Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Ensaios sobre cultura e o Ministério da Cultura - cover

Ensaios sobre cultura e o Ministério da Cultura

Celso Furtado

Publisher: Contraponto Editora

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Em grande parte da nossa história, primeiro como colônia, depois já como nação, o pensamento brasileiro não fez muito mais do que copiar saberes da Europa, que irremediavelmente nos condenavam. Durante séculos convivemos com uma imagem negativa e pessimista de nós mesmos. Nossa inteligência era um ornamento, um beletrismo ávido por importar as últimas modas, incapaz de produzir conhecimento e impulsionar qualquer mudança real.

    Na década de 1930, depois de mais de cem anos de vida independente, finalmente amadureceram novas e fecundas interpretações do Brasil. Começa a se formar outra agenda brasileira, que se projeta pela maior parte do século XX em torno de dois desafios fundamentais: identidade e desenvolvimento. Celso Furtado (1920-2004) foi o pensador que melhor sintetizou essas duas questões.


    O líder intelectual do desenvolvimentismo, o visionário da industrialização, o criador da Sudene, o ministro do Planejamento, o economista de prestígio internacional todos conhecem. O humanista e homem de cultura, profundamente brasileiro e cidadão do mundo, se desvela plenamente neste quinto volume dos Arquivos, "Ensaios sobre cultura".


    "Desde cedo", diz Rosa Freire d?Aguiar Furtado na Apresentação, "Celso percebeu que o instrumento da economia era insuficiente para entender os problemas do Brasil e do mundo; e que o uso generalizado, e até abusivo, da matemática, e dos grandes modelos econométricos, deixara de lado outras variáveis importantes. [...] Estudar o desenvolvimento a partir de sua dimensão cultural, como ele o fez, era um enfoque inovador, e hoje é visto por pesquisadores no Brasil e no exterior como um de seus aportes teóricos mais originais. Ele costumava dizer que o homem se justifica pelos valores que tem. O desenvolvimento seria menos o resultado da acumulação material do que um processo de invenção de valores, comportamentos, estilos de vida, em suma, de criatividade."


    Neste volume vemos o Celso das "Sete teses sobre a cultura brasileira", o pensador das relações entre economia e cultura, o formulador de políticas culturais, o leitor atento dos nossos clássicos: Jorge Amado, Roberto Simonsen, Vianna Moog, Rui Barbosa, Machado de Assis, Tobias Barreto, Euclides da Cunha e, é claro, seu grande amigo Darcy Ribeiro. Um lado menos conhecido, mas essencial, de sua grande obra.


                        César Benjamin

Other books that might interest you

  • Liberdade e asfixia - cover

    Liberdade e asfixia

    Roberto Lobo

    • 0
    • 0
    • 0
    O autor descreve, dentro de um contexto histórico, como a liberdade vem sendo cerceada ao longo do tempo, abrindo discussão para um entendimento mais profundo do problema para que um dia não acordemos acorrentados, vítimas de nossas limitadas visões sobre um assunto que está sempre atual.
    Show book
  • Análise Sintática Aplicada - cover

    Análise Sintática Aplicada

    Paulo Flávio Ledur

    • 0
    • 0
    • 0
    Este livro é resultado de uma reflexão a dois sobre o estudo e o ensino da sintaxe que vem sendo ministrado entre nós. Conluímos que, em regra, a análise sintática é ensinada como se fosse um fim em si mesma, como se nada tivesse a ver com a concordância, a regência, a crase, a colocação do pronome oblíquio e, sobretudo, com a pontuação. Estuda-se análise sintática pela simples análise sintática, e não em função da sintaxe. Um estudo assim, que não vislumbra qualquer aplicação prática, é certo, torna-se enfadonho e não alcança seus verdadeiros e importantes objetivos.
    Show book
  • 600 citações de grandes escritores do século 18 - Recolha as melhores citações - cover

    600 citações de grandes...

    Multiple Authors

    • 0
    • 0
    • 0
    Familiarize-se com os escritores mais importantes do século XVIII através de uma cuidadosa selecção de 600 citações, introduzindo as suas principais ideias e delineando com clareza a estrutura do seu trabalho. Descubra novos aspectos ou aprofunde os pensamentos de Adam Smith, Montesquieu, Diderot, Georg Christoph Lichtenberg, Rousseau, Beaumarchais, para expandir a sua mente e conhecimento sobre a nossa cultura.
    Show book
  • Do não de um bom pai ao sucesso de um bom filho! Educação positiva e limites: conduzindo seu filho ao sucesso - cover

    Do não de um bom pai ao sucesso...

    Luza Karine

    • 0
    • 0
    • 0
    O que você espera do futuro do seu filho?  No livro, Do NÃO de um BOM pai, ao sucesso de um BOM filho, a psicóloga Karine Luza,  desvenda o universo desafiador da condução da infância  com técnicas exclusivas aos pais e educadores. Você descobrirá que a prática do AMOR  com LIMITES, conduzirá o seu filho ao SUCESSO.
    Show book
  • Coisa da sua cabeça? - Como a depressão afeta o seu cérebro - cover

    Coisa da sua cabeça? - Como a...

    Fernanda Neves

    • 0
    • 0
    • 0
    Depressão, fantasma ou realidade? Os vários transtornos depressivos surgidos de inúmeras alterações neuroquímicas não é apenas coisa da nossa cabeça e podem nos levar a nocaute. Eles merecem ser investigados de forma a possibilitar um imediato tratamento, dando ao paciente respostas a se obter resultados positivos no dia a dia.
    Show book
  • Além do Rosa e do Azul - Recortes Terapêuticos sobre Homosexualidade à luz da Doutrina Espírita - cover

    Além do Rosa e do Azul -...

    Gibson Bastos Silva

    • 0
    • 0
    • 0
    À medida que o homem se desenvolve, intelectualmente, vai desvendando e compreendendo as leis divinas que regem a vida dos seres humanos, e vai sendo obrigado a modificar os diversos conceitos que foram criados para dar sentido à sua vida e às normas estabelecidas para garantir sua sobrevivência, por reconhecer que tais regras ou normas são injustas e incapazes de promover a felicidade da  maioria.No campo da sexualidade, os padrões de normalidade estabelecidos para o homem e para a mulher a partir das diferenças biológicas e do caráter reprodutor que lhe é inerente, já não são parâmetros capazes de criar normas que garantam, a todos os seres, as condições básicas para que eles se desenvolvam com segurança e de forma harmônica. Hoje, o conceito de masculinidade e feminilidade está “além do rosa e do azul” para o homem e para a mulher, respectivamente...Assim, a partir do conhecimento científico atual e do conhecimento espírita, vamos compreender que todos nós, heterossexuais, homossexuais e bissexuais somos filhos de um mesmo Pai, e que essa diversidade sexual deve ser respeitada, inclusive através de leis que garantam direitos e deveres iguais para todos e promovam uma convivência pacífica e produtiva entre todos os membros de nossa sociedade.
    Show book