Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Excelências Bandidas - O Império da Corrupção no Brasil - cover

Excelências Bandidas - O Império da Corrupção no Brasil

Cloves Alves De Souza

Publisher: Autografia

  • 0
  • 7
  • 0

Summary

Para modernizar a Administração Pública é preciso combater com eficácia a corrupção (fruto direto de um Estado paralisado e jurássico), reduzir os cargos comissionados, reformar a legislação (será que não chegou a hora de se repensar a Constituição de 1988, rever o pacto federativo na distribuição e arrecadação de recursos, propor uma nova Assembleia Constituinte?), regular e fiscalizar as instituições do governo.
Destacamos os motivos para o problema da ineficiência dos serviços públicos e o sofrível desempenho da gestão pública. Depois dessas reformas, a população pode ter garantia de serviços públicos eficientes como saúde, educação e segurança, e ter a tranquilidade de exercer com plenitude a cidadania.

Other books that might interest you

  • Concepção Marxista da Sociedade - cover

    Concepção Marxista da Sociedade

    Ferrnado Ocáriz Braña, Antonio...

    • 0
    • 1
    • 0
    A concepção marxista da sociedade é um tema muito amplo, especialmente porque, segundo o marxismo, toda a realidade é essencialmente social. Por isso, uma primeira delimitação do assunto será a de centrá-lo naqueles aspectos que todos – e não só os marxistas – consideram como essencialmente sociais. Porém, para captar o alcance do pensamento marxista acerca deles, é necessário não perder de vista que, segundo Marx, tudo é sociedade e a sociedade é tudo.
    Show book
  • Mãos limpas coração quente - Um brasileiro no Kremlin - cover

    Mãos limpas coração quente - Um...

    Esther Rodrigues

    • 0
    • 0
    • 0
    '''Se você sempre fantasiou sobre o que acontecia por trás da Cortina de Ferro — espionagem, conspirações, agentes duplos e triplos, mulheres fatais, muito frio e muita vodca — e, naturalmente, nunca pôde ir lá, este livro é o seu passaporte. Com ele, você dará um passeio pelo Kremlin de 1964 a 1990, com direito a um guia autorizado: o diplomata brasileiro Obertal Mantovanelli, íntimo de seus salões e corredores e personagens claros e obscuros. E pode crer: nossas fantasias eram pinto diante do que acontecia por lá.'' RUY CASTROLembranças de um brasileiro que viveu na União Soviética, nos anos em que nascia em nosso país. Uma visão privilegiada da guerra, nem sempre fria, entre dois mundos — os soviéticos comunistas e os americanos capitalistas — que demonizavam-se mutuamente e queriam impor ao mundo seu modelo.'
    Show book
  • Legado de uma pandemia: 26 vozes conversam sobre os aprendizados para política pública - cover

    Legado de uma pandemia: 26 vozes...

    Laura Muller Machado

    • 0
    • 2
    • 0
    Ao longo do ano de 2020, a resiliência brasileira foi sistematicamente colocada à prova. Resiliência é a capacidade de lidar construtivamente com adversidades. Requer compreender a natureza da adversidade, adaptar-se para mitigar seus efeitos e aprender com as ações tomadas e com os resultados alcançados. A sociedade brasileira buscou entender o que estava acontecendo e se adaptar. Sai mais sábia de tudo isso. Livros foram e serão escritos sobre o que aconteceu; sobre como o Brasil buscou se adaptar; sobre seus erros e acertos. Uma análise do que aconteceu, em si, no entanto, não é o objetivo deste volume. Nosso foco é o que aprendemos com o que aconteceu; se saímos mais sábios e o que vamos fazer diferente no futuro. Para explicar o que aprendemos e como esses aprendizados mudaram ou estão mudando o Brasil, convidamos 26 ilustres colaboradores. Suas reflexões estão organizadas nos dezessete capítulos que formam este livro.
    Show book
  • Contra 'O Estado e a Revolução' de Lênin - cover

    Contra 'O Estado e a Revolução'...

