Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Amor de Perdição - cover

Amor de Perdição

Camilo Castelo Branco

Publisher: Projecto Adamastor

  • 5
  • 13
  • 0

Summary

Foi inspirado pelas suas próprias desventuras amorosas e pela peça de Shakespeare, Romeu e Julieta, que Camilo Castelo Branco escreveu Amor de Perdição, o seu romance mais famoso. Obra emblemática do Romantismo português, Amor de Perdição conta-nos a história de Simão Botelho e Teresa de Albuquerque, dois jovens que pertencem a famílias distintas de Viseu. Entre ambos nasce um amor que são obrigados a calar, pois as suas famílias são rivais e tudo farão para os separar. Mas os amantes acabarão por mostrar através do mais dramático dos actos, que nada, nunca, destruirá o sentimento que os une.
Available since: 07/17/2015.

Other books that might interest you

  • Dom Casmurro - cover

    Dom Casmurro

    Machado de Assis

    • 4
    • 18
    • 0
    Nesta grande obra, o gênio de Machado de Assis aponta com maestria os contornos da sociedade brasileira, valendo-se das lembranças de Bento Santiago, o Bentinho, sobre os eventos mais relevantes de sua existência. Machado, utilizando-se da temática do ciúme, acaba por dar vida a uma das mais marcantes personagens da literatura brasileira, Capitu.
    Show book
  • Eloah - Uma história de amor fé superação e união - cover

    Eloah - Uma história de amor fé...

    Letieri Brum Bianchini

    • 0
    • 0
    • 0
    Esta história é o desabafo de uma família que viveu e vive uma história de amor, fé, superação e união. Um casal que teve uma filha deficiente visual. 
    Com o nascimento de Eloah, puderam ver o mundo de outra forma como nunca imaginariam ver, sentir e ouvir. Também puderam sentir na pele o preconceito que existe na humanidade.
    Passaram por várias coisas com a pequena, ruins e boas também, e nunca desistiram.
    Show book
  • Triste Fim de Policarpo Quaresma - cover

    Triste Fim de Policarpo Quaresma

    Lima Barreto

    • 0
    • 0
    • 0
    Triste Fim de Policarpo Quaresma é um romance do pré-modernismo brasileiro e considerado por alguns o principal representante desse movimento.Escrito por Lima Barreto, foi levado a público pela primeira vez em folhetins, publicados, entre Agosto e Outubro de 1911, na edição da tarde do Jornal do Commercio do Rio de Janeiro. Em 1915, também no Rio de Janeiro, a obra foi pela primeira vez impressa em livro, em edição do autor.O romance discute principalmente a questão do nacionalismo, mas também fala do abismo existente entre as pessoas idealistas e aquelas que se preocupam apenas com seus interesses e com sua vida comum. Com uma narrativa leve que em alguns pontos chega a ser cômica, mas sempre salpicada de pequenas críticas a vários aspectos da sociedade, a história se torna mais tensa apenas quando o autor analisa a loucura e no seu final, quando são feitas duras críticas ao positivismo e ao presidente Floriano Peixoto (1891-1894).O autor optou por escrever a narrativa numa linguagem próxima à informal falada entre os cariocas. Ela se desenvolve em torno de Policarpo Quaresma, brasileiro extremamente nacionalista, e é dividida em três partes, cada uma contendo cinco capítulos. (Resumo extraído da Wikipedia)
    Show book
  • Quatro Novelas - cover

    Quatro Novelas

    Ana de Castro Osório

    • 1
    • 2
    • 0
    Vinha Luis sahira para o colegio ainda criança e de lá para as escolas superiores; assim os anos tinham decorrido sem que nunca mais visitasse a terra natal. Dez anos, dez longos anos se tinham passado, e só agora voltava, como um foragido ou como um ladrão, que enlouquecido de saudades arrisca a vida e a liberdade para revêr a terra que primeiro conheceu e é sempre para o homem a mais querida, a mais bela, a melhor de todas. E—pobre Luis!—era na verdade como um foragido que voltava, escondendo-se para que o não vissem, envergonhado dessa fraqueza sentimental que já não ia nada bem com os seus galões de guarda-marinha e o seu bonito bigode a ensombrar-lhe o labio superior. E voltava amesquinhado aos seus proprios olhos, elle que se julgava tão importante pelos estudos transcendentes, que seguira com certo brilho, porque só agora compreendia o sacrificio de cada momento, a luta de cada hora, o verdadeiro heroismo obscuro e respeitavel que a sua educação representava na vida da familia.
    Show book
  • Bom Senso E Bom Gosto - Carta Ao Excelentissimo Senhor Antonio Feliciano De Castilho - cover

    Bom Senso E Bom Gosto - Carta Ao...

    Antero De Quental

    • 0
    • 0
    • 0
    Constitui um dos documentos mais importantes da polémica literária que ficou conhecida como a Questão Coimbrã ou mesmo a Questão do Bom Senso e Bom Gosto, tendo surgido como resposta à carta-posfácio de António Feliciano de Castilho inserta no Poema da Mocidade, de Pinheiro Chagas, de outubro de 1865, na qual o autor de Cartas de Eco a Narciso aludia ironicamente às teorias filosóficas e poéticas expostas nos prefácios a Visão dos Tempos e Tempestades Sonoras (ambas de 1864), de Teófilo Braga, e na nota posfacial das Odes Modernas, de Antero de Quental (de julho de 1865). Sentindo-se visado, Antero de Quental responde em novembro com o panfleto Bom Senso e Bom Gosto. Carta ao Exmo. Sr. António Feliciano de Castilho, onde qualifica o juízo de Castilho como uma crítica "à independência irreverente de escritores que entendem fazer por si o seu caminho, sem pedirem licença aos mestres, mas consultando só o seu trabalho e a sua consciência", que cometem "essa falta de querer caminhar por si, de dizer e não de repetir, de inventar e não de copiar".
    Show book
  • Contos - cover

    Contos

    Eça de Queirós

    • 0
    • 1
    • 0
    Apesar de mais conhecido pelos seus romances, Eça de Queirós escreveu também alguns contos, reunidos postumamente num só volume em 1902.
    Show book