Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Vamos cantar de coração - Os 100 anos do futebol do Vasco da Gama - cover

Vamos cantar de coração - Os 100 anos do futebol do Vasco da Gama

Claudio Da Silva Nogueira

Publisher: livrosdefutebol.com

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

O propósito desta obra é a de trazer ao leitor momentos históricos do percurso de cem anos do Clube de Regatas Vasco da Gama: as maiores conquistas, a trajetória década após década, jogos históricos, artilheiros, jogadores inesquecíveis, títulos, presidentes, treinadores, curiosidades e textos que homenageiam o Clube. A obra é dedicada não apenas aos torcedores vascaínos de todo o País e também do exterior. Mas igualmente a todos os que amam o futebol e querem ajudar a preservar a memória dos grandes clubes e grandes craques já vestiram esta camisa.

Other books that might interest you

  • DataFogo: Números Gloriosos do Botafogo de Futebol Regatas e outros Esportes - cover

    DataFogo: Números Gloriosos do...

    Claudio Marinho Falcão

    • 0
    • 0
    • 0
    Adulto, começou a escrever artigos sobre voleibol, esporte que acompanhou muito de perto na fase áurea da Estrela Solitária, para o informativo da Torcida Unifogo, que contava com alguns membros no quadro social botafoguense.
    Entre 2008 e 2010, colaborou assiduamente com o blog “Mundo Botafogo” de Rui Moura, e, há aproximadamente sete anos, criou o blog “DataFogo”, no qual, com a participação de colegas pesquisadores, procurava colocar na grande rede diversos artigos, baseados nas pesquisas que desenvolvemos.
    Como consequência, surgiu agora a oportunidade de editar esta obra, na qual o Autor incluiu artigos que foram redigidos com base em suas pesquisas, refletindo a atuação do Botafogo nos diversos esportes em que competiu, e que, em muitos deles, ainda compete.
    
    Informações pesquisadas especialmente para os Botafoguenses que, como Claudio Falcão, trilham a estrada de louros iluminada pela Estrela Solitária.
    Show book
  • As 100 melhores crônicas comentadas de João Saldanha - cover

    As 100 melhores crônicas...

    João Saldanha

    • 1
    • 2
    • 0
    Edição comemorativa do centenário de nascimento de João Alves Jobim Saldanha — 1917–1990, jornalista, radialista, comentarista e técnico de futebol), contendo uma seleção de cem das suas melhores crônicas, publicadas nos jornais Última Hora, O Globo, Jornal do Brasil e na revista Placar, entre 1960 e 1990.
    Show book
  • Futebol linguagem artes cultura e lazer - cover

    Futebol linguagem artes cultura...

    Silvio Ricardo da Silva, Elcio...

    • 0
    • 0
    • 0
    'Futebol, linguagem, artes, cultura e lazer' é resul­tante das conferências proferidas durante o I Simpósio Internacional Futebol, Lin­guagem, Artes, Cultura e Lazer (BH/MG, 2013). Ambos foram organizados pelos professores Elcio Cornelsen, Günther Au­gustin e Silvio Ricardo da Silva, integran­tes de dois dos principais núcleos brasi­leiros de pesquisa sobre futebol, GEFuT e FULIA (UFMG). Esta publicação explora assuntos varia­dos, devido ao perfil e à atuação trans­disciplinares dos pesquisadores. Em sua maioria, eles convergem para o período do surgimento do futebol até os anos 1950. Ou seja, os ensaios exploram a aparição de uma nova cultura do corpo atrelada às imposições contemporâneas, espe­cialmente as advindas das expansões citadinas, da luz elétrica, das inovações estéticas modernistas, das organizações de trabalho ou das configurações identi­tárias e de poder, ou ainda da preservação da memória dos jogadores.Uma obra indispensável no âmbito dos estudos futebolísticos.'
    Show book
  • Uma História das Copas do Mundo - volume 1 - cover

    Uma História das Copas do Mundo...