    Chris Wright

    • 0
    • 0
    • 0
    Lênin é considerado o autor mais importante no interior do marxismo depois de Marx. Ele é considerado, inclusive, o seu intérprete canônico. Chris Wright é um dos poucos que realizam a crítica da confusão entre marxismo e leninismo. Wright realiza uma análise crítica da obra O Estado e a Revolução, de Lênin, discutindo seus limites e diferenças em relação ao pensamento de Marx, bem como abordando questões como teoria do Estado, questão da consciência e do partido, ditadura do proletariado e concepção marxista de revolução. Assim, para todos aqueles que conhecem a obra de Lênin, esse livro é fundamental por apresentar uma análise crítica do leninismo e de suas mistificações.
    Show book
  • Mapas de percepção de riscos: metodologia multimétodo para análise de territorialidades afetadas pelo domínio armado - cover

    Mapas de percepção de riscos:...

    Ana Paula Mendes De Miranda,...

    • 0
    • 0
    • 0
    O livro apresenta detalhadamente as situações sociais relacionadas à insegurança e à violência que afetam o trabalho regular de medição da eletricidade provocadas por fraudes conhecidas popularmente, no Rio de Janeiro, como os “gatos” de energia elétrica. Com notável precisão conceitual, os autores desenvolveram uma pesquisa inovadora, que resultou numa metodologia de pesquisa – a construção de um mapeamento analítico dos conflitos e sua distribuição nos territórios (São Gonçalo e Caxias). A metodologia para a análise das territorialidades afetadas pelo domínio armado envolve a articulação de métodos e técnicas de pesquisa qualitativa e quantitativa de forma exemplar. Destaca-se a importância do conceito de "territorialidades", que supõe necessariamente que as instituições compreendam que atuam num espaço social habitado por cidadãos cujas práticas sociais locais nem sempre são evidentes para os que são de fora do lugar. A isso se soma a percepção e análise de modos de governar, não legítimos, por meio do "domínio armado", conceito que busca compreender como nesses espaços as populações que nele vivem estão expostas a um modo específico de dominação, marcado por redes criminosas que atuam em atividades econômicas ilegais e irregulares, controlando o território com armas, resultando na restrição de garantia dos direitos fundamentais (civis, sociais e políticos). Pensar o furto de energia num contexto de ocorrência de outros crimes, tais como o tráfico de drogas, o transporte coletivo irregular, o "gatonet", permitiu identificar também os riscos a que estão expostos os trabalhadores terceirizados de uma empresa concessionária de energia, por meio da utilização da vitimização laboral. Um dos muitos resultados possíveis da pesquisa reside precisamente em dar relevância a um conjunto de perdas sócio-econômicas, e não somente a alta percentagemde prejuízos financeiros da empresa com o furto de energia, comparáveis a problemas que ocorrem em outras partes do mundo, como no Sul da Itália. Tal análise reforça a importância de se pensar as formas de administrar bens e serviços considerando a dimensão dos direitos e, especificamente, o direito ao acesso à electricidade, entendido como um direito fundamental. Apesar das políticas públicas da última década terem melhorado o acesso no Brasil, a situação continua a apresentar uma distribuição desigual em termos de acesso. O fato de a pesquisa ter sido originada de uma demanda de uma empresa privada coloca questões interessantes para pensar sobre a produção do conhecimento e sua ligação com a política pública. O livro é o resultado de um tipo de pesquisa conhecida como P&D, conhecido como uma "tecnologia social" voltada a formas de fazer pesquisa, pensar e gerenciar a produção de conhecimento que se opõe aos modelos de consultoria padronizados que prometem análises simplificadas. Por essas razões, afirmo aos leitores que estamos diante de um livro único.
    Show book
  • Direitos Fundamentais Sociais Dignidade da Pessoa Humana e Mínimo Existencial: - O Papel do Poder Judiciário - cover

    Direitos Fundamentais Sociais...

    Karine Da Silva Cordeiro

    • 0
    • 0
    • 0
    O escopo da obra é trabalhar uma teoria que atribua efetividade concreta aos direitos fundamentais sociais, independentemente da atuação do legislador ou do administrador, mas sem colocar em risco os ideais democráticos. A partir do enfrentamento de uma concepção material de Estado Democrático de Direito, supõe-se que a dignidade da pessoa humana é o princípio central que confere organicidade e consistência ao próprio ordenamento constitucional, extraindo-se a plena eficácia  jurídica do mínimo existencial. Este, por sua vez, em quanto concretização da dignidade da pessoa humana em sua dimensão positiva, apresenta-se como critério material constitucionalmente adequado de justiciabilidade dos direitos sociais prestacionais.
    Show book