Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
As Noites de Hong Kong são feitas de neon - cover

As Noites de Hong Kong são feitas de neon

Caio Yurgel

Publisher: Gato-Bravo

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

A baía de Hong Kong, a fronteira do Brasil com a Argentina, Polónia, a Casa do Sol: contos que ziguezagueiam entre o lá e o aqui, cerzindo passado e presente, os temores e o desejo. Os contos e ensaios do autor Caio Yurgel, um brasileiro atualmente a morar na China, já foram publicados em três idiomas, receberam prémios no Brasil e foram indicados a outros na Alemanha e em Portugal. O livro 'As noites de Hong Kong são feitas de neon', o seu segundo trabalho de ficção, foi selecionado como finalista pelo Prémio Autor 2018.

Other books that might interest you

  • O homem que gostava dos russos - e outros contos - cover

    O homem que gostava dos russos -...

    Rafael Bassi

    • 0
    • 5
    • 0
    Rafael Bassi professa a fé nas narrativas. Mas sem perder o chão. Sabe que toda literatura deve fazer parte da vida, e que "não se aprende a pedir um chorizo lendo Proust". Suas histórias se passam em Buenos Aires, Paris, Porto Alegre, Curitiba. Nelas, gente célebre como Borges e Cortázar, Stálin e Putin, Coetzee e Anna Comnena, se mistura a uma galeria comovente de anônimos: um engenheiro fugido da Rússia, um suicida ferroviário, uma família unida na hora de se livrar de um cadáver, um enfermeiro sádico. Todos vivem a iminência de uma mudança. Esperam por algo, grandioso ou não, que lhes sirva de destino.
    Show book
  • O elo invisível - cover

    O elo invisível

    Patricia Maia Noronha

    • 0
    • 1
    • 0
    Existe quase sempre um elo, um aro, um anel, uma fotografia, um medalhão… objeto ou ideia que nos liga a algo ou a alguém. Afinal, não somos nós gregários e elementos da tribo? De uma qualquer tribo, a qual e por vezes, apenas acidental e circunstancialmente integramos, mal conhecendo o(s) outro(s) e a ele(a) nos ligando por um qualquer fio condutor geralmente por demais invisível ao olhar e sentir do outro elo. O da união. Do comum. Da partilha. (...) A escrita é limpa. Depurada. Despojada de adereços mas fulgente como a vida. A vida sem concessões.
    — Paulo Neto, director da revista literária "aquilino"
    Show book
  • O Elo invisível - cover

    O Elo invisível

    Patrícia Maia Noronha

    • 0
    • 0
    • 0
    Existe quase sempre um elo, um aro, um anel, uma fotografia, um medalhão... objeto ou ideia que nos liga a algo ou a alguém. Afinal, não somos nós gregários e elementos da tribo? De uma qualquer tribo, a qual e por vezes, apenas acidental e circunstancialmente integramos, mal conhecendo o(s) outro(s) e a ele(a) nos ligando por um qualquer fio condutor geralmente por demais invisível ao olhar e sentir do outro elo. O da união. Do comum. Da partilha. (...) A escrita é limpa. Depurada. Despojada de adereços mas fulgente como a vida. A vida sem concessões.Patri?cia Maia Noronha formou-se em jornalismo so? para poder mexer com palavras. Comec?ou a trabalhar aos 21 anos na redac?a?o do antigo grupo Semana?rio. Seguiu-se uma viagem pelo Reino Unido onde fez um mestrado em Estudos Jornali?sticos e um esta?gio na BBC World Service. De volta a Portugal, esteve oito anos na TSF de onde saiu quando foi convidada para coordenar o site Boas Noti?cias que dirigiu durante cinco anos. Pelo caminho deu aulas de cultura portuguesa nos Estabelecimentos Prisionais da a?rea de Lisboa e fez uma po?s-graduac?a?o em Artes da Escrita. Ja? conquistou distinc?o?es como a Menc?a?o Honrosa no Pre?mio Litera?rio Alves Redol e o terceiro lugar na Maratona de Escrita de Guio?es da Restart. Atualmente, continua a trabalhar como jornalista freelancer e desenvolveu um projeto de Capacitac?a?o Atrave?s da Leitura e da Escrita que tem vindo a aplicar junto de jovens institucionalizados e idosos.
    Show book
  • O coração apaixonado do baobá - cover

    O coração apaixonado do baobá

    Rafo Díaz

    • 0
    • 0
    • 0
    "O coração apaixonado do baobá" reúne sete histórias narradas pelo escritor peruano Rafo Díaz e ilustradas pelo artista moçambicano Osias André. Os contos são inspirados nos inúmeros mitos africanos sobre a árvore do baobá, também chamada de embondeiro, uma árvore gigante, sagrada, lendária e secular, cercada de mistérios e muita magia.
    Show book
  • Escute Amor - Crônicas de Affonso Romano de Sant'Anna - cover

    Escute Amor - Crônicas de...

    Affonso Romano de Sant'Anna

    • 0
    • 0
    • 0
    Nesta coletânea, Affonso Romano de Sant´anna nos fala sobre o amor em 26 crônicas. Mas, longe de tentar estabelecer teses, Affonso ora flerta com o amor, ora observa suas sutilezas; às vezes, admira sua simplicidade, outras vezes, deixa-se destroçar por sua tormenta. O amor, para Affonso, pode ser o amor da espera ou o amor infeliz, pode ser o amor infiel ou o da mulher madura; às vezes, está nas pequenas seduções cotidianas; outras vezes, evidencia-se entre os homens de negócio; pode ser o melhor — ou o pior — amor. Affonso Romano de Sant'Anna trabalha como cronista de grandes jornais brasileiros, lecionou no Brasil e no exterior e teve importante atuação na área executiva das políticas públicas voltadas para a difusão do livro no Brasil. Mas, sobretudo, Affonso é um poeta, um homem de letras e literatura. Tem mais de quarenta livros publicados e já recebeu vários prêmios importantes na área literária, como o Prêmio União Brasileira de Escritores (recebido duas vezes) e o Prêmio APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte, pelo conjunto da obra. Atualmente, escreve para os jornais Estado de Minas e Correio Brasiliense.
    Show book
  • Perdidas - Histórias para crianças que não têm vez - cover

    Perdidas - Histórias para...

    Kátia Bandeira de Melo Gerlach

    • 0
    • 0
    • 0
    Contos e poemas para as meninas e meninos mortos por bala perdida no Rio de Janeiro, por escritores consagrados. Projeto originalmente publicado, de forma anônima, na São Paulo Review. Parte da receita desta edição será revertida para ações de educação e atendimento de jovens em comunidades cariocas.
    Show book