Join us on a literary world trip!
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Subscribe to read the full book or read the first pages for free!
All characters reduced
As Chaves de Ouro - cover

As Chaves de Ouro

José Trigueirinho Netto

Publisher: Irdin Editora

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Transcender os limites da compreensão meramente material é uma das metas principais do Plano Evolutivo que começa a ser revelado aos que despertaram para a realidade do desenvolvimento superior. O trabalho de cura, os contatos com os ?arquivos cósmicos? e as manifestações energéticas dentro de um novo e simples ritual são temas que este livro aborda, além dos avisos a respeito do ingresso do homem em um ciclo de aproximação com Mundos Imateriais. Este livro traz também importantes revelações sobre o mundo dos essênios e sobre a consciência manifestada por esse misterioso povo. Mostra ainda a necessidade de transcendermos a percepção meramente sensorial e apresenta novas informações sobre os contatos possíveis com as civilizações intraterrenas, alimento espiritual para conduzir-nos com firmeza nesta época caótica em que vivemos. Como oportunidade para entrarmos em um equilíbrio cada vez maior sob a luz da interna aspiração, As Chaves de Ouro levam-nos a transcender a consciência comum e a tocar os altos cumes da revelação e do contato interior.

Other books that might interest you

  • Com essa eu não contava - cover

    Com essa eu não contava

    Raimundo Gadelha

    • 0
    • 0
    • 0
    Dinho é um garoto de 8 anos de idade já havia morado em muitas cidades do interior, gosta de se divertir, gosta de histórias e de dar grandes sustos em sua mãe. Saiba como irá terminar essa história.
    Show book
  • Schopenhauer & Nietzsche - cover

    Schopenhauer & Nietzsche

    Georg Simmel

    • 0
    • 0
    • 0
    Pretendo oferecer uma contribuição à história geral do espírito e à compreensão do significado permanente dos dois filósofos." Assim começa Georg Simmel este livro sobre Schopenhauer e Nietzsche. Não lhe interessam histórias de vida ou uma mera descrição, pretensamente abrangente, das obras de cada um, das quais seleciona e comenta só o que há de mais valioso e perene. 
    
    Que filósofos! Schopenhauer ataca de frente a antiga ideia de que a razão constitui a essência do homem. Em seu lugar, propõe uma metafísica da vontade, que Simmel considera "um dos poucos progressos realmente importantes que a filosofia fez diante do problema da vida humana". Nessa visão, a vida é um impulso incessante, impelida por uma vontade que não encontra nada que a satisfaça. Não se trata de uma vontade psicológica, específica, mas de uma vontade metafísica, absoluta, geral, por definição insaciável, situada além de toda aparência. 
    
    Comandada por ela, nossa existência não pode alcançar um fim último. Os objetivos que atingimos são apenas pontos de trânsito de um movimento contínuo, motivado pela dor e a carência. Podemos contornar essa eterna insatisfação pela estética, que separa representação e vontade, pela moral, que suprime as existências isoladas, ou pela ascese, que cancela a vontade e faz o mundo retornar ao nada. 
    
     Nietzsche, por sua vez, vê a vida como a crescente concentração das forças ambientes no sujeito. Ela dispensa qualquer fim transcendente, pois é o seu próprio fim. Cada estágio da existência humana se completa no estágio seguinte, que libera energias latentes e realiza o que antes era mera possibilidade. Esse processo não se cumpre em todos os indivíduos ao mesmo tempo. Só as existências mais elevadas dão a medida de onde a vida, como um todo, chegou. A percepção da diversidade humana e a ênfase na superação fazem de Nietzsche um duro crítico das tendências democráticas do mundo moderno, que ele contrapõe à moral da distinção.
    
    
      "Toda a sua doutrina", diz Simmel, "repousa em um imperativo dogmático: a vida deve Ser! Por isso, Nietzsche vê em Schopenhauer o seu adversário filosófico, a quem não pode vencer, pois este nega o próprio imperativo, colocando em seu lugar o contrário: a vida não deve Ser! [...] Na distância entre essas interpretações percebe-se uma ampliação da alma e até se pode desfrutar da desesperação da vida ou do júbilo da vida como polos de sua grandeza, de sua força, da riqueza de suas formas."
    
