Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
O Instagram está padronizando os rostos? - cover

O Instagram está padronizando os rostos?

Camila Cintra

Publisher: Estação das letras e cores editora

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

A circulação de representações de rostos é a maior da história da humanidade. O que os rostos no Instagram ajudam a narrar sobre os valores e sujeitos da era digital? À luz da cultura de consumo, um novo tipo de rosto dali emerge. Como imagem, através de edições e filtros faciais, e como matéria, encarnado fisicamente por meio de procedimentos estéticos e cirúrgicos, sobretudo em rostos femininos.	Da observação desse fenômeno, surgem questionamentos: a partir do Instagram, os rostos estão seguindo um padrão? Se o rosto é o elemento físico mais singular e qualitativo da identidade humana, do que abrimos mão quando aproximamos a face de um modelo estético? Afinal, o que é o rosto em si mesmo? 	Percorrendo uma breve história cultural do rosto até a era digital e localizando o rosto de Instagram e seus significados, o livro propõe uma reflexão sobre a relação entre rosto e subjetividade, e os impactos da lógica de consumo, insuflada pela tecnologia e pelas ferramentas digitais, quando aplicada à face humana.

Other books that might interest you

  • O mo(n)struário de João do Rio - Perversão e modernidade em “Dentro da noite” - cover

    O mo(n)struário de João do Rio -...

    Bruno Oliveira Tardin

    • 0
    • 1
    • 0
    João Paulo Emílio Cristóvão dos Santos Coelho Barreto, ou “João do Rio”, publica em 1911 uma coletânea de contos, intitulada Dentro da noite, que revela uma clara inclinação de natureza estética aos trabalhos de escritores icônicos do decadentismo europeu, contendo vasto grupo de tipos e arquétipos comuns à cultura finissecular carioca. Através das histórias descontínuas e de aspecto fragmentário de Dentro da noite, busca-se compreender as indagações, expectativas, frustrações e agonias do burguês moderno, peça ícone da Belle Époque do Rio de Janeiro, indivíduo que não encontra em lugar algum uma alma solidária disposta a dividir o peso sufocante da existência moderna. E, contudo, estas mesmas indagações, frustrações e agonias são crias tanto da personagem que as nutre em seu cerne quanto do espaço urbano que as abarca, consideradas como algo digno de análise mais atenta e aproximada, considerando-se os fenômenos psíquicos sem desconsiderar-se os sociais ou mesmo os literários. A presente obra disserta por várias áreas do conhecimento (notadamente a psicanálise e a teoria literária) para melhor compreender esse mostruário de tipos monstruosos criado por João do Rio à sombra da literatura pré-modernista brasileira.
    Show book
  • O ICMS nos Tribunais Superiores - cover

    O ICMS nos Tribunais Superiores

    José Jayme De Macêdo Oliveira

    • 0
    • 0
    • 0
    O trabalho de investigação da jurisprudência, meticuloso e sistemático, desenvolvido por JOSÉ JAYME 
    DE MACÊDO OLIVEIRA, resultou em um verdadeiro curso de Direito Tributário aplicado, em que o ICMS aparece como pano de fundo. O fruto da compilação dos acórdãos exarados pelo Superior Tribunal de Justiça e pelo Supremo Tribunal Federal revela a complexidade do tema, assim 
    como comprova a dificuldade com que os órgãos de deliberação administrativa e os tribunais de todos os níveis lidam com esse imposto.
    Show book
  • Porque as notícias são como são - cover

    Porque as notícias são como são

    Nelson Traquina

    • 0
    • 0
    • 0
    Ao responder à questão “o que é jornalismo?”, este livro tentará responder a certas questões chaves que são essenciais para uma compreensão do jornalismo. O que é noticia? O que são notícias? Por que as notícias são como são? O que é ser jornalista numa democracia? O jornalismo é um “Quarto Poder”? um “contra-poder”? “um quarto do poder”?
    Show book
  • Holocausto - Das origens do povo judeu ao genocídio nazista - cover

    Holocausto - Das origens do povo...

    Voltaire Schilling

    • 0
    • 1
    • 0
    O Holocausto, o assassinato em massa dos judeus europeus, não se deu numa planície ou em floresta distante do espaço civilizado. O espanto do mundo até hoje não conseguiu resolver a contento como uma ação cruel e inclemente foi executada no que até então era considerado o coração da Europa culta. Não foram somente os brutamontes orientados por suboficiais e sargentos dos integrantes da SS que levaram adiante a operação de extermínio. Nela foram envolvidos engenheiros, cientistas, médicos e outras categorias profissionais, como os ferroviários responsáveis pelas "transferências" e "deslocamentos" das vítimas para os campos de extermínio. Um historiador estimou que o total de homens e mulheres (alemães e outras etnias antisssemitas que com eles colaboravam) atingiu a meio milhão de pessoas envolvidas diretamente ou indiretamente no genocídio dos judeus europeus. Certamente o Holocausto causou um profundo abalo nas sociedades que se consideravam superiores e que se achavam bem acima do universo de primitivismo e barbárie que as cercavam. Talvez, pela sua dimensão, essa matança que seifou a vida de seis milhões ou mais de judeus, talvez tenha sido o derradeiro ato de selvageria e loucura que ainda se abrigava por detrás da civilização.
    Show book
  • Psicologia da gravidez - cover

    Psicologia da gravidez

    Maria Tereza Maldonado

    • 0
    • 0
    • 0
    A gravidez é um período de transição que faz parte do processo normal de desenvolvimento de um casal. Assim, a maternidade e a paternidade são momentos existenciais de extrema importância no ciclo vital de mulheres e homens. É também durante a gravidez que se inicia a formação do vínculo pais-filho e a reestruturação da rede de intercomunicação da família - ponto de partida de um novo equilíbrio dinâmico da unidade familiar.
    Show book
  • Os relacionamentos e seus vínculos - Influências que interferem na construção da personalidade e do conhecimento - cover

    Os relacionamentos e seus...

    Jc Silva

    • 0
    • 1
    • 0
    Desajustes sociais têm provocado resistência, baixa autoestima, falta de encorajamento para enfrentar situações que exijam posicionamento autônomo, por isso, a necessidade do estudo dos relacionamentos e seus vínculos, dos elos de ligação, emocional e relacional, que unem duas ou mais pessoas ou duas ou mais partes dentro de uma pessoa, para se entender como ocorre à construção da identidade do indivíduo e sua vinculação não só com o conhecimento, mas com a aprendizagem, bem como sua relação com o saber e o não saber. Os bloqueios impeditivos não ocorrem por acaso e, salvo problemas patológicos de ordem genética, todos os sujeitos nascem com alta capacidade de aprender, mesmo que não tenham quem o ensine. Descoberto os fatores geradores de bloqueios impeditivos, os objetivos propostos serão alcançados de forma prazerosa e producente. O leitor será conduzido a identificar as interferências positivas e/ou negativas dos vínculos na aprendizagem, discutir a importância da afetividade no caminho do aprender. Será instigado a desenvolver seus talentos e explorar novas áreas em que os problemas ainda não se cristalizaram, na busca para implementação de ações preventivas na construção de vínculos saudáveis na interação entre a pessoa e o mundo no qual ela está inserida e participará de modo ativo ou passivo no desenvolvimento de sua aprendizagem e na construção de sua personalidade. Coloque a “mão na massa” e construa novas e promissoras histórias geradoras de legados saudáveis e sustentáveis!
    Show book