Do you dare to read without limits?
Add this book to bookshelf
Grey
Write a new comment Default profile 50px
Grey
Read online the first chapters of this book!
All characters reduced
Insônia da Matéria - Poemas e desesperanças - cover

Insônia da Matéria - Poemas e desesperanças

André Cancian

Publisher: Andre Cancian

  • 0
  • 0
  • 0

Summary

Insônia da Matéria é uma coleção de poemas escritos entre 2002 e 2007, correspondendo ao intervalo entre a redação de Ateísmo & Liberdade e O Vazio da Máquina. A atmosfera de perplexidade e de mal-estar que perpassa quase todos os poemas pode ser vista como um reflexo da angústia que se sente quando tentamos lidar com um problema que ainda nos escapa — como um fantasma que nos persegue, até que consigamos colocá-lo no papel.
* * *:: POEMAS 
PASSAGEMSENTIDOALMAMIOPIAEREMITAESCOLHASFELICIDADELOUCURALUTAMÁSCARASENTIMENTOCRIANÇASAUDADESILÊNCIOSOLIDÃOTRANSIÇÃOAUSÊNCIAESPERANÇADESRAZÃOVAZIOSONHOSTÉDIOSENTENÇADISTÂNCIASOMBRACOVARDENADAETERNAMENTEGRÃOSILUSÕESACASO 
 
 * * *
 
 “Os poemas também são melancólicos. Fazem parte do livro e mostram misantropia, tédio, angústia e uma não-vontade latente de viver como em “Então abro os olhos / Profundamente lúcido / Arrependido de ter acordado.” Ou em “Isso me vem como um nojo de respirar” e ainda “Neste mais um-dia-qualquer / Tudo estava paralisado / Menos a angústia”. Percebe-se muita coisa dentro do autor e é uma pena as pessoas não se interessarem muito por poesias hoje em dia. Eu adorei!”
 
— Rosângela Dias
 
 
 
“Afora os ensaios, a história de Joe e os poemas são a forma que Cancian achou de se explicar através de desenhos: um complemento sofisticado e estilístico para balancear a crueza das palavras objetivas e diretas.”
 
— Jairo Moura
 
 
 
 

Other books that might interest you

  • Pernambuco Terra da poesia - cover

    Pernambuco Terra da poesia

    Antônio Campos

    • 0
    • 0
    • 0
    Pernambuco, terra da poesia: um painel da poesia pernambucana dos séculos XVI ao XXI, nesta segunda edição, amplia a sua abrangência com a inserção de mais onze poetas, dois deles de grande representação para a história da literatura pernambucana: Ulisses Lins de Albuquerque e Alcides Lopes de Siqueira.
    Show book
  • Eu Que Nada Mais Amo - cover

    Eu Que Nada Mais Amo

    Sérgio Vieira

    • 0
    • 0
    • 0
    Poemas melancólicos sobre aspectos e problemas proporcionados pelas metrópoles e que acabam gerando indignações. Sobre as condições das relações humanas e paixões tratadas de uma forma abrangente com a mesma melancolia, em curvas.Este livro é um pedido de desculpas ao Universo. O reconhecimento de que mesmo insatisfeitos com as mudanças elas são necessárias para nos trazer discernimento. A vida é uma fina camada que em qualquer momento pode se quebrar. Dependendo do peso que dermos a ela, poderá provocar situações embaraçosas e dificultar nossa caminhada, provocando arranhaduras.
    Show book
  • 40 - cover

    40

    Luis Maffei

    • 0
    • 0
    • 0
    Em 40, o autor, através de uma visão larga e profunda, passa por importantes estágios da existência, como nascimento, primeira infância, aquisição da língua, escola, adolescência e boa parte da idade adulta. Em cada poema, um estágio da vida e muitas de suas inúmeras experiências. Identificação, reconhecimento e indagação fazem repensar a existência e estão inclusas no processo, não só de Maffei, mas de quem se depara com seus poemas. O livro sai do ano 1974 e chega a 2014 trazendo, poema a poema, não apenas uma trajetória de vida, mas uma trajetória poética – a autobiografia é inevitável, mas  a memória que se constrói só há em partilha. Além disso, passeia por momentos históricos e datas festivas, com destaque para o Carnaval, período que marca a ocasião do nascimento do autor e, consequentemente, de seus aniversários, como é possível encontrar nos poemas “1974”, “1978”, “1992” e “2003”. O Carnaval acaba por ser uma metáfora forte do livro, assim como o incêndio do Edifício Joelma, em São Paulo, ocorrido dias antes do nascimento do poeta: vida e morte, festa e tragédia, de braços dados. Neste conjunto orgânico, é possível ter contato com muitas maneiras de a poesia se constituir. A já conhecida maestria formal do autor, que explora e inova a sextina, o soneto e outras formas fixas, não ignora a potência do verso livre e, em certos poemas, uma experimentação que toca limites radicais.
    Show book
  • Libélulas de ferro - cover

    Libélulas de ferro

    Alex Assunção Rebello

    • 0
    • 1
    • 0
    Das simples lembranças de uma pequena “vila” nos anos 80, até os dramas atuais de nossa sociedade, Libélulas de Ferro nos convida à interioridade humana, à perplexidade perante a passagem do tempo e à ótica crítica e construtiva da poesia.
    Show book
  • Lágrima fora do lugar - cover

    Lágrima fora do lugar

    Suely Bispo

    • 0
    • 1
    • 0
    Muito se falou de Suely Bispo neste ano, a atriz que levou um pouco do Espírito Santo para a novela Velho Chico, da Rede Globo, com a personagem Doninha. Bem antes disso, Suely já se movimentava por entre as artes – literatura e artes cênicas –, ao se formar mestre em Estudos Literários e, desde a graduação em História, se envolver com o teatro. Em 2009 ela lançou o primeiro livro de poemas, Desnudalmas, uma obra que precede e é linha de direção para Lágrima Fora do Lugar.
    
    O amor, a relação com o outro, a solidão e muita água constroem o que é Lágrima Fora do Lugar. Jorge Nascimento, convidado que assina o prefácio do livro, acrescenta ainda um outro ponto presente na obra, as raízes com a ancestralidade: “se a Poesia pode ter uma finalidade, é ser meio de religação entre os entes, os seres e as coisas desse e dos outros mundos possíveis” – religação perceptível não só nesse livro, mas na obra de Suely enquanto artista, que de alguma forma está sempre a evidenciar sua identidade étnica de mulher negra.
    Show book
  • Lampião na mira dos inimigos - cover

    Lampião na mira dos inimigos

    Costa Senna

    • 0
    • 0
    • 0
    Costa Senna é cantor, ator, compositor e poeta. Seu show é uma assessoria pedagógica, composta por cordel, contação de histórias, músicas, provérbios, trava-línguas, trocadilhos e informações que fortalecem o conhecimento de estudantes, educadores e apreciadores da nossa cultura. Tem 11 livros e 100 títulos de cordéis publicados, além de um DVD e 6 CDs gravados. Participou de várias peças teatrais e de filmes de curta e longa metragens. Este audiolivro contém os seguintes cordéis: “As lágrimas de Lampião” “Jararaca, o bandido santo” “Luiz Pedro e Lampião até a última batalha” “Lampião e seu escudo invisível” (publicado em papel pela editora Luzeiro) “A história de Lídia” (com participação de Daniela Almeida) “Lampião: vinte anos de guerra” Imagem da capa: gravura de Marcio Monte, impressa em técnica “fine art print”
    Show book