             César Benjamin
    
    
    "A obra de Schopenhauer é a expressão filosófica do estado íntimo do homem moderno. Para ele, a essência metafísica do mundo e de nós mesmos encontra expressão geral e decisiva na vontade, pois o que é absoluto no Ser é uma contínua superação de si mesmo. [...] Esse mundo impulsionado pela vontade de fins, mas carente deles, também é o ponto de partida de Nietzsche. Entre ele e Schopenhauer, porém, está Darwin. Enquanto Schopenhauer se detém na negação, pela vontade, do fim último, Nietzsche encontra na evolução da espécie humana a possibilidade de um fim que permita a vida afirmar-se."
    
    
                            Georg Simmel
    Show book
  • Como passar nas melhores universidades - cover

    Como passar nas melhores...

    Fillipe Sann

    • 0
    • 0
    • 0
    O sonho da maior parte dos estudantes é passar nas melhores universidades devido à qualidade superior da educação.
    Através da leitura deste livro, você aprenderá técnicas de aprendizagem, planos de estudos e como melhorar a memória para conseguir a aprovação nas melhores universidades do Brasil.
    Além disso, aprenderá como organizar o seu tempo e as melhores técnicas de estudo para ampliar a produtividade durante o dia.
    Show book
  • Mãos limpas coração quente - Um brasileiro no Kremlin - cover

    Mãos limpas coração quente - Um...

    Esther Rodrigues

    • 0
    • 0
    • 0
    '''Se você sempre fantasiou sobre o que acontecia por trás da Cortina de Ferro — espionagem, conspirações, agentes duplos e triplos, mulheres fatais, muito frio e muita vodca — e, naturalmente, nunca pôde ir lá, este livro é o seu passaporte. Com ele, você dará um passeio pelo Kremlin de 1964 a 1990, com direito a um guia autorizado: o diplomata brasileiro Obertal Mantovanelli, íntimo de seus salões e corredores e personagens claros e obscuros. E pode crer: nossas fantasias eram pinto diante do que acontecia por lá.'' RUY CASTROLembranças de um brasileiro que viveu na União Soviética, nos anos em que nascia em nosso país. Uma visão privilegiada da guerra, nem sempre fria, entre dois mundos — os soviéticos comunistas e os americanos capitalistas — que demonizavam-se mutuamente e queriam impor ao mundo seu modelo.'
    Show book
  • Pequenas Reinações - cover

    Pequenas Reinações

    André Ricardo Aguiar

    • 0
    • 0
    • 0
    André Ricardo nos apresenta reinos em que estão nossos medos, inseguranças, tolices e equívocos; mas está sobretudo o território que realmente precisamos dominar: o da linguagem.
    Show book
  • Unidas pelo autismo - cover

    Unidas pelo autismo

    Catiane Ferreira Gomes

    • 0
    • 0
    • 0
    Um encontro entre mães fez nascer este livro, e antes dele a certeza de que juntas poderiam promover ainda mais a inclusão de seus filhos em um mundo que muitas vezes se distancia deles, e não o contrário.Cada capítulo pontua um pouco da vida de uma criança, do seu nascimento até a descoberta do autismo, e a busca para amenizar os momentos seguintes, possibilitando a cada um o encontro entre o sonho e a realidade do dia a dia.Um livro carregado de sentimentos vigorosos e apaixonantes, todos pontuados pelo amor e pela determinação de mães que, diante de um diagnóstico, tornaram-se guerreiras e foram viver com fé suas histórias, momentos que estão aqui sendo divididos conosco de maneira sincera e generosa.Este livro é uma aula de vida e de amor, e foge por completo do lugar-comum da dor, substituindo-a pela certeza de que o caminho é longo, às vezes espinhoso, mas não menos alegre e surpreendente.
    Show book