focado em um grupo de militantes do Partido Comunista do Brasil (PCB) em Porto Alegre ao longo da “época do Partidão”. Direcionamos o olhar para aqueles que, dentre os que compunham o universo dos considerados intelectuais comunistas, tinham suas vidas mais bem documentadas e formavam um grupo mais precisamente definível: os escritores que atuavam na capital gaúcha.
    Show book
  • A utilização da Fundação de Apoio ao Corpo de Bombeiros (FUNDABOM) como ferramenta de apoio à política de comando do corpo de bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo - cover

    A utilização da Fundação de...

    Marco Antonio Basso

    • 0
    • 0
    • 0
    A cada dia que passa cresce a dificuldade de resolução dos atuais problemas sociais. O avanço da tecnologia tem acarretado uma maior complexidade das relações sociais, sendo que, em razão disso, o sistema normativo se inova na tentativa de regular os efeitos dessas novas e complexas problemáticas sociais.
    
    Essas questões, que tanto afligem a sociedade, não podem mais ser estudadas e resolvidas somente com os instrumentos seculares. O nominado primeiro setor da sociedade (Estado) não consegue mais propiciar a execução de todas as atividades que são necessárias ao alcance do bem-estar social. A complexidade da sociedade e das instituições torna obrigatória a participação das entidades do chamado terceiro setor, as quais exercerão atividades sociais em apoio ao Estado.
    
    Nesse diapasão a participação das fundações, associações, organizações sociais e outras, na execução das políticas sociais, necessárias ao desenvolvimento de um país, tornou-se indiscutível, sendo essas entidades do terceiro setor vitais para atuar complementarmente ao Estado, uma vez que este se mostra cada vez menos capaz de prover a universalidade da satisfação do mínimo fundamental à caracterização da dignidade humana, como educação, saúde, lazer e segurança.
    
    Dentro do contexto de estudo dessa ciência policial, vislumbramos o impacto da atuação das entidades do terceiro setor na área de competência dos corpos de bombeiros militares e o auxílio que podem prestar para o fortalecimento dessa importante Instituição Policial Militar.
    
    Por isso a decisão adotada pelo Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo em 2013, com a criação da Fundação de Apoio ao Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo – FUNDABOM, demonstrou-se correta e adequada ao fortalecimento dos serviços de bombeiros, especialmente para a realização de serviços públicos não privativos e secundários, além da captação de recursos financeiros privados que subsidiem a execução dessas atividades.
    
    É nesse panorama de apoio no aperfeiçoamento dos processos e realização de atividades que a FUNDABOM se estabelece como instrumento que pode ser utilizado pelo comando do Corpo de Bombeiros estadual para a efetiva redução da máquina administrativa hoje existente, de modo que, adotando-se novas ferramentas de gestão, seja possível solucionar o problema crônico da falta de efetivo para o atendimento das emergências.
    Show book
  • Doenças raras e políticas públicas: entender acolher e atender - cover

    Doenças raras e políticas...

    Rosangela Wolff Moro

    • 0
    • 0
    • 0
    Esta obra oferece um panorama abrangente dos grandes avanços realizados nos âmbitos legislativo, executivo e jurídico para assistência de pessoas com enfermidades pouco prevalentes. É um trabalho que lança luz sobre a realidade que pacientes e familiares de pessoas com doenças raras vivenciam diariamente. Mostra também o papel fundamental das associações de pacientes que, ao se unirem, conseguiram muitos benefícios que hoje ajudam quem vive com esses transtornos.  O livro discute como a lei atual permitiu uma melhoria no cuidado desses pacientes, mas aponta também pontos que precisam ser melhorados pelos magistrados e legisladores. Uma das advogadas mais envolvidas com o tema na última década, Rosangela Wolff Moro dá voz às pessoas doentes e seus familiares, alternando fatos históricos e leis com relatos emocionais de pacientes.  A obra se propõe a atualizar quem se interessa pelo tema de doenças raras e quer participar desse debate.
    Show book
  • Uma nova polícia em ascensão no Brasil - Experiências das guardas civis municipais do Grande ACBDMR - cover

    Uma nova polícia em ascensão no...

