Discover a world full of books!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
Tolsty - Retratos de um amor por um cão - cover

Tolsty - Retratos de um amor por um cão

Beny Schmidt

Publisher: Editora CL-A Cultural Ltda

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Terceiro livro da Trilogia do Amor idealizada pelo autor, cada um deles falando sobre uma forma diferente de amar. Assim como as duas obras anteriores, o novo livro tem 12 capítulos, todos eles com a mesma estrutura: um poema, um arrazoado e uma personagem. Neles, o autor fala do amor desprendido e gratuito pelo seu cão, enquanto contempla também, de uma forma mais ampla, a relação do homem com os animais e com a natureza

Other books that might interest you

  • Foz florescente - cover

    Foz florescente

    Rodrigo Ferreira

    • 0
    • 0
    • 0
    Os poemas reunidos em Foz florescente debruçam-se sobre temas universais como o amor e a saudade e incorporam a esse universo subjetivo e intimista elementos ligados às ricas raízes culturais do Amapá, sobretudo em sua matriz indígena.
    Show book
  • Corvos Cobras Chacais - cover

    Corvos Cobras Chacais

    António Carlos Cortez

    • 0
    • 0
    • 0
    "Corvos Cobras Chacais" nasceu de uma sequência alargada de poemas em prosa e constituiu um capítulo participante da antologia "A dor concreta" (ed. Tinta da China), do poeta António Carlos Cortez, em uma prévia de um livro futuro, este que agora se nos apresenta. Bem reconhece Pedro Mexia quando diz que "depois de Daniel Faria não houve na poesia mais recente em Portugal quem arriscasse em construir um tom elevado e ao mesmo tempo realista e concreto, algo em que Cortez é exímio". Em "Corvos Cobras Chacais", Cortez maneja a forma poética para falar de uma forma inesquecível, indelével, daquilo que mais nos assombra: da crueldade da vida e da passividade dos homens.
    Show book
  • Poemas de Bordo - cover

    Poemas de Bordo

    Enivaldo Ramos

    • 0
    • 0
    • 0
    Desde o homem primitivo temos a necessidade de registrar acontecimentos, histórias, o cotidiano. As inscrições em cavernas são prova dessa necessidade de comunicação de homens e mulheres, que com seus pictogramas ou ideogramas deixaram suas marcas na História. O diário de bordo, igualmente partindo dessa necessidade de registrar os fatos, tinha originalmente o objetivo de relatar os fatos mais importantes do trajeto de uma determinada navegação. Esse tipo de diário também é utilizado por viajantes que registram a memória de passeios a locais visitados, experiências enriquecedoras, enfim, momentos especiais vivenciados em viagens. Muitas pessoas registram suas experiências em diários, que também podem ser considerados de bordo, pois escrevem os fatos memoráveis durante sua trajetória de vida, durante a jornada na viagem que é viver. Poemas de bordo representa tudo isto: o registro em forma de poesia sobre essa jornada da vida. O percurso, a estrada, a caminhada. Essa obra, além de ser um livro de poesia, representa uma autobiografia, pois o autor revela, por meio dos poemas, suas ideias sobre a vida, a morte e o amor, que são expressas de forma lírica e nos levam a mergulhar, por meio das palavras, em temáticas que fazem refletir sobre nossa própria existência.
    Show book
  • Mergulho cego em piscina vazia - cover

    Mergulho cego em piscina vazia

    Jéssica Barbosa

    • 0
    • 0
    • 0
    "A dramaturgia de Jéssica apresenta-se em seu caráter fragmentário, exigindo que o leitor faça sua interpretação a respeito do que ocorreu com estas personagens e imagine finais exequíveis. Não há respostas, e sim uma plêiade de significações possíveis. Um texto atual e provocativo, não só quanto ao conteúdo que engendra, mas especialmente face à forma como resgata matizes do teatro do absurdo e existencialista, nos deixando à mercê de nossas próprias covardias e impotências."
    Camila Bauer
    Show book
  • Duas vezes draMática - cover

    Duas vezes draMática

    Natasha Centenaro

    • 0
    • 0
    • 0
    Para romper a tradição hegemônica da palavra masculinista e de personagens femininas objetificadas, duas vezes draMática é um projeto estético (político) de reapresentação da escrita dramatúrgica, de um teatro feminista contemporâneo. São mulheres duas vezes dramáticas, em cena e na palavra: do discurso e do desejo, de sangue e de corporeidades, de sexo.
    Show book
  • Arquivos de dispositivos móveis - cover

    Arquivos de dispositivos móveis

    Rodrigo Goulart

    • 0
    • 0
    • 0
    Nesta obra, o autor reúne poemas que escreveu nos últimos três anos. São de ordens diversas: sobre a arte, o tempo e outras forças que estão à nossa volta. São frutos de fatos impactantes, observações cotidianas, de percepções repentinas ou de construções cuidadosas. Alguns são experimentações de palavras, versos, brincadeiras semânticas e gramaticais. Outros, ele ainda não descobriu o que são, faltou-lhe decifrar a própria construção. Para esta tarefa, o autor pede contribuições, e que destas nasçam outros arquivos.
    Show book