    Airton de Farias

    • 0
    • 0
    • 0
    Para conhecer o futebol. Para conhecer a História. Para conhecer o mundo. Em Uma História das Copas do Mundo – futebol e sociedades, Airton de Farias faz uma apaixonante análise da trajetória do esporte mais popular do planeta e suas conexões com diversas sociedades e processos históricos.“Nunca foi feito nada igual no Brasil”, escreve Juca Kfouri, em sua apresentação do livro Uma História das Copas do Mundo – futebol e sociedade, de autoria do historiador Airton de Farias, a ser lançado em abril pela editora Armazém da Cultura. O texto, em mais de mil páginas, editado em 2 volumes, aborda a contextualização política do mundo pré-Copa, de 1930, ano da primeira Copa, até hoje, quando chegamos à vigésima, insere e relaciona o esporte mais popular do planeta na vida e na política com grandes fatos e processos históricos do final do século XIX, XX e início do XXI. Em nome da bola fez-se guerras, como entre Honduras e El Salvador, em 1969. Em nome da bola, torcidas digladiar-se-iam. Em nome da bola, a paz aconteceu. Com a bola, o neonazismo se expande na Europa, aproveitando-se da crise que o mundo capitalista vive desde 2007. Em nome da bola, povos se confraternizaram, a ponto de inimigos irreconciliáveis, a exemplo de Irã e Estados Unidos, darem-se as mãos dentro de campo e ficarem lado a lado, como se fossem velhos companheiros em divertido jogo de várzea no final da tarde. Com a bola, um indiozinho argentino (Maradona) venceu um gigante inglês, vingando toda uma nação que perdera uma ilha numa guerra delirante estimulada por uma ditadura sanguinária. São relatos do autor Airton de Farias, fundamentados em pesquisa de dois anos e meio com inúmeras fontes e matérias que respaldam e conferem absoluta credibilidade ao livro.
    Show book
  • Uma História das Copas do Mundo - volume 2 - cover

    Uma História das Copas do Mundo...

    Airton de Farias

    • 0
    • 0
    • 0
    Para conhecer o futebol. Para conhecer a História. Para conhecer o mundo. Em Uma História das Copas do Mundo – futebol e sociedades, Airton de Farias faz uma apaixonante análise da trajetória do esporte mais popular do planeta e suas conexões com diversas sociedades e processos históricos.“Nunca foi feito nada igual no Brasil”, escreve Juca Kfouri, em sua apresentação do livro Uma História das Copas do Mundo – futebol e sociedade, de autoria do historiador Airton de Farias, a ser lançado em abril pela editora Armazém da Cultura. O texto, em mais de mil páginas, editado em 2 volumes, aborda a contextualização política do mundo pré-Copa, de 1930, ano da primeira Copa, até hoje, quando chegamos à vigésima, insere e relaciona o esporte mais popular do planeta na vida e na política com grandes fatos e processos históricos do final do século XIX, XX e início do XXI. Em nome da bola fez-se guerras, como entre Honduras e El Salvador, em 1969. Em nome da bola, torcidas digladiar-se-iam. Em nome da bola, a paz aconteceu. Com a bola, o neonazismo se expande na Europa, aproveitando-se da crise que o mundo capitalista vive desde 2007. Em nome da bola, povos se confraternizaram, a ponto de inimigos irreconciliáveis, a exemplo de Irã e Estados Unidos, darem-se as mãos dentro de campo e ficarem lado a lado, como se fossem velhos companheiros em divertido jogo de várzea no final da tarde. Com a bola, um indiozinho argentino (Maradona) venceu um gigante inglês, vingando toda uma nação que perdera uma ilha numa guerra delirante estimulada por uma ditadura sanguinária. São relatos do autor Airton de Farias, fundamentados em pesquisa de dois anos e meio com inúmeras fontes e matérias que respaldam e conferem absoluta credibilidade ao livro.
    Show book
  • Futebol de campo adaptado para idosos - cover

    Futebol de campo adaptado para...

    Newton Luiz Terra, Pedro Augusto...

    • 0
    • 0
    • 0
    O sedentarismo ocorre em todas as faixas etárias, mas, na velhice, ele pode ser mais acentuado pelo mito de que com o envelhecimento deve-se diminuir a intensidade e a quantidade de atividade física. Atualmente sabe-se que o pior inimigo dos idosos é a inatividade. A maioria da população idosa sedentária aponta como barreiras à prática regular de exercícios, entre outras, a falta de oportunidade, a ausência de locais adequados, a insegurança, os problemas financeiros, a falta de tempo, o receio de que o exercício possa “provocar” a sua morte, a falta de profissionais especializados na prescrição de exercícios, o receio de lesões e a falta de motivação. O percentual de idosos no Brasil que pratica uma atividade física regular é de somente 20%. O envelhecimento traz consigo uma série de doenças e situações; e tanto a prevenção como o tratamento de inúmeras dessas doenças que incidem na velhice podem ser beneficiados com a prática regular de atividades físicas.
    Show book