    Oséias Francisco Da Silva

    • 0
    • 0
    • 0
    As guardas civis municipais são órgãos constituintes da segurança pública desde sua previsão no parágrafo 8º do artigo 144 da Constituição Federal, ganhando força com a Lei Federal 13.022/2014, que regulamentou de maneira a expandir e clarificar suas competências gerais e específicas, e a Lei Federal 13.675/2018, que criou o Sistema Único de Segurança Pública, reservou um espaço destacado para as guardas municipais e estabeleceu o entendimento legal que segurança pública é dever da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Soma-se a isso o clamor social que colocou a segurança como uma das principais prioridades nas agendas públicas e institucionais. Os municípios são a realidade concreta e efetiva de onde as pessoas vivem, convivem e demandam aos prefeitos e vereadores, e deles esperam que suas reivindicações sejam atendidas. Nesse contexto, as guardas municipais ganham cada vez mais relevância e uma nova polícia se estabelece no cenário da segurança pública.
    A pesquisa demonstrada neste livro aborda, de forma pioneira, o impacto da Lei Federal 13.022/2014, Estatuto Geral das Guardas Municipais, uma norma que regulamentou as competências gerais e específicas desses importantes órgãos da segurança pública. Atento estudioso da matéria, o autor desta obra, com sua larga experiência profissional e militância, vai a campo pesquisar diretamente com os operadores e gestores da segurança pública municipal o impacto da nova legislação do ponto de vista institucional e profissional. O resultado da pesquisa é apresentado no livro juntamente com uma ampla discussão sobre o lugar das guardas municipais no sistema de segurança pública. A pesquisa vai revelar as possibilidades do surgimento ou fortalecimento de uma nova polícia ou a manutenção de um modelo que assimilou características de outra instituição e as reproduz. No momento em que se discute a segurança pública no País, principalmente em virtude dos altíssimos índices de homicídios e baixíssima resolução dos inquéritos criminais, somados às críticas na gestão dos recursos humanos, materiais e financeiros das instituições, este livro ganha maior relevância. A obra traz uma importante contribuição ao debate quando não apenas se dedica a problematizar e desvelar características fundamentais das guardas municipais, mas, sobretudo, pelas propostas apresentadas para aperfeiçoamento, fortalecimento e desenvolvimento dessas corporações que se tornaram imprescindíveis para as cidades e para os cidadãos brasileiros. Boa leitura!
    Show book
  • Karl Korsch e o Marxismo - cover

    Karl Korsch e o Marxismo

    Paul Mattick

    • 0
    • 0
    • 0
    O presente livro reúne ensaios de Paul Mattick sobre Karl Korsch. Korsch foi um dos mais importantes pensadores marxistas do século 20. Autor de obras fundamentais como Marxismo e Filosofia e Karl Marx, foi um dos principais representantes teóricos do comunismo de conselhos. Paul Mattick apresenta alguns textos sobre a obra de Korsch, resgatando seu pensamento e trazendo elementos de sua biografia que contribuem para entender sua formação e desenvolvimento intelectual, bem como sua contribuição ao marxismo. E, nesse contexto, ele traz as discussões de Korsch não só sobre marxismo, mas sobre a Revolução Russa, a filosofia, a revolução social, entre outros temas que foram abordados pelo marxista alemão. Paul Mattick, um representante mais jovem do comunismo de conselhos, é um pensador ideal para retomar o pensamento de Korsch e sua contribuição ao marxismo.
    Show book
  • 2016 O ano do Golpe - cover

    2016 O ano do Golpe

    Thiago Rodrigues, Adriano de Freixo

    • 0
    • 0
    • 0
    Em 2016, como reflexo de uma situação que já havia se desenhado há algum tempo, um controverso processo de impeachment atinge o mandato da presidenta Dilma Rousseff. Os ensaios que compõem este volume, articulados por pensadores dos mais variados campos da reflexão, discutem a questão central que rodeia o cenário político brasileiro atual: não é só com tanques ou armas em punho que um golpe se cria.
    Show book