Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
Quanticismo - cover

Quanticismo

Lukhas Vinicius Silso Ribeiro

Publisher: Cia do eBook

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Quanticismo é uma breve antologia poética onde o autor expressa suas reflexões relacionadas à condição da existência da vida e da psique humana. Trazendo inspirações das diversas formas poéticas brasileiras, o estreante procura contribuir com o estímulo à leitura e avivar o amor à literatura sob a forma de arte escrita.

Other books that might interest you

  • Conversas com versos e mares de marés - cover

    Conversas com versos e mares de...

    Mario Lago Filho

    • 0
    • 0
    • 0
    Impressiona o ritmo que Mário Lago Filho imprime aos seus versos. Nenhuma sílaba fora de lugar, nenhuma palavra desnecessária, sem firulas, mas sofisticados em sua simplicidade. Revela um poeta quixotesco, cavalgando no combate aos redemoinhos, casamento da loucura com a sensatez, sem grades ou muros. Poemas com forte sotaque carioca, samba de subúrbio, cerveja quente da Lapa, papo de cachaça e boteco, revestidos daquela sabedoria  de quem sempre ousou o avesso e escapou incólume. Uma conversa sobre a solidão do homem urbano, sobre amores que permanecem, ou se esvaem ao primeiro sol da manhã. Mário Lago Filho é um andarilho que ousa as vertigens dos labirintos profundos, aguenta o tranco  e permanece de pé.  Apresentação de Mano Melo.
    Show book
  • Poemas de bolso - cover

    Poemas de bolso

    Jcnetto Author

    • 0
    • 0
    • 0
    Esta obra, representa os diversos momentos de um ser humano. Com seus medos, com seus objetivos, tristezas e alegrias, que vão formando sua essência.
    Trata, do cotidiano, das pessoas nas cidades. Com todas as nuances, que a vida impõe.
    É ás vezes uma euforia pelo amor e pelo sucesso, e, outras vezes os dissabores vividos, quer por desilusões amorosas, ou por traições inesperadas.
    É uma obra, para ter sempre ao bolso, e, ler seu conteúdo, em qualquer lugar, deliciando-se com suas conclusões sobre os diversos temas abordados.
    Show book
  • Divagações - cover

    Divagações

    Raquel Braga

    • 0
    • 0
    • 0
    Nem fantasiosa, nem materialista. Como as cerdas de um dente-de-leão, que pairam entre as nuvens e a terra, a poesia de Raquel Braga mescla a concretude do cotidiano com a divagação de uma mente feminina. É uma equilibrada construção, a qual nos permite viajar em seus versos sem nos perder nas palavras. Denota um lirismo lúcido e enternecido, fonte de catarse, que exorta a alma do leitor para seus pensamentos mais puros e profundos. Divagações é, sem dúvida, um fenômeno da poiesis.
    Alcinéa Cavalcante
    Show book
  • A poesia que emana da vida - cover

    A poesia que emana da vida

    Regilene Paulina Da Cunha

    • 0
    • 0
    • 0
    Escrever é intertextualizar sobre a vida? Escrever é tecer diálogos com outros textos. Dependerá, claro, da visão de mundo do autor, de seu receptor e dos repertórios de leituras vigentes. Para a concepção bakhtiniana, “texto é uma unidade da manifestação do pensamento, da emoção, do sentido, do significado” e “linguagem é uma atividade humana”. Já Orlandi (2007) conceitua o texto da seguinte forma: “o texto não é considerado apenas como um objeto fechado, com começo, meio e fim. Ele tem relação com outros textos, com suas condições de produção e com outros discursos” (2007:54). O texto não deve ser compreendido como um amontoado de palavras. O texto constitui-se dialogicamente com outros textos através da intertextualidade e da interdiscursividade. Para formarmos escritores profícuos é preciso considerar o processo de produção, o contexto, os interlocutores, os gêneros discursivos, os recursos utilizados pelos interlocutores para dizer o dito e o não dito. A produção de um texto não é mera distribuição de palavras ou sentenças, mas um ato de linguagem, um ato da prática social mediado pela interação e dialogismo. Espero, caro leitor, que este livro possa trazer um pouco da sensibilidade que a vida emana a cada instante.
    Show book
  • Sonetos - Poemas de Amor - cover

    Sonetos - Poemas de Amor

    Luís Vaz de Camões

    • 0
    • 0
    • 0
    Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 10 de Junho de 1580) é frequentemente considerado como o maior poeta de língua portuguesa e dos maiores da Humanidade. O seu gênio é comparável ao de Virgílio, Dante, Cervantes ou Shakespeare. A obra lírica de Camões foi publicada como "Rimas", não havendo acordo entre os diferentes editores quanto ao número de sonetos escritos pelo poeta e quanto à autoria de algumas das peças líricas. Alguns dos seus sonetos, como o conhecido "Amor é fogo que arde sem se ver", pela ousada utilização dos paradoxos, prenunciam o Barroco.  Nesta coleção, apresentamos uma recolha de Sonetos de Camões cujo tema é o amor. (Sumário adaptado da Wikipedia por Leni)
    Show book
  • Corvos Cobras Chacais - cover

    Corvos Cobras Chacais

    António Carlos Cortez

    • 0
    • 0
    • 0
    "Corvos Cobras Chacais" nasceu de uma sequência alargada de poemas em prosa e constituiu um capítulo participante da antologia "A dor concreta" (ed. Tinta da China), do poeta António Carlos Cortez, em uma prévia de um livro futuro, este que agora se nos apresenta. Bem reconhece Pedro Mexia quando diz que "depois de Daniel Faria não houve na poesia mais recente em Portugal quem arriscasse em construir um tom elevado e ao mesmo tempo realista e concreto, algo em que Cortez é exímio". Em "Corvos Cobras Chacais", Cortez maneja a forma poética para falar de uma forma inesquecível, indelével, daquilo que mais nos assombra: da crueldade da vida e da passividade dos homens.
    